22 de outubro de 2021
Campo Grande 32º 17º

Edil evita comentar "estrago" causado por Jamal em depoimento

A- A+

O vereador Edil Albuquerque (PMDB), que solicitou à Justiça investigação sobre denúncia do vereador Jamal Salem (PR) a respeito de suposta tentativa de compra de votos por parte de Alcides Bernal (PP) para evitar cassação, falou com imprensa pela primeira vez na manhã desta terça-feira (27) após desdobramento do caso, e evitou comentar a "gafe" do colega. “Não posso falar a respeito por que ainda não conversei com Jamal, então não posso afirmar nada”.

?Questionado sobre tentativa de ampliar foco de investigação da Operação Coffee Break incluindo Bernal e seus aliados no processo, Edil nega que pedido tenha sido com intuito de atrapalhar andamento da investigação."O que tiver que ser feito os advogados vão tomar as devidas providências, e eu tenho interesse que isso tudo termine de forma rápida.”

Na manhã desta segunda-feira (26) o vereador Jamal Salem (PR) foi ouvido na sede do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), sobre uma suposta compra de votos que o atual prefeito de Campo Grande Alcides Bernal (PP), teria feito para não ser cassado.

Porém, após repercussão causada pela denúncia, Jamal admitiu em depoimento que tudo não passava de "conversa de populares" e que ela não tinha provas das compras dos votos e disse que se considerava injustiçado.