23 de janeiro de 2021
Campo Grande 31º 21º

Vereadora afirma que número de comissionados é excessivo em secretarias

A vereadora Luiza Ribeiro (PPS), apresentou há alguns dias um requerimento que pedia esclarecimentos referente as nomeações feitas pelo atual prefeito de Campo Grande, Gilmar Olarte (PP), porém não foi aprovado. Hoje, Luiza faz um levantamento com sua equipe sobre ao número de servidores que cada secretaria comporta e encaminhará o relatório ao MPE (Ministério Público Estadual). A parlamentar já esteve levantando informações referentes a Funsat(Fundação Social do Trabalho) e a SAS (Secretaria de Assistência Social), e apurou o número excessivo de cargos comissionados tanto na fundação quanto na secretaria na gestão de Olarte, diferentemente do que aconteceu quando Alcides Bernal (PP) era prefeito. “Hoje, na gestão de Gilmar Olarte, há 24 comissionados, quase o dobro do que tinha a gestão de Alcides Bernal, que havia 13. Na SAS, há 40% a mais de servidores comissionados. Isso é uma atitude irresponsável”, desabafa a vereadora. Diversas denúncias chegaram até Luiza, onde os servidores relatam que as pessoas estão se “atropelando” com esse típico governo de favorecimento, como adjetivou. “Há Ceinfs (Centro de Educação Infantil), com mais de dois diretores. Além disso, há secretarias com quatro ou cinco diretores”. Para a vereadora, deve haver transparência na gestão, e não considera estar fazendo perseguição ao prefeito. “Estão sendo levantadas questões importantes que devem ser esclarecidas e não escondidas”, finalizou. Tayná Biazus