MS Notícias https://www.msnoticias.com.br/feed-ifttt/ Feed de notícias do MS Notícias <![CDATA[Mãe corre do filho armado com faca após discussão no Nova Lima]]> https://www.msnoticias.com.br/editorias/geral-ms-noticias/mae-corre-do-filho-armado-com-faca-apos-discussao-no-nova-lima/98538/ Um homem de 19 anos foi levado para a delegacia de Polícia Civil no final da manhã desta quarta-feira (03) após tentar enforcar a própria mãe e correr atrás dela com uma faca. O caso acontece no Loteamento José Tavares do Couto, região do Nova Lima, em Campo Grande. O padrasto do rapaz foi atingido ao defender a mulher.

De acordo com as informações do boletim de ocorrência, a mulher contou que o filho chegou em casa e pegou um carrinho de reciclagem pertencente a ela. No momento em que a mãe pediu para que o rapaz devolvesse o carrinho, ele teria se alterado e passou a discutir com ela. Depois, agarrou a mãe pelo pescoço e tentou enforcá-la, momento em que o padrasto tentou defender a mulher.

No entanto, o rapaz pegou uma faca e desferiu um golpe que atingiu a mão do padrasto. As vítimas conseguiram correr e se esconderam na casa da vizinha. Antes que o autor invadisse o imóvel, a Polícia Militar chegou no local. Conforme o boletim policial, o rapaz estava bastante alterado, dizendo que mataria a mãe e o padrasto.

A PM apreendeu a faca e encaminhou o autor para a delegacia de Polícia Civil. Devido a gravidade do ferimento do padrasto, o mesmo foi levado para uma unidade de saúde da Capital. O caso será apurado pela Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher).

]]>
<![CDATA[SES modifica apresentação de número de leitos e de taxa de ocupação]]> https://www.msnoticias.com.br/editorias/geral-ms-noticias/ses-modifica-apresentacao-de-numero-de-leitos-e-de-taxa-de-ocupacao/98535/  Para garantir uma maior transparência em relação ao número de leitos no Sistema Único de Saúde, referente ao tratamento do coronavírus, a Secretaria de Estado de Saúde modificou o formato da apresentação desses dados no Boletim Epidemiológico divulgado diariamente pela instituição.

O anúncio foi feito pelo secretário e pela secretária-adjunta, Geraldo Resende e Christine Maymone, durante a transmissão ao vivo nas redes sociais do Governo do Estado, desta quarta-feira (03).  As mudanças trazem informações sobre os casos hospitalizados  e sobre a taxa de ocupação.

“Primeiro apresentamos os casos hospitalizados por macrorregião, uma nova análise. A outra é sobre a ocupação dos leitos, com a soma de todos os casos suspeitos, que precisaram internar e aguardam o resultado do exame, e todos os casos confirmados, dividindo pelo número de leitos do SUS”, explicou Christinne.

Alerta

Durante a transmissão ao vivo, Resende fez um novo apelo para que a população mantenha o isolamento social, o uso de máscaras, o distanciamento e as medidas de higiene para a contenção. O secretário destacou a preocupação com a região de Dourados.

“Dos dez municípios com maior número de casos, seis estão na região de Dourados, três na região Sudoeste e em Três Lagoas”, reforçou.

O vídeo completo com informações sobre o coronavírus pode ser conferido no Facebook do Governo do Estado: facebook.com/GovernodeMatoGrossodoSul.

Live

Diante da pandemia do novo coronavírus e da frequente necessidade de utilizar a informação como ferramenta de saúde, o Governo do Estado adotou o formato de entrevistas coletivas online transmitidas pelas redes sociais para informar jornalistas e sociedade sobre a situação da doença no Estado, evitando assim a propagação de fake news.

 

]]>
<![CDATA[Fumacê passará por oito bairros da capital nessa quarta-feira]]> https://www.msnoticias.com.br/editorias/geral-ms-noticias/fumace-passara-por-oito-bairros-da-capital-nessa-quarta-feira/98539/ Oito equipes do serviço de borrifação Ultra Baixo Volume (UBV) – Fumacê – estarão em diferentes bairros da cidade nessa quarta-feira (3) para reforçar o combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya. Os carros passarão pelos bairros Alves Pereira, Vila Glória, Maria Aparecida Pedrossian, Moreninhas, Jardim Panamá, Pioneiros, Santo Amaro e Universitário. 

Os veículos de borrifação transitarão das 16h às 22h, horário em que a maioria das pessoas estão em casa, sendo que, dependendo da condição climática, em caso de chuvas ou fortes ventos, o serviço terá que ser suspenso, já que assim não há efetividade no lançamento do veneno para os mosquitos. Serão, ao todo, oito equipes circulando pela cidade, sendo cada uma em um bairro. 

A população deve abrir portas e janelas enquanto os veículos passam pelas ruas, permitindo que as gotículas do inseticida entrem no interior da residência, onde normalmente estão abrigados os Aedes aegypti. 

O inseticida atinge os mosquitos adultos, preferencialmente as fêmeas, que são as transmissoras das doenças. Ainda assim é possível que outras espécies sejam atingidas e, por isso, é necessária uma aplicação criteriosa do veneno. 

Confira o itinerário: 

]]>
<![CDATA[Maia diz ter informação que socorro a Estados e municípios será pago até dia 9]]> https://www.msnoticias.com.br/editorias/geral-ms-noticias/maia-diz-ter-informacao-que-socorro-a-estados-e-municipios-sera-pago/98537/ O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou nesta quarta-feira, 3, que a primeira parcela do socorro a Estados e municípios deve ser entregue aos entes até a próxima terça-feira, 9. Segundo ele, a informação foi repassada pela equipe econômica do governo. “Liberando dia 9 é uma data próxima O que demorou mesmo foi a sanção”, disse.

O presidente Jair Bolsonaro sancionou a lei que garante socorro de R$ 60 bilhões a Estados e municípios no dia 27 de maio. Ele atendeu os vetos recomendados pelo Ministério da Economia, entre os quais barrar a possibilidade de reajustes para servidores públicos até o fim de 2021.

O repasse será feito em quatro parcelas mensais, sendo que R$ 10 bilhões – R$ 7 bilhões para Estados e Distrito Federal e R$ 3 bilhões para municípios – serão destinado especificamente a ações de saúde e assistência social no combate à pandemia de coronavírus. Dos R$ 50 bilhões restantes, R$ 30 bilhões ficarão com Estados e DF e R$ 20 bilhões, com municípios. A distribuição levará em conta as perdas de arrecadação e o número de habitantes.

]]>
<![CDATA[Aulas do segundo semestre de universidades públicas do MS devem continuar à distância]]> https://www.msnoticias.com.br/editorias/geral-ms-noticias/aulas-do-segundo-semestre-de-universidades-publicas-do-ms-devem/98536/ As universidades públicas de Mato Grosso do Sul devem continuar as aulas do segundo semestre na modalidade EAD (Ensino a Distância), por conta da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) ainda estuda possibilidade do uso dos laboratórios das unidades do interior do Estado.  

A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) havia prorrogado as aulas online e terminado o semestre de forma remota. A assessoria de comunicação informou que as aulas não pararam. Conforme o plano de Biossegurança, as unidades acadêmicas e administrativas, por meio de uma Comissão Local de Biossegurança, deverão apresentar a programação específica de sua unidade para o retorno das atividades presenciais.  

Já a Uems, após reunião com o conselho estudantil durante dois dias, decidiu não suspendeu o calendário acadêmico deste ano. A metodologia das aulas remotas já foi enviada as 15 unidades, respeitando as particularidades de cada estrutura e curso. A universidade também instituiu um plano de biossegurança considerando ações e realidades de cada região.  

“É importante destacar que a UEMS e a Secretaria de Estado de Educação formalizaram tratativas referente a usos de estruturas em municípios onde as unidades universitárias se localizam distante dos centros da cidade. A princípio, as unidades de Aquidauana, Cassilândia e Dourados seriam abarcadas por esse uso temporário dos espaços. Em Campo Grande e em Ponta Porã, as unidades também farão uso de Laboratórios. Além disso, a UEMS disponibilizará, por meio da parceria com a SED, o acesso a plataformas para otimizar as aulas remotas”, informou a unidade. 

]]>
<![CDATA[Paralimpíadas Escolares 2020 são canceladas pelo Comitê Paralímpico Brasileiro]]> https://www.msnoticias.com.br/editorias/geral-ms-noticias/paralimpiadas-escolares-2020-sao-canceladas-pelo-comite-paralimpico/98534/ As Paralimpíadas Escolares 2020 estão oficialmente canceladas, devido à pandemia do novo coronavírus (Covid-19). O anúncio foi feito nesta quarta-feira (03.06) pelo Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB).

O evento esportivo, considerado o maior do mundo para pessoas com deficiência em idade escolar, aconteceria de 23 a 28 de novembro no Centro de Treinamento (CT) Paralímpico, em São Paulo (SP). De acordo com a entidade organizadora, “o CT permanece fechado para atividades esportivas por tempo indeterminado e a Diretoria Técnica do CPB avalia os impactos da mudança do calendário”.

A Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul (Fundesporte) também comunicou, no dia 25 de maio, o cancelamento das Paralimpíadas Escolares de Mato Grosso do Sul (Paraesc-MS) deste ano, seletiva estadual para a competição na Capital paulista, por conta do avanço da disseminação viral.

No ano passado, Mato Grosso do Sul fechou a 13ª edição da etapa nacional das Paralimpíadas Escolares com 93 medalhas e na 10ª classificação geral, com 184 pontos. A delegação sul-mato-grossense participou de seis das 12 modalidades da competição, realizada de 19 a 22 de novembro.

Ao todo, mais de 1,2 mil paratletas estiveram na Terra da Garoa. A equipe sul-mato-grossense, composta por 74 paradesportistas e 41 membros de estafe, foi organizada e acompanhada pelo Governo do Estado, por meio da Fundesporte.

]]>
<![CDATA[Com novo serviço de entrega, condutor recebe habilitação sem sair de casa]]> https://www.msnoticias.com.br/editorias/geral-ms-noticias/com-novo-servico-de-entrega-condutor-recebe-habilitacao-sem-sair-de/98533/ Com um novo serviço de entrega iniciado há menos de 15 dias, o Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul) expediu mais de 14 mil CNHs (Carteiras Nacional de Habilitações) em maio, sendo que 293 foram entregues em domicílio. 

O diretor-presidente, Rudel Trindade, comenta que o serviço é extremamente novo e a população ainda está em adaptação. “É um prazo curto para que todos usufruam deste benefício, mas até o próximo semestre, com certeza esse número de deslocamento à agência para retirar a habilitação será reduzido”, diz.

Rudel ressalta que além de custo zero para o condutor, o envio já é realizado em todo o Estado, com total segurança. “É importante a inclusão de todos nossos clientes nas facilidades oferecidas pelo órgão. E para maior confiabilidade, o condutor pode ainda rastrear a correspondência e acompanhar a sua entrega”.

A diretora de habilitação do órgão, Loretta Figueiredo, explica que é muito importante manter o endereço da habilitação atualizado. “Assim, o condutor poder usufruir do benefício de receber em casa sua habilitação e eventualmente receber as notificações relacionadas a pontuação”, finaliza.

Detran Digital

Através do site do órgão é possível organizar seus débitos através da Guia Flex, emitir as guias de licenciamentos, DPVAT  e IPVA, realizar o recurso de multa, renovação de habilitação entre outros serviços.

A atualização de endereço é realizada sem nenhum custo em qualquer agência do Detran ou no Drive Thru, disponível na sede do departamento.

]]>
<![CDATA[Novos comandantes da PM assumem com missão de manter bons índices na segurança pública]]> https://www.msnoticias.com.br/editorias/geral-ms-noticias/novos-comandantes-da-pm-assumem-com-missao-de-manter-bons-indices-na/98532/ O novo comandante-geral da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul, coronel Marcos Paulo Gimenez Borges, se reuniu nesta quarta-feira (3.6) com o governador Reinaldo Azambuja para apresentar os nomes que estarão, durante sua gestão, à frente das unidades da Polícia Militar Ambiental (PMA), Polícia Militar Rodoviária Estadual (PMRE), Departamento de Operações de Fronteira (DOF) e Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope).

“Foram convidados pelo profissionalismo e responsabilidade que cada um tem”, afirmou coronel Marcos Paulo ao destacar a autonomia recebida pelo governador para formar a própria equipe. “Quando fui convidado para assumir o Comando-Geral da Polícia Militar pedi carta branca para escolher minha equipe e em momento algum tive interferência”, pontuou.

Reinaldo Azambuja ressaltou os bons resultados da Segurança Pública de Mato Grosso do Sul nos últimos anos, como aumento na apreensão de drogas e diminuição no números de crimes violentos, e pediu empenho de todo o comando para manter os índices. “Essa área é uma de nossas prioridades. Por isso, não vão faltar estruturas para as polícias trabalharem bem. Temos bons números e nossa missão é não deixar eles caírem”, frisou.

Durante a reunião, o secretário estadual de Justiça e Segurança Pública, Antônio Carlos Videira, destacou o histórico da PM de Mato Grosso do Sul como “uma das mais respeitadas do país”, principalmente pelas respostas rápidas que dá diante das crises. Ele ainda disse que a secretaria prepara, para esse ano, aquisição de novas viaturas, armas, munições e fardas para os policiais, além da oferta de cursos de capacitação e treinamento.

Também participaram do encontro os secretários Eduardo Riedel (Governo e Gestão Estratégica) e Jaime Verruck (Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar).

Novos comandantes

Comandante-geral da PM/MS, coronel Coronel Marcos Paulo Gimenez escolheu como subcomandante da instituição o coronel Renato dos Anjos Garnes. Já a PMA terá no comando o coronel José Carlos Rodrigues e no subcomando o major Clayton Douglas da Silva.

O tenente-coronel Wilmar Fernandes da Silva foi definido como comandante da PMRE; e o major João Paulo Chink Moreira Lima como subcomandante. Já o tenente-coronel Wagner Ferreira da Silva foi indicado como diretor do DOF e tenente-coronel Everson Antonio Rozene como subdiretor.

Major Vinícius de Souza Almeida foi designado para o comando do Bope, que terá no subcomando o capitão Ronaldo Moreira de Araújo.

]]>
<![CDATA[Lei sancionada pelo Governo de MS define 12 de novembro como Dia do Pantanal]]> https://www.msnoticias.com.br/editorias/geral-ms-noticias/lei-sancionada-pelo-governo-de-ms-define-12-de-novembro-como-dia-do/98531/ O governador Reinaldo Azambuja sancionou a lei nº 5.518, criada pela Assembleia Legislativa, instituindo, no âmbito de Mato Grosso do Sul, o Dia do Pantanal, a ser celebrado anualmente no dia 12 de novembro. A data já é comemorada nacionalmente desde 2008, por força de resolução do Conama (Conselho Nacional do Meio Ambiente).

O 12 de novembro lembra a morte do professor e ambientalista Francisco Anselmo de Barros, o Francelmo, que, em protesto contra usinas hidrelétricas no Pantanal, ateou fogo ao próprio corpo durante ato no centro de Campo Grande, em 2005. O Dia do Pantanal passa a integrar o calendário anual de eventos do Estado.

A planície pantaneira, maior área alagável do mundo, se estende por mais de 200 mil quilômetros quadrados dos territórios de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, que detém a maior porção. O bioma cobre uma área mais extensa, cerca de 620 mil quilômetros quadrados, abrangendo também partes do Paraguai e da Bolívia, sendo considerado o mais preservado do mundo, com mais de 80% de sua cobertura original.

Pela importância para o meio ambiente, é considerado Patrimônio Natural da Humanidade e Reserva da Biosfera pela Unesco. Já foram identificadas no bioma 3,5 mil espécies de plantas, 325 peixes, 53 anfíbios, 98 répteis, 656 aves e 159 mamíferos. A legislação estadual é mais restritiva para preservar a vegetação pantaneira, exigindo que 50% da cobertura natural seja mantida.

O Parque Estadual do Pantanal do Rio Negro, criado em 2000, conserva uma área de 78.300 hectares dos municípios de Aquidauana e Corumbá, ambientes representativos e diversificados característicos do Pantanal como lagoas permanentes, cordões de matas e o brejão do Rio Negro, que servem de refúgio e fonte de alimento à fauna local. Essas áreas periodicamente inundadas são consideradas como o berçário dos peixes do Pantanal.

]]>
<![CDATA[Caminhão com placas de Dourados é apreendido com mais de 700 kg de maconha em SP]]> https://www.msnoticias.com.br/editorias/geral-ms-noticias/caminhao-com-placas-de-dourados-e-apreendido-com-mais-de-700-kg-de/98530/ Nesta terça-feira (2), três pessoas foram presas por tráfico de drogas no município de Avaí, interior do Estado de São Paulo.

As drogas estavam escondidas em um fundo falso de um caminhão com placas da cidade de Dourados.

Os acusados tentavam realizar o transporte de uma carga de 727 quilos de maconha dividida em tabletes, além de 35 quilos de ‘skunk’, também conhecida como ‘supermaconha’.

O veículo seguia pela rodovia Marechal Rondon. Os policiais rodoviários abordaram primeiro dois homens em um carro. Eles realizavam o serviço de ‘batedor’.

O caminhão carregado com a maconha chegou logo depois. Foi necessária a ajuda de militares do Corpo de Bombeiros para retirar os tabletes do fundo falso do veículo.

 

]]>
<![CDATA[Drone flagra carvoaria e exploração irregular de madeira]]> https://www.msnoticias.com.br/editorias/geral-ms-noticias/drone-flagra-carvoaria-e-exploracao-irregular-de-madeira/98529/ Policiais militares ambientais de Costa Rica realizaram hoje (3/6) pela manhã, fiscalização ambiental no município de Alcinópolis para atender a denúncias de exploração ilegal de madeira na área de reserva legal coletiva do assentamento rural Santa Fé. A equipe utilizou um drone e verificou diversas pequenas áreas de extração ilegal da madeira na reserva, porém, não encontrou nenhum infrator no local.

Durante o sobrevoo do drone, os Policiais perceberam vários pontos de derrubadas de árvores de grande porte na propriedade vizinha ao assentamento. Durante vistoria no local, foi localizada uma pequena carvoaria com um forno que funcionava de forma ilegal e processava carvão nativo da madeira das árvores exploradas.

A área de exploração ilegal foi medida com GPS e estava dentro de um polígono de 53 hectares, com vários pontos salteados de exploração.

Tanto a atividade carvoeira, como a exploração da madeira, era realizada sem a licença ambiental. As atividades foram embargadas. O dono da carvoaria e da fazenda, de 62 anos, residente em Costa Rica, foi autuado administrativamente e multado em R$ 21.200,00.

Ele também responderá crime ambiental de funcionar atividade potencialmente poluidora sem a autorização ambiental, cuja pena é de um a seis meses de detenção e por crime de exploração ilegal de madeira, com pena prevista de seis meses a um ano.

]]>
<![CDATA[Teste de vacina contra covid-19 contará com 2 mil voluntários brasileiros]]> https://www.msnoticias.com.br/editorias/geral-ms-noticias/teste-de-vacina-contra-covid-19-contara-com-2-mil-voluntarios/98528/ Dois mil brasileiros participarão dos testes para vacina contra a covid-19 desenvolvida pela Universidade de Oxford.

O Brasil será o primeiro país fora do Reino Unido a começar a testar a eficácia da imunização contra o Sars CoV-2.

O procedimento foi aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), com o apoio do Ministério da Saúde.

Os voluntários serão pessoas na linha de frente do combate ao coronavírus, com uma chance maior de exposição ao Sars CoV-2. Eles também não podem ter sido infectados em outra ocasião. Os resultados serão importantes para conhecer a segurança da vacina.

Com a previsão otimista de ficar pronta ainda em 2020, a vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford ofereceu proteção em um estudo pequeno com seis macacos, resultado que levou ao início de testes em humanos no final de abril.

Em humanos, os testes têm apenas 50% de chance de sucesso.

A vacina já está sendo aplicada em 10 mil voluntários no Reino Unido. Relatório publicado no site da Organização Mundial de Saúde (OMS) com dados até esta terça-feira (2) mostra que estão em desenvolvimento pelo menos 133 candidatas a vacina, sendo que dez delas estão na fase clínica, ou seja, sendo testadas em humanos, conforme o G1.

Embora os estudos avancem em todo o planeta, muitos especialistas acreditam que a vacina não estará disponível em 2020. Projeções otimistas falam num prazo de 12 a 18 meses, que já seria recorde.

 

 

]]>
<![CDATA['Vovô radical' é preso por dirigir bêbado e causar acidente]]> https://www.msnoticias.com.br/editorias/geral-ms-noticias/vovo-radical-e-preso-por-dirigir-bebado-e-causar-acidente/98527/ Idoso de 72 anos foi preso por dirigir bêbado e causar um acidente de trânsito em Aquidauana. Os fatos ocorreram em frente a uma oficina na Rua Pandiá Calógeras, na região do bairro Alto, na noite desta terça-feira (2).

Conforme o site O Pantaneiro, o autor conduzia um Fiat Idea pela contramão, quando houve colisão com um GM Prisma ocupado por dois homens, de 54 e de 30 anos, que não se feriram.

A Polícia Militar foi acionada para acompanhar a ocorrência e submeteu o idoso ao teste do bafômetro, mas ele se recusou.

Por apresentar sinais de embriaguez, ele foi preso. As demais vítimas foram liberadas em seguida. Como não havia guincho para recolher o carro do idoso, que não estava em condições de trafegar, o veículo foi deixado sob cuidados de terceiros, ainda segundo o site.

 

]]>
<![CDATA[Aos 85 anos, morre a atriz Maria Alice Vergueiro]]> https://www.msnoticias.com.br/editorias/geral-ms-noticias/aos-85-anos-morre-a-atriz-maria-alice-vergueiro/98526/ A paulistana Maria Alice Monteiro de Campos Vergueiro, conhecida por Maria Alice Vergueiro, morreu aos 85 anos, em São Paulo, nesta quarta-feira (3). A artista deixa um legado precioso nos palcos e fora deles.

conforme Estadão Conteúdo, ela estava internada no Hospital da Clínicas, para tratamento de pneumonia, e seu corpo será cremado na quinta, em Itapecerica da Serra, segundo informou sua filha Maria Silvia.

Pedagoga, professora, atriz e diretora, ela formou alunos como Cacá Rosset, com quem fundou o irreverente Grupo Ornitorrinco (ao lado do ator, já falecido, Luiz Roberto Galizia), participou de montagens históricas, como O Rei da Vela, dirigida por José Celso Martinez Corrêa, e pode ser definida como a maior atriz experimental de sua geração, no sentido de estar sempre aberta a novos autores e linguagens.

]]>
<![CDATA[Atividade econômica caiu 7% em abril, estima FGV]]> https://www.msnoticias.com.br/editorias/geral-ms-noticias/atividade-economica-caiu-7-em-abril-estima-fgv/98525/ O impacto da pandemia do novo coronavírus fez com que a atividade econômica brasileira tivesse uma retração de 7% em abril, estima o Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (Ibre/FGV), que divulgou nesta quarta-feira (3),  a primeira prévia do Índice de Atividade Econômica (IAE).
 
A queda recorde na série histórica é em relação ao resultado de março, mês que já havia sofrido de forma menos intensa os reflexos da paralisação econômica, com um recuo de 4,6% ante fevereiro. Em relação a abril de 2019, a economia teve um tombo de 10,9%, que também é recorde. Se considerado o trimestre fevereiro/março/abril, houve uma queda de 5% em relação aos três meses encerrados em janeiro. 
 
Quando comparado ao mesmo período de 2019, o trimestre encerrado em abril teve um recuo de 3,7%.
Os resultados negativos foram disseminados nas atividades industriais e de serviços, que tiveram as maiores quedas interanuais desde o início da medição, em 2000. A indústria da transformação, o comércio e os transportes foram alguns dos setores que tiveram em abril seus piores resultados mensais. 
]]>
<![CDATA[Morre Maria Alice Vergueiro, atriz de Tapa na Pantera, aos 85 anos]]> https://www.msnoticias.com.br/editorias/geral-ms-noticias/morre-maria-alice-vergueiro-atriz-de-tapa-na-pantera-aos-85-anos/98524/ O nome podia ser de quatrocentona, mas sua verdadeira vocação era a liberdade, que encontrou nos palcos. A paulistana Maria Alice Monteiro de Campos Vergueiro, mais conhecida por Maria Alice Vergueiro, morreu aos 85 anos, em São Paulo, nesta quarta (03.junho), deixando um legado precioso nos palcos e fora deles. Ela estava internada no Hospital da Clínicas, para tratamento de pneumonia, e seu corpo será cremado nesta quinta (04.junho), em Itapecerica da Serra, segundo informou sua filha Maria Silvia.

Pedagoga, professora, atriz e diretora, ela formou alunos como Cacá Rosset, com quem fundou o irreverente Grupo Ornitorrinco (ao lado do ator, já falecido, Luiz Roberto Galizia), participou de montagens históricas, como O Rei da Vela, dirigida por José Celso Martinez Corrêa, e pode ser definida como a maior atriz experimental de sua geração, no sentido de estar sempre aberta a novos autores e linguagens. Foi intérprete de clássicos (Shakespeare, Molière), modernos (Brecht, García Lorca) e contemporâneos (Jodorowsky) com a mesma paixão, a mesma dedicação com que entrou no teatro pela primeira vez, em 1962, para participar de uma montagem de A Mandrágora, sob direção de Augusto Boal.

Em mais de meio século de teatro, Maria Alice trabalhou com grandes diretores, além dos nomes já citados, de Gerald Thomas a Felipe Hirsch, contracenou com os melhores atores brasileiros (Paulo Autran, entre eles), mas isso não a transformou num diva. Antes, gostava de se atirar em novas experiências ao lado de garotos e garotas de gerações mais novas, sempre testando os limites da plateia – e, por que não dizer, os próprios limites, mesmo que isso significasse trair um clássico. Daí ser chamada de “musa do underground’ ou de “velha dama indigna”, título algo limitadores que não fazem justiça ao enorme talento e vozeirão da atriz.

Exemplo da radicalidade de Maria Alice Vergueiro foi o espetáculo em que encenou o próprio velório, Why the Horse? (2015), em que a atriz encarou a própria morte ao lado do ator que a acompanhou em todos os últimos espetáculos, Luciano Chirolli. Já limitada pelas sequelas do mal de Parkinson e numa cadeira de rodas, Maria Alice, em 2015, queria morrer no palco, mas não foi atendida. A peça chegou a mais de 100 apresentações, cumprindo uma temporada que, em dois anos, ocupou diversas salas. Why the Horse?, não por acaso, fazia referências a Brecht e Jodorowsky, dois autores com os quais a atriz é automaticamente associada.

Seu primeiro Brecht foi a Ópera dos Três Vinténs, montada em 1964, dois anos após a estreia da atriz e na alvorada do golpe militar. Peça musical de Brecht e Kurt Weill, que estreou em Berlim em 1931, adaptada do clássico de John Gay, ela mostrava o submundo do crime e da prostituição como uma parábola política, o que levou o regime nazista a tirar o espetáculo de cartaz. Imagine na época da ditadura a filha de Nicolau Pereira de Campos Vergueiro Neto e de Maria Antônia Borges, pentaneta do senador Vergueiro, um dos mais poderosos políticos do Império do Brasil, desfilando numa peça de Brecht em que o protagonista é Mackie Messer, um vigarista que explora prostitutas e ensina outro bandido, Peachum, seu inimigo, a aperfeiçoar a arte de comandar uma gangue de mendigos pedintes. Foi, claro, um escândalo na família. A ruptura foi inevitável.

Maria Alice preferiu ser fiel ao teatro. Nos 10 anos seguintes, sempre atuando sob direção de José Celso Martinez Corrêa, fez outras peças de Brecht – isso em plena vigência do regime militar. Em 1975, participou da histórica montagem de Galileu Galilei no Oficina, onde nasceu o grupo Ornitorrinco, cantando, claro, músicas de Brecht e Weill (em 1977). Nesse mesmo ano, a embrionária companhia conquistou os críticos com uma peça ousada adaptada de A Mais Forte, de Strindberg, que virou Os Mais Fortes na versão de Cacá Rosset, diretor com que Maria Alice mais trabalhou depois que fundaram juntos o Ornitorrinco, viajando para vários países com a companhia e participando de festivais importantes como o New York Shakespeare Festival, a convite do produtor Joseph Papp (de A Chorus Line).

Com Rosset, a atriz foi a mulher abandonada pelo amante em O Belo Indiferente, de Jean Cocteau, em 1983, logo após o tremendo sucesso de Mahagonny Songspiel, encenada no mesmo ano pelo grupo Ornitorrinco, tão ultrajante que a detentora dos direitos do compositor Kurt Weill em Nova York logo entrou com uma ação para encerrar a temporada na cidade. A parceria com Rosset iria até 1998, quando o diretor montou O Avarento, de Molière. Nos anos 1980 ela tentou outros caminhos: fez Electra com Creta, dirigida por Gerald Thomas, em 1986, mesmo ano em que entrou em contato com o universo de Beckett, dirigida por Rubens Rusche. Foi uma epifania para ela. Beckett e seu universo oclusivo, em Katastrophé, fizeram Maria Alice optar por um teatro ainda mais radical, sem compromisso com o êxito popular.

A despeito disso, não recusou papéis em novelas de televisão (fez Lucrécia em Sassaricando, em 1987, com Paulo Autran) e participou de vários filmes (Cronicamente Inviável, em 2000, de Sérgio Bianchi, entre outros). Paradoxalmente, depois de uma carreira como essa, foi um curta veiculado no YouTube que a transformou num fenômeno de massa, Tapa na Pantera, em que interpreta uma mulher que fuma maconha há mais de 30 anos e encerra seu depoimento com uma observação: “E nunca fiquei viciada”. Esse humor era bem típico de Maria Alice. Ainda é possível ouvir sua sonora e adorável gargalhada ecoando no mundo.

]]>
<![CDATA[Bolsonaro diz que não é responsável por centrão no governo]]> https://www.msnoticias.com.br/editorias/politica-mato-grosso-sul/bolsonaro-diz-que-nao-e-responsavel-por-centrao-no-governo/98523/ O presidente Jair Bolsonaro tentou se eximir da responsabilidade pelas nomeações no governo de indicados por partidos do centrão, que já ocupam pelo menos uma dezena de cargos de segundo escalão em um momento em que o governo, em crise, tenta ampliar sua base política.

Ao ouvir de um apoiador que deveria resolver o fato de a imprensa apontar que existe um "gabinete no ódio" dentro da Presidência, responsável pela criação de notícias falsas, Bolsonaro disse que não tinha como resolver tudo.

"Admite um cara na ponta de não sei aonde, o cara é filiado não sei ao quê. O pessoal me critica. Eu sou responsável por 30 mil servidores que são comissionados em todo Brasil. Entrou um cara no Banco do Nordeste agora. Trocou a Suframa. Saiu um coronel e entrou um cara. O general que está na Suframa não é do centrão", disse.

No último mês, o governo federal tem negociado cargos de segundo e terceiro escalões diretamente com o centrão, grupo de partidos que inclui, entre outros, PP, PL, PSD, Republicanos, e são conhecidos pelo apetite por cargos e por terem estado em todos os governos desde Fernando Henrique Cardoso.

Pelo menos 10 cargos já foram entregues ao grupo, entre eles a presidência do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), o Departamento de Obras contra a Seca (Dnocs), a Fundação Nacional de Saúde (Funasa) e o Banco do Nordeste.

São trocas feitas com o aval de Bolsonaro para tentar ampliar o apoio, hoje mínimo, do governo no Congresso, especialmente com o risco de mais de três dezenas de pedidos de impeachment hoje na gaveta do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). O presidente tem sido cobrado por alguns apoiadores, mas evita falar do assunto.

VOTO

Ao ouvir reclamações de apoiadores, na saída do Palácio da Alvorada, sobre as ações dos governadores, Bolsonaro questionou o voto dos eleitores. Lembrou que os eleitores "botaram esses caras" nos governos estaduais e municipais, mas disse que as pessoas às vezes "votam com boa fé e o cara faz besteira".

"É difícil falar isso aí. O povo vai se conscientizando do que está acontecendo no Brasil. Acabar com esse oba oba, de acreditar no populoso, votar no cara bondinho, no mentiroso de sempre", cobrou.

Bolsonaro voltou a dizer que o país só não está em crise por causa dos 600 reais de ajuda emergência dados pelo governo, mas que as pessoas estão chegando no limite com as medidas de isolamento social adotadas por governadores e prefeitos para frear a propagação da Covid-19, doença respiratória causada pelo novo coronal.

"O que está acontecendo com essas medidas aí: pobre está ficando miserável e classe média está ficando pobre, está ficando todo mundo igual no Brasil. E parece que não tem noção quando vai acabar isso aí", afirmou.

Fonte: TERRA 

 

]]>
<![CDATA[Arqueólogos encontram grandioso monumento da civilização maia]]> https://www.msnoticias.com.br/editorias/geral-ms-noticias/arqueologos-encontram-grandioso-monumento-da-civilizacao-maia/98522/ Há cerca de 3.000 anos, indígenas que viviam no sul do atual México usaram argila e terra batida para construir uma plataforma de 1,5 km de comprimento, cuidadosamente disposta para permitir a observação do Sol nascente no início do verão e do inverno.

A construção, redescoberta por uma equipe internacional de arqueólogos graças a sobrevoos e escavações na área, provavelmente é o mais antigo monumento da civilização maia, e um dos mais grandiosos, afirma o grupo de pesquisadores em artigo na revista científica Nature.

"Era um grande projeto colaborativo, que deu uma nova identidade a esse grupo", disse à Folha de S.Paulo o arqueólogo japonês Takeshi Inomata, da Universidade do Arizona (EUA), que coordenou o estudo. "Provavelmente, era um monumento para todos, ao contrário das construções maias posteriores, voltadas principalmente para governantes e elites."

Os achados na localidade de Aguada Fénix, assim como outras descobertas impactantes sobre os maias nos últimos anos, só se tornaram possíveis graças ao emprego mais frequente da tecnologia designada pela sigla Lidar (em inglês, algo como "detecção e mapeamento por luz").

Os aparelhos de Lidar usam pulsos de laser, emitidos por aviões ou drones que sobrevoam determinada área, para "enxergar" detalhes topográficos que normalmente ficam ocultos pela vegetação densa -o que é justamente o caso da mata tropical predominante nos antigos territórios maias.

Mais ou menos como acontece no caso dos ecos sonoros, os pulsos de laser são lançados do alto, "batem" no solo e são captados por detectores nos aviões. A velocidade desse processo corresponde, de maneira precisa, às áreas com elevações e depressões no chão. Assim, é possível montar um mapa topográfico do que está embaixo da floresta sem derrubar uma única árvore.

Foi o que Inomata e seus colegas fizeram, descobrindo que a região estava coalhada de estruturas cuja geometria sugeria fortemente a ação humana, e não fatores naturais, por trás de sua formação. Escavações em Aguada Fénix confirmaram essa hipótese e mostraram que, entre os anos 1000 a.C. e 800 a.C., os antigos habitantes da região empilharam cerca de 4 milhões de metros cúbicos de argila e terra para montar a principal plataforma identificada pela equipe.

É um trabalho que teria exigido algo como 10 milhões de "dias/pessoa" para ser concluído. A medida, muito usada por arqueólogos, corresponde ao tempo de trabalho de uma pessoa ao longo de um dia. Ou seja, se cada trabalhador tivesse participado da obra por apenas um dia, 10 milhões de pessoas teriam sido necessárias para completar a plataforma - é claro que o número real de trabalhadores foi bem menor.

A estrutura media 1.413 m de norte a sul e 399 m de leste a oeste, com uma altura entre 10 m e 15 m. No centro, do lado oriental do monumento, estava disposta uma plataforma menor, com 401 m. A oeste dessa subplataforma, ficava um montículo artificial em cima do qual era possível observar o Sol nascendo no solstício de verão e no solstício de inverno (o começo dessas estações, no nosso calendário), em pontas opostas da plataforma oriental (veja infográfico). Em outras palavras, tudo indica que a megaestrutura tinha fins astronômicos e rituais (em culturas antigas como a maia, essas duas finalidades se confundiam).

Segundo Inomata, a construção monumental marca o período no qual os ancestrais dos maias deixaram de levar uma vida relativamente nômade para adotar uma ocupação mais sedentária do território, graças ao aumento da produtividade da lavoura de milho. Isso levou ao crescimento populacional e à necessidade de demarcar simbolicamente a posse do território, diz o arqueólogo.

Entretanto, não há sinais de que, no começo, isso tenha acontecido por meio do surgimento de chefes e nobres poderosos. Não há estátuas ou desenhos de governantes, como os que aparecem nos centros maias dos séculos seguintes.

Inomata compara a construção mexicana aos chamados sambaquis de Santa Catarina e de outros locais da costa brasileira, importantes monumentos pré-históricos que começam a aparecer por volta de 6.000 anos atrás. "São enormes montículos artificiais construídos com conchas, que provavelmente foram erigidos por razões simbólicas, por pessoas sem uma hierarquia demarcada", diz ele.

"Os arqueólogos costumavam acreditar que a hierarquia social e a centralização emergiam primeiro e que só depois disso as grandes construções se tornavam possíveis. Mas agora temos evidências fortes de que, em alguns casos, essa ordem se invertia."

]]>
<![CDATA[Lei sancionada define 12 de novembro como Dia do Pantanal em MS]]> https://www.msnoticias.com.br/editorias/geral-ms-noticias/lei-sancionada-define-12-de-novembro-como-dia-do-pantanal-em-ms/98521/ O governador Reinaldo Azambuja sancionou a lei nº 5.518, criada pela Assembleia Legislativa, instituindo, no âmbito de Mato Grosso do Sul, o Dia do Pantanal, a ser celebrado anualmente no dia 12 de novembro. A data já é comemorada nacionalmente desde 2008, por força de resolução do Conama (Conselho Nacional do Meio Ambiente).

O 12 de novembro lembra a morte do professor e ambientalista Francisco Anselmo de Barros, o Francelmo, que, em protesto contra usinas hidrelétricas no Pantanal, ateou fogo ao próprio corpo durante ato no centro de Campo Grande, em 2005. O Dia do Pantanal passa a integrar o calendário anual de eventos do Estado.

A planície pantaneira, maior área alagável do mundo, se estende por mais de 200 mil quilômetros quadrados dos territórios de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, que detém a maior porção. O bioma cobre uma área mais extensa, cerca de 620 mil quilômetros quadrados, abrangendo também partes do Paraguai e da Bolívia, sendo considerado o mais preservado do mundo, com mais de 80% de sua cobertura original.

Pela importância para o meio ambiente, é considerado Patrimônio Natural da Humanidade e Reserva da Biosfera pela Unesco. Já foram identificadas no bioma 3,5 mil espécies de plantas, 325 peixes, 53 anfíbios, 98 répteis, 656 aves e 159 mamíferos. A legislação estadual é mais restritiva para preservar a vegetação pantaneira, exigindo que 50% da cobertura natural seja mantida.

O Parque Estadual do Pantanal do Rio Negro, criado em 2000, conserva uma área de 78.300 hectares dos municípios de Aquidauana e Corumbá, ambientes representativos e diversificados característicos do Pantanal como lagoas permanentes, cordões de matas e o brejão do Rio Negro, que servem de refúgio e fonte de alimento à fauna local. Essas áreas periodicamente inundadas são consideradas como o berçário dos peixes do Pantanal.

]]>
<![CDATA[Prefeito acompanha investigação do GAECO deflagrada em MS]]> https://www.msnoticias.com.br/editorias/politica-mato-grosso-sul/prefeito-acompanha-investigacao-do-gaeco-deflagrada-em-ms/98520/ A operação “Sucata Preciosa” deflagrada pelo  Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), em Bandeirantes nesta 3ª-feira (2.junho) não teve como alvo o prefeito Álvaro Urt (DEM-MS).

Foram 25 mandados de busca e apreensão, todos ligados a empresas que prestavam serviços para a secretaria de obras, educação e agricultura através departamento de licitações. A operação também aconteceu em Campo Grande, Dourados e Presidente Venceslau, interior de São Paulo.

O Gaeco divulgou que, depois de abertura de investigação pela promotoria da cidade, foi apurado que supostamente o município pagou por serviços de manutenção em veículos oficiais que não estão mais em condições de uso.

“Não vejo problema em que sejam investigados casos suspeitos, o Ministério Público está no seu papel de apurar as denúncias que são feitas e eu me coloco a disposição para ajudar no que for preciso pra esclarecer os fatos, mas lamento que tenha sido necessário deflagrar uma operação, quando bastaria um pedido, e eu entregaria toda documentação necessária para apurar as possíveis irregularidades”, declarou Urt.

O prefeito Álvaro Urt acompanhou o desdobramento da operação e dará todo apoio ao Gaeco para esclarecer os fatos.

Foram alvos de busca a o setor de licitações da prefeitura, as secretarias de obras, agricultura e educação. Também houve busca e apreensão em casas de servidores e ex-servidores do município e nas empresas emissoras das notas fiscais além de outros suspeitos de envolvimento no suposto esquema, contudo se trata apenas de investigação.

]]>