08 de maro de 2021
Campo Grande 30º 20º

Futebol

Cristóvão reconhece “DNA” de Tite e quer regularidade pelo G-4

O técnico Cristóvão Borges admite que, ao menos pelas próximas semanas, o Corinthians continuará com a “cara” de Tite, agora comandante da Seleção Brasileira. Para o treinador, o fato de chegar a um clube que tinha um trabalho de sucesso praticamente impossibilita uma mudança drástica na tática adotada e no moral dos jogadores, algo que normalmente ocorre nas trocas de técnicos.

“O nosso time vai levar muito tempo com esse DNA do Tite”, comentou Cristóvão, que, até o momento, foi só elogios para o estado em que encontrou o elenco e para a forma com que foi tratado pelo seu antecessor no breve contato que tiveram durante a vitória do Timão por 3 a 1 contra o Botafogo, no último final de semana.

“É uma herança de grande qualidade e eu vou aproveitar tudo que eu puder disso. A equipe vem trabalhando, o Tite trabalhou aqui durante um tempo e pôde consolidar muitas coisas. O que eu puder usar durante esse tempo inteiro de tudo que ele deixou aqui eu vou usar por que são coisas benéficas e de alta qualidade”, derreteu-se o baiano.

O comandante só não esmorece quando tem de comentar a saída da equipe do G-4 da competição nacional, meta já reconhecida por todos no elenco por assegurar o time na disputa da Copa Libertadores da América do ano que vem.

Para ele, os alvinegros precisam manter uma regularidade maior, principalmente fora de casa, já que uma sequência de triunfos pode ser a chave para se desgarrar do “pelotão” de time praticamente junto entre o quarto e o décimo lugar.

“O campeonato é de regularidade, longo e de regularidade. A partir deste momento, temos que ter vitórias. Viemos de um resultado de derrota contra o Fluminense, saímos do G-4. Ganhamos do Botafogo, voltamos. Perdemos agora, saímos. Está todo mundo muito próximo, então, se você consegue duas ou três vitórias, você vai até para a ponta”, projetou.

Com 16 pontos conquistados, o Timão está um atrás do Flamengo, quarto colocado. A sequência de “duas ou três vitórias” pode ter lugar nas próximas rodadas, que apontam confrontos diante do Santa Cruz, como anfitrião, no sábado, frente ao América-MG, na quarta, fora de casa, e contra o próprio Flamengo, no dia 3 de julho, também em Itaquera.