19 de abril de 2021
Campo Grande 31º 20º

Cidade

Vereador denuncia obra que tem anuncio de retomada pela prefeitura mas esta parada

A ordem de execução de serviços para construção de uma escola padrão no bairro Parati foi publicada em diário oficial do município no dia 21 de junho de 2013. Orçado em mais de R$ 3 milhões, empreendimento não foi concluído está abandonado.

De acordo a publicação da ordem de serviço, a vigência do prazo para conclusão da obra era de 270 dias, menos de um ano, porém já faz pouco mais de três anos, o prédio não foi concluso e há materiais depositados no local, inclusive sendo saqueados.

O extrato da ordem de execução de serviço aponta doação orçamentária com recursos oriundos do Governo Federal, por meio de concorrência vencida pela empresa JW Serviços e Construções, que passou a ser denominada Diferencial Engenharia Ltda e agora Diferencial Serviços e Construções Ltda.
 

Foto: Divulgação/Assessoria 

A denuncia parte da equipe do gabinete do vereador Eduardo Romero (Rede Sustentabilidade) que estiveram na obra, que fica localizada na rua Paulo Arashiro com as ruas Maria Garbini e Ary Mattoso, bairro Parati.

A equipe do vereador relata que constataram que não há movimentação de pedreiros no local e nem indícios de que a obra está em andamento. Relatam também que foi verificado marcas de pneus que apontam que veículos entraram e saíram do imóvel por diversas vezes e que há sinais de furto de materiais de construção. Também não há guardas civis municipais ou qualquer outro agente de segurança no local.
 
A equipe do vereador descreve que no prédio inacabado há uma placa colocada pela prefeitura remetendo à retomada da obra, mas não há movimentações na estrutura que prevê 14 salas de aula.

Foi encaminhado um oficio ao Ministério Público Federal (MPF) pedindo acompanhamento sobre o caso, uma vez que foram investidos recursos federais. O mesmo oficio foi encaminhado pela equipe para prefeitura pedindo explicações sobre o porquê da não conclusão da obra dentro do prazo estipulado na ordem de execução de serviço, por que há uma placa avisando da retomada da obra que de fato ainda não ocorreu, quando obra será retomada e previsão de conclusão uma vez que o prazo estipulado originalmente era de 270 dias. (com assessoria).