13 de junho de 2021
Campo Grande 26º 13º

Reforma da Previdência

Temer pede R$ 3,6 bilhões a ministros para liberação de emendas

Ação faz parte dos esforços do presidente em angariar votos à reforma da Previdência

A- A+

Na ânsia de conseguir o apoio necessário à aprovação da reforma da Previdência, o presidente Michel Temer pediu aos ministros Ricardo Barros (Saúde), Alexandre Baldy (Cidades) e Helder Barbalho (Integração Nacional) que revejam o orçamento das respectivas pastas de modo a disponibilizarem R$ 3,6 bilhões em recursos - a verba, segundo o jornal Folha de S. Paulo, seria paga em forma de emendas parlamentares no início do ano que vem.

A expectativa do Planalto é votar a reforma até a próxima segunda-feira (18), na semana em que também será votado o Orçamento de 2018. No momento, o governo avalia ter não mais do que 280 votos para a aprovação das novas regras da aposentadoria - são necessários 308.A pressão recai sobre partidos da base, como PR e PSD, e ao PSDB, cujo presidente, Geraldo Alckmin, favorável às mudanças, espera dar um ponto no final sobre a questão ainda esta semana.