20 de abril de 2021
Campo Grande 32º 19º

Crise no Planalto

Temer altera data de encontro do PMDB para decidir ruptura com governo Dilma

A crise política entre Governo Dilma Rousseff e a oposição se agravou esta semana após homologação da delação premiada do senador Delcídio do Amaral, da nomeação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como chefe da casa Civil e da instauração da Comissão Especial de deputados que vai analisar pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff.

Nesta quinta-feira (17), o MS notícias conversou com deputado Dagoberto Nogueira, do PDT, que é da base aliada da presidente Dilma. Dagoberto admitiu que principal desafio do governo neste momento é manter os aliados, pois muitos estão 'saltando do barco.'

E a debandada pode aumentar. O Diário Oficial desta sexta-feira (18) trouxe convocação do diretório nacional do PMDB, para realização do encontro nacional do partido que vai definir se a elegenda fica ou não na base aliada do governo. O encontro que vai contar com representantes do diretório nacional e de todos os estaduais está agendado para dia 29 de março. A data anterior era dia 28, mas devido ao feriado, foi reagendada para garantir a presença de todos filiados.

Embora o vice-presidente da República, Michel Temer, que é também presidente nacional do PMDB, mantenha ainda discurso de cautela, a pressão da ala de oposição a Dilma do PMDB tem crescido a cada dia para que a legenda concretiza ruptura com governo Dilma e deixe a base aliada.