08 de maro de 2021
Campo Grande 30º 20º

Impeachment

Simone comemora rompimento com Dilma e critica "operação varejo" do governo

A senadora Simone Tebet (PMDB-MS) comemorou, nesta terça-feira (29), o rompimento do PMDB com a base do governo da presidente Dilma Rousseff. Simone acompanhou a reunião que aconteceu na tarde de ontem, da qual também participaram o ex-governador do Estado, André Puccinelli, da vereadora Carla Stephanini, dos deputados estaduais Junior Mochi e Eduardo Rocha, presidente e vice-presidente do partido respectivamente, além dos integrantes da bancada federal do partido. 

“O PMDB honra os seus 50 anos de história de luta pela democracia e, ouvindo as ruas, garante com essa decisão que possamos votar com independência e consciência pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff”, disse.

A senadora também criticou a manobra do governo de trocar cargos por apoio político no Congresso. Desde segunda-feira (28), o Planalto deu início à "operação varejo", como tem sido chamada nos bastidores, e tem oferecido a partidos menores, como PTN, cargos até então ocupados pelo PMDB. “O Governo, no afã de se salvar, pode estar cometendo crimes de responsabilidade. Nada é mais grave do que utilizar-se de cargos - que são da sociedade - para garantir o voto de um parlamentar através de um suborno. Isso fere de morte a democracia brasileira”, lamentou.

A senadora Simone explicou que neste momento os deputados federais estão decidindo pela admissibilidade do impeachment. “Quando o processo chegar ao Senado, aí sim, nós tomaremos a decisão política, mas jamais à margem da lei ou da Constituição”, disse, ao explicar que o Senado é que vai decidir se as pedaladas fiscais configuram crime de responsabilidade ou não.