11 de abril de 2021
Campo Grande 33º 22º

Economia

Temer defende cooperação com a iniciativa privada para sair da crise

O vice-presidente da República, Michel Temer, declarou hoje (24) que a cooperação com a inciativa privada permite a criação de empregos e colabora para superação da crise econômica no país. Temer participou, em São Paulo, do seminário Setor Portuário: Desafios e Oportunidades, promovido pela revista Carta Capital.

Para o vice-presidente, um grande exemplo foi a promulgação da Lei dos Portos, que prestigia a iniciativa privada. “Se ela [iniciativa privada] vai bem, tem criação de empregos”, afirmou Temer. “O país precisa de uma injeção de otimismo”, acrescentou.

“Estabeleceu-se no Brasil uma tese de que estamos em crise, usando a palavra [crise] de forma indiscriminada”. Temer falou sobre a diferenciação entre crise política, administrativa e econômica, sendo essa última “um pouco mais dramática, resolvida pela integração entre o setor produtivo e o governo”.

Michel Temer informou que, apesar da crise, o Brasil vem recebendo investidores estrangeiros, porque, conforme afirmou, o futuro do país é promissor. “Eles [investidores] querem participação no plano logístico, que melhora a infraestrutura brasileira”, destacou o vice-presidente.

No setor portuário, Temer citou a criação de postos de trabalho em decorrência da expansão do Plano de Logística em Portos. Segundo ele, cada tonelada processada no Porto de Santos representa 300 novos empregos. Apenas em 2015, o Porto de Santos processou 1 bilhão de toneladas.