06 de dezembro de 2021
Campo Grande 34º 23º

Tião Viana, Renan Calheiros e Eduardo Cunha estão na lista dos investigados da Lava Jato

A- A+

O governador do Acre Tião Viana (PT) é um dos nomes que podem ser investigados através de inquérito conforme pedido da Procuradoria Geral da República ao STJ (Superior Tribunal de Justiça). Da lista, Viana é o único dos 27 governadores que pode ser investigado.

O governador foi citado pelo ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa, durante delação premiada nas investigações da Operação Lava Jato, como um dos beneficiários do esquema de pagamento de propinas com recursos da Petrobras.

Além de Viana, estão na lista dos políticos investigados, os presidentes das duas Casas do Parlamento do Brasil. 

Renan Callheiros (PMDB-AL), presidente do Senado, e Eduardo Cunha (PMDB-RJ), presidente da Câmara, foram apontados como supostos beneficiários do esquema de corrupção na Petrobras.

Eduardo Cunha teria recebido R$ 500 mil de uma das empreiteiras investigadas na operação Lava Jato. Seu nome foi citado pelo ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa, durante depoimento de delação premiada.

As informações são do portal Brasil 247, que no domingo, já havia antecipado a possibilidade. Segundo o portal, Cunha teria reagido com cólera e disposto a se vingar do governo. Na semana passada, ele afirmou que a "a Câmara não ia parar” por causa da lista.

Com os dois principais nomes do Congresso Nacional com pedidos de investigação, a crise gerada pela operação Lava Jato dá sinais de que pode tomar proporções desastrosas para o o governo federal e também para o PMDB.