18 de abril de 2021
Campo Grande 30º 19º

Negociação salarial

Tabosa quer reunião com Bernal e vereadores para negociar reajuste

O presidente do Sindicato dos Servidores Municipais de Campo Grande, Marcos Tabosa, propôs que acontece nesta terça-feira (5) uma reunião entre Sisem e o prefeito Alcides Bernal (PP), na presença de três vereadores da base aliada do prefeito e três da oposição para negociar reajuste salarial dos servidores administrativos da educação e agentes de saúde.

Os administrativos da educação querem, de acordo com presidente do Sisem, tabela própria de reajuste salarial. Semana passada, no dai 31 de março, quando Bernal propôs aos servidores reajuste escalonado de 9,57% a categoria de administrativos e agentes de saúde não aceitaram. Tabosa defende que reunião nesta terça seria melhor solução para acabar com greve dos administrativos e evitar a dos agentes de saúde, prevista para começar semana que vem. É fácil resolver isso, a gente negocia hoje, se não a greve continua com macarronada amanhã na frente da Prefeitura", diz Tabosa.  

Segundo Tabosa, o Projeto de Lei encaminhado nesta terça para Câmara não contempla recomposição da inflação de abril e não inclui aumento benefícios defasados desde 2015. De acordo com Tabosa, as categorias cobram aumento de 110 % do Bolsa Alimentação, 65% do Pró-Funcionário, 20% de insalubridade para merendeiras e projeto específico de reajuste salarial para agentes de saúde. Nenhum desses itens, segundo Tabosa, consta no projeto enviado pelo prefeito. 

O Sisem pede reajuste salarial chegue a pelo menos 11%, para garantir a compensação da perda da inflação, enquanto prefeito defende reajuste de no máximo 10%. Segundo Tabosa, caso reajuste de 9,57% fosse aplicado sem escalonamento e todos os benefícios fossem reajustados conforme pede sindicato, haveria acordo. "Hoje vamos apresentar uma proposta e se prefeito quiser ele pode acabar com greve aqui ainda hoje, pois quem quer a greve é  Bernal para ele dar uma de coitadinho". 

Leia também

• Projeto enviado por Bernal não contempla servidores em greve

• 'Bernal traiu professores e quer empurrar acordo', diz ACP

• VÍDEO: Presidente da ACP diz que prefeito não merece reeleição