01 de dezembro de 2021
Campo Grande 32º 19º

Estado prepara esquema de segurança para nove municípios que receberão Tocha Olímpica

A- A+

Municípios do Estado de Mato Grosso do Sul que  estão na rota da passagem da Tocha Olímpica  receberão reforço no aparato segurança. Segundo o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) o roteiro do símbolo olímpico  já está pré-determinado com previsão de saída da Capital, passando por Sidrolândia, Rio Brilhante, Maracaju, Itaporã, Dourados, Ivinhema, Nova Andradina e Bataguassu.  

A Tocha Olímpica está prevista para chegar ao Estado no dia 25 de julho do ano que vem. “É uma rota que será acompanhada com toda segurança para que haja uma grande festa nos municípios que serão agraciados com a chegada da Tocha”, disse Reinaldo Azambuja durante a primeira reunião de trabalho, ocorrida hoje (25), na Governadoria,  referente ao Anúncio e o Planejamento do Revezamento da Tocha Olímpica “Rio 2016”.

O encontro contou com a participação  do ministro dos Esportes George Hilton que na oportunidade  enalteceu a participação do Estado em atividades desportivas e paradesportivas. “ Mato Grosso do Sul tem uma cultura de prática  esportiva  impressionante, disse ao mencionar a participação de 140 atletas do Estado em competições paradespotivas.

Investimento

Segundo o ministro estão previsto pelo menos R$ 4 bilhões de investimentos na área de esporte contemplando centros  de preparação e construção de  46 pistas de atletismo em todo o país, sendo que uma virá para Campo Grande. Além disso, mais de seis mil atletas serão contemplados com a bolsa de atletismo oferecida pelo ministério dos Esportes. “O esporte é a grande ferramenta na formação do caráter de nossas crianças. O Brasil terá uma grande oportunidade de mostrar para o mundo  que somos capazes”, ressalta .

Aproveitando o momento, o ministro disse ainda que os jogos olímpicos 2016 também será  importante para unir o país,que passa por um momento de crise econômica.Além  de frisar a importância do evento mundial, o ministro  considera que os jogos olímpicos no país incentivará a prática esportiva, já que o Brasil apresenta, segundo ele, 45,9% de população sedentária.

Volta da educação física

Como forma de promover a prática desportiva no país,  George Hilton informou que já está pronto o texto que será encaminhado para o Congresso Nacional que garante o retorna das aulas de educação física nas escolas. “O  texto passará por avaliação de dois ministérios: Educação e Esportes. A proposta que cria a lei de diretrizes e base  foi alvo de três  conferências. A expectativa é de entregar o projeto até novembro, ao Congresso Nacional para que nenhuma escola fique sem atividade física”, disse.