26 de fevereiro de 2021
Campo Grande 34º 22º

ESPORTE

Mão no Bi: Fla do professor Ceni enfrenta rival "dolorido" e Inter vai à CBF

O rubro-negro segue para o Morumbi após vitória de 2 a 1 sobre o time gaúcho neste domingo (21.fev)

Com a vitória de 2 a 1 sobre o Internacional, Flamengo encosta no bicampeonato brasileiro. O coordenado pelo técnico Rogério Ceni assume a ponta do Brasileirão com uma rodada de antecedência para o fim do campeonato. Flamengo alçou 71 pontos deixando Inter para trás. 

O rubro-negro segue para o Morumbi, onde enfrentará o São Paulo, às 21h30 da próxima quinta-feira (25.fev). O Flamengo depende apenas de si para levantar a taça pela segunda temporada consecutiva. Será a semana mais importante de Ceni em sua carreira como treinador, e enfrentará justamente o time em que se consagrou como goleiro. 

Foi no Morumbi que o técnico viveu grande parte da sua carreira como goleiro e também iniciou o trabalho de treinador. Agora, ele voltará ao estádio para buscar o principal título da trajetória como comandante. — O Morumbi é inegável, faz parte da minha história. Eu tenho um respeito muito grande pelo São Paulo. Minha primeira parte da vida foi vivida lá. Agora estamos em uma nova fase. Agora quero reescrever minha história pelo Flamengo. É um time que nos fez sofrer bastante este ano, existiram derrotas doloridas para o São Paulo. Vamos para lá em busca da vitória, sempre com muito respeito.

VAI À CBF

O vice-presidente do Inter, João Patrício Herrmann, reclamou do Flamengo e da arbitragem após a derrota do time gaúcho por 2 a 1.

Segundo Herrmann, a atitude do árbitro foi reconhecidamente equivocada e será pauta numa investida à CBF nos próximos dias. — Quem estava no estádio viu uma das maiores vergonhas recentes do futebol brasileiro. O Inter foi surrupiado. Uma vergonha a atuação do árbitro. Os próprios jogadores do Flamengo falaram que não era lance de vermelho. Amanhã vamos à CBF ouvir este VAR (áudio do árbitro de vídeo), e vamos ficar ainda mais atentos. Tivemos um sinal muito claro no jogo contra o Vasco, e hoje fomos novamente prejudicados de forma absurda. Entendo que nosso time foi guerreiro, corajoso, enfrentamos o clube de maior torcida no Brasil. E vimos o desespero dos dirigentes do Flamengo praticamente invadindo o campo, do treinador, da comissão técnica xingando nossos jogadores e tentando que o VAR não fosse consultado no gol anulado, tentando manipular o VAR. É uma vergonha. O Flamengo é um grande clube que não precisa deste tipo de atitude — disse. 

O técnico Abel Braga reclamou da arbitragem após o jogo, dizendo estar pautada em critérios estranhos. Para o treinador, o árbitro Raphael Claus tomou decisões diferentes em lances semelhantes, gerando desconfiança do comandante. — O jogo do VAR participa do jogo. As decisões são tomadas muito de acordo com o VAR. E eu lamento muito o que houve hoje porque eu acho o Claus entre os três melhores árbitros do país. Mas as imagens que vimos nos vestiários, inclusive em relação a alguns jogos do Flamengo, arbitrado por ele, situações muito mais claras, e foi dado amarelo. Se você perceber o vídeo, no lance do Rodinei ele não deu a falta e o amarelo. Foi, olhou o VAR, e o calcanhar do Rodinei está no chão. Ele chegou na bola, estava com a bola dominada. Os jogadores do Flamengo disseram que nem precisa olhar o VAR, não é para cartão, eles falaram, não foi nada. Isso nós sabemos também — disse o treinador.