MS Notícias https://www.msnoticias.com.br/feed-ifttt/ Feed de notícias do MS Notícias <![CDATA[Em poucas horas, auxílio de R$ 600 soma 5 milhões de cadastros]]> https://www.msnoticias.com.br/editorias/geral-ms-noticias/em-poucas-horas-auxilio-de-r-600-soma-5-milhoes-de-cadastros/96954/ O ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, disse nesta terça-feira, 7, que mais de 5 milhões de trabalhadores informais, autônomos e microempreendedores individuais (MEIs) já se cadastraram junto à Caixa Econômica Federal para receberem o auxílio emergencial. Para esse grupo, os pagamentos começam no dia 14. “Já tivemos mais de 10 milhões de acessos ao site e ao aplicativo para o cadastramento”, afirmou.
 
Ele voltou a dizer que o processamento do grupo de trabalhadores que já está inscrito no Cadastro único do governo federal deve ser concluído ainda hoje e repassado à Caixa, que deve iniciar o pagamento na quinta-feira, 9.
 
“Até o final da próxima semana já teremos grande volume de pessoas atendidas”, completou, lembrando que o pagamento da segunda parcela do auxílio mensal de R$ 600 será feito também em abril, no fim do mês.
 
“Queremos dar tranquilidade às pessoas”, reforçou. “Demoramos um pouco, e esse pouco é relativo. Conseguimos estruturar o processo e esperamos já na quinta fazer pagamento a milhões de pessoas”, acrescentou.
 
O ministro voltou a dizer que o governo tem atuado para minimizar os episódios de fraudes, com sites falsos para roubar dados dos trabalhadores. Segundo ele, o governo deve lançar campanhas de esclarecimento e divulgação do auxílio emergencial para orientar as pessoas.
]]>
<![CDATA[Feiras livres voltaram hoje; veja as regras para comerciantes e clientes]]> https://www.msnoticias.com.br/editorias/geral-ms-noticias/feiras-livres-voltaram-hoje-veja-as-regras-para-comerciantes-e/96958/ Cerca de 53 feiras livres de Campo Grande voltaram a funcionar hoje (7.abril), após duas semanas de proibição da atividade de feirantes, medida adotada pela administração municipal para conter o aumento nos casos de Covid-19 na Capital.

Para permitir o retorno dos feirantes, a prefeitura estabeleceu várias regras. Uma delas atinge o público mais frequentador das feiras, os idosos, que segundo a resolução estão proibidos de ir nas feiras, por serem do grupo de risco. “Quem tem mais de 60 anos e gestantes ou lactante, além dos que tiveram com morbidades ou doenças crônicas ou que tiverem sintomas de gripe ou resfriado.  Já em relação aos clientes, a recomendação é que estas pessoas não frequentem feiras neste período de pandemia”, traz a resolução. 

Além disso, feirantes terrão que criar mecanismos para manter distanciamento mínimo de 1,5 metro entre as pessoas, além de reforço na higienização. Todos os feirantes deverão trabalhar com máscaras recomendadas de fabricação de tnt (tecido não tecido) ou tecido.

A resolução 40 da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Gestão Urbana, traz as regras de biossegurança para o funcionamento das feiras, estabelece que as feias funcionem pela manhã das 6 às 12h e a tarde, das 16 às 22h.

É proibido o consumo nas barracas de alimentação e no perímetro das feiras, de salgados, caldo de cana que poderão ser comercializados, mas levados para casa em embalagem. Não haverá mesas e cadeiras para o público parar.

Os produtos expostos ao público deverão estar protegidos fisicamente contra o contato físico de clientes, sendo obrigatório o uso de vitrine para exposição das mercadorias (podendo este ser de materiais como vidro, acrílico, filme de PVC do tipo ‘rolopack’ ou material semelhante. Também está vetada a implantação de espaços kids. Os clientes das barracas de calçados e roupas, não poderão experimentar as roupas, restrição também adotado no restante do comércio.

Os feirantes, de forma colaborativa, ajudarão a fiscalizar o cumprimento das normas. Assim, terão de controlar os clientes, com demarcação física da distância de 1,5 metro; instalar as bancas e barracas numa distância mínima de 2 metros entre uma outra.

REGRAS PARA O FUNCIONAMENTO DAS FEIRAS LIVRES

O horário de funcionamento deverá das 6h às 12h e das 16h às 22h;

Fica proibida a participação de feirantes na condição de gestante e/ou lactante, dos maiores de 60 anos e os acometidos de com morbidades ou doenças crônicas, assim como quem tem sintomas de gripe ou resfriado;

Não poderá haver “espaço kids” ou correlatos, que deverão funcionar em caráter de venda de mercadorias, não havendo consumo in loco, de forma a evitar a aglomeração de pessoas;

Acesso controlado, mediante demarcação física do local, sendo vedada a instalação de bancas, barracas e similares fora da área definida;

Proibir expressamente o consumo de produtos no perímetro da feira;

Garantir que não haja formação de filas ou aproximações e, caso haja, preservar uma distância mínima de 1,5m (um metro e meio) entre os fregueses, não sendo permitindo qualquer forma de aglomeração;

Disponibilizar pontos higiênicos na entrada e saída da feira para que os feirantes e fregueses efetuem a limpeza das mãos;

Após o término da feira, providenciar a lavagem das ruas usadas pela feira livre;

Verificar a possibilidade de a feira livre funcionar em horário estendido, permitindo uma diluição do público consumidor;

Informativo em rede de som interna para informar os cuidados necessários para combate a COVID-19.

RECOMENDAÇÃO AOS FEIRANTES

Redobrar os cuidados com a higiene, munindo-se de condutas antissépticas no manejo, comercialização e entrega de seus insumos;

Manter espaçamento lateral de, no mínimo, doi metros) entre uma barraca e outra, medido a partir do ponto mais extremo das) laterais, não deixando produtos armazenados ao seu redor, os quais deverão ser depositados nos tabuleiros ou armazenados por debaixo dos mesmos, afastados do chão;

Solicitar aos clientes que estejam em suas bancas a manutenção da distância de 2,0 (dois metros) entre uma pessoa e outra, sendo obrigatória a demarcação no piso para delimitação do espaço físico;

Orientar os colaboradores e os visitantes a adotarem a etiqueta da tosse e a higiene respiratória.  Se tossir ou espirrar, cobrir o nariz e a boca com cotovelo flexionado ou lenço de papel;

Utilizar lenço descartável para higiene nasal (descartar imediatamente após o uso e realizar a higiene das mãos);

Realizar a higiene das mãos após tossir ou espirrar;

Prover lenço descartável para higiene nasal dos colaboradores e visitantes;

Prover lixeira com acionamento por pedal para o descarte de lenço;

Deverão ser observados os protocolos de higienização de superfícies e áreas comuns do Ministério da Saúde, sendo obrigatória a utilização de máscaras no ambiente de trabalho – sendo recomendada a utilização de máscaras de fabricação de tnt (tecido não tecido) ou tecido;

 RECOMENDAÇÃO AOS TRABALHADORES

Os colaboradores devem higienizar as mãos (com água corrente e sabão ou com álcool gel 70) com frequência e especialmente;

Ao chegar ao trabalho; utilizar os sanitários; tossir, espirrar ou assoar o nariz; usar esfregões, panos ou materiais de limpeza; fumar; recolher lixo e outros resíduos; tocar em sacarias, caixas, garrafas e sapatos; tocar em alimentos não higienizados ou crus; houver interrupção do serviço e iniciar um outro; pegar em dinheiro;

Em caso de utilização de máquinas eletrônicas de pagamento via cartão de débito ou crédito, a superfície da mesma deverá ser higienizada após cada uso, de forma a se evitar a transmissão indireta;

Disponibilizar instrumentos e produtos para higienização (álcool em gel 70%) para colaboradores e visitantes em tempo integral, devendo haver minimamente 1 (hum) por barraca;

Deverá ser realizada a desinfecção de cada barraca e os equipamentos atrelados ao uso (bancadas, tabuleiros e demais itens que guardem nas barracas, a exemplo das balanças, cestas, recipientes em geral) minimamente 3 (três) vezes, podendo ser utilizada solução de hipoclorito de sódio 0,1% (solução 1:19);

Respeitar as orientações para a montagem das barracas, como forma de garantir o maior espaço possível para o fluxo de pessoas;

Permanecer por trás das barracas ou numa posição de distância do freguês para evitar o contato respiratório muito próximo;

Após o término de cada feira, deverá ser providenciada a limpeza total das barracas e da área em que estão instalados. § 1º Estabelecimentos onde haja comércio de alimentos, sejam estes consumidos crus, derivados de animais/vegetais e processados e/ou cozidos (seja manipulados no local ou trazidos prontos) devem observar, também, as seguintes medidas;

Recomendar que não haja consumo de alimentos nas feiras livres, inclusive de pastéis, caldo de cana ou outros alimentos típicos, os quais poderão ser comercializados em embalagens fechadas e adequadas ao transporte pelo consumidor até a sua residência;

Ficam os feirantes proibidos de disponibilizar mesas e cadeiras ao público, bem como de utilizar de áreas voltadas ao fluxo de pessoas, devendo estas estarem totalmente livres de qualquer obstáculo;

Os produtos expostos ao público deverão estar protegidos fisicamente contra o contato físico de clientes, sendo obrigatório o uso de vitrine para exposição das mercadorias (podendo este ser de materiais como vidro, acrílico, filme de PVC do tipo ‘rolopack’ ou material semelhante que não permita que partículas de mucosa – catarro, saliva ou semelhantes – entre em contato com a mercadoria);

Não poderá ser realizada operação de autosserviço (self service), devendo o próprio feirante realizar a manipulação dos alimentos. Os manipuladores de alimentos devem adotar procedimentos de assepsia frequente das mãos, especialmente antes de usar utensílios higienizados e de colocar luvas descartáveis;

A manipulação de alimentos prontos para o consumo, que sofreram tratamento térmico ou que não serão submetidos a tratamento térmico, bem como a manipulação de frutas, legumes e verduras já higienizadas, devem ser realizadas com as mãos previamente higienizadas, ou com o uso de utensílios de manipulação, ou de luvas descartáveis. Estas devem ser trocadas e descartadas sempre que houver interrupção do procedimento, ou quando produtos e superfícies não higienizados forem tocados com as mesmas luvas, para se evitar a contaminação cruzada;

Durante a manipulação dos alimentos é vetado: falar, cantar, assobiar, tossir, espirrar, cuspir sobre os produtos; mascar goma, palito, fósforo ou similares; chupar balas, comer ou experimentar alimentos com as mãos; tocar o corpo, colocar o dedo no nariz, ouvido, assoar o nariz, mexer no cabelo ou pentear-se; enxugar o suor com as mãos, panos ou qualquer peça da vestimenta; fumar; tocar maçanetas, celulares ou em qualquer outro objeto alheio à atividade; fazer uso de utensílios e equipamentos sujos; manipular dinheiro e praticar outros atos que possam contaminar o alimento;

Todos os alimentos expostos à venda devem estar embalados ou protegidos para minimizar os riscos de contaminação;

Não poderá haver a oferta de degustação de produtos aos consumidores;

Redobrar os cuidados sanitários nas atividades de açougues e peixarias de forma a evitar a contaminação para o produto, que pode ser consumido in natura.

 BARRACAS DE CALÇADAS E ROUPAS

As barracas de venda de calçados, de roupas, brinquedos, artesanatos, armarinhos em geral, devem seguir, ainda, as seguintes regras;

Para manuseio das peças por clientes, é obrigatório que seja ofertado álcool 70% ou outro produto eficiente para higienização da (s) mão (s), devendo o cliente ser instruído para que não haja contato com o rosto, especialmente vias respiratória;

Não é permitida a prova das peças;

Recomenda-se que os materiais expostos estejam dispostos em sacos plásticos resistentes e devidamente lacrados de forma a evitar que haja contaminação indireta da superfície;

ORIENTAÇÃO AOS FREQUENTADORES

Não frequentar as feiras livres caso apresente algum sintoma de gripe (tosse, congestão nasal, febre, dores musculares, falta de ar, calafrios, coriza e fadiga);

Procurem ir à feira nos horários que costumeiramente tenham um menor fluxo de pessoas; III – Serem rápidos nas compras, permanecendo no local o menor tempo possível;

Manter a distância mínima de 2,0m (dois metros) entre as outras, evitando formar aglomerações;

Não cumprimentar as pessoas com proximidade (aperto de mão, beijo ou abraço);

Usar máscaras, preferencialmente de tecido ou tnt (tecido não tecido), mesmo para pessoas que não apresentem sintomas respiratórios, seguindo-se as boas práticas de uso, remoção e descarte, assim como higienizar adequadamente as mãos antes e após a remoção

Cobrir completamente a boca e o nariz com um lenço de papel ou usar o antebraço para cobrir a tosse ou o espirro, caso não estejam utilizando máscaras;

Evitar o contato físico com as superfícies das bancas;

Evitar tocar a boca e nariz com as mãos, esfregar os olhos;

Ao retornarem para casa, lavar imediatamente as mãos com água e sabão até a altura dos punhos ou utilizar álcool gel e higienizar os objetos que levou para a feira (chave, celular etc.) bem como produtos e sacolas e tomar banho.

Confira abaixo os locais das Feiras Livres de Campo Grande: 

]]>
<![CDATA[Juiz decide que dinheiro de partidos deve ir para combate à covid-19]]> https://www.msnoticias.com.br/editorias/geral-ms-noticias/juiz-decide-que-dinheiro-de-partidos-deve-ir-para-combate-a-covid-19/96957/ O juiz Itagiba Catta Preta, da Justiça Federal em Brasília, autorizou hoje (7) que recursos públicos destinados a partidos políticos sejam aplicados no combate ao novo coronavírus. Cabe recurso contra a decisão. 

A liminar do magistrado foi motivada por uma ação popular protocolada por um advogado do Distrito Federal. Pela decisão, os recursos do Fundo Partidário e do Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC) devem ser bloqueados para serem usados em campanhas para o combate à pandemia ou para “amenizar suas consequências econômicas”. A decisão final caberá ao chefe do Executivo, o presidente Jair Bolsonaro, de acordo com o juiz. 

O valor previsto para o financiamento das campanhas nas eleições de outubro é de R$ 2 bilhões. No caso do Fundo Partidário, o valor pago em fevereiro foi de aproximadamente R$ 70 milhões. 

No ano passado, os partidos receberam cerca de R$ 720 milhões. O repasse do Fundo Partidário está previsto em lei, sendo depositado mensalmente para manutenção das legendas.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) também deve decidir a questão em breve. Ontem (6), o relator do caso, ministro Luiz Felipe Salomão, decidiu que consulta feita pelo partido Novo para destinar parte de sua parcela do Fundo Partidário para o combate ao covid-19 será levada para exame no tribunal "com a devida urgência”.

]]>
<![CDATA[Dupla assalta entregador, não consegue ligar moto, mas foge com celular e pizza]]> https://www.msnoticias.com.br/editorias/geral-ms-noticias/dupla-assalta-entregador-nao-consegue-ligar-moto-mas-foge-com/96953/ Um moto entregador foi assaltado na noite desta segunda-feira (06) e se livrou por pouco de ter a motocicleta levada pelos assaltantes. O veículo não quis funcionar, então a dupla fugiu com o celular, maquininha de cartão e as pizzas que a vítima entregaria. O caso aconteceu no bairro São Conrado, em Campo Grande.

O trabalhador contou na delegacia que se deslocou para fazer a entrega na rua Praia Grande. Ele não encontrava o endereço, quando viu um homem acenando e foi até ao encontro dele, até então, para entregar a pizza. Quando o entregador se aproximou, outro homem saiu e um local escuro e, aparentemente com uma arma de fogo na mão, ordenou que a vítima descesse da moto.

Os bandidos tentaram ligar o veículo, mas não conseguiam. Então eles desistiram de levar o veículo e ordenaram que a vítima entregasse os pertences. Após entregar o celular, maquininha de cartão e as pizzas, ele saiu do local, sem olhar para trás, como ordenado pelos assaltantes.

O caso foi registrado nesta terça-feira (07), na 6ª Delegacia de Polícia Civil de Campo Grande.

]]>
<![CDATA[Maiara usa roupa sexy para cozinhar sopa]]> https://www.msnoticias.com.br/editorias/geral-ms-noticias/maiara-usa-roupa-sexy-para-cozinhar-sopa/96952/ Os cantores Maiara e Fernando Zor comemoraram 11 meses de namoro, na última segunda-feira (6), com um jantar especial. Para celebrar a data, a artista sensualizou cozinhando apenas de body. Já o cantor, que faz dupla com Sorocaba, usava cueca e camiseta.

Fernando aproveitou o momento íntimo e filmou a namorada na cozinha. Maiara explicou que estava usando apenas body para seduzir o amado. “Estou aprendendo com a Mayra Cardi como é que pega marido na cozinha. Olha aqui, fazendo sopa. Está dando sopa, amor?”, falou a artista na gravação.

Os dois brincaram que “estavam dando sopa”. Fernando ainda compartilhou uma foto dos dois e disse que a noite era de comemoração ao relacionamento.

]]>
<![CDATA[Dois veículos são apreendidos com mil pacotes de cigarros]]> https://www.msnoticias.com.br/editorias/geral-ms-noticias/dois-veiculos-sao-apreendidos-com-mil-pacotes-de-cigarros/96951/ Policiais Militares do DOF (Departamento de Operações de Fronteira) apreenderam na manhã de domingo (7/4), dois veículos carregados com 500 pacotes de cigarros cada um. A ação ocorreu na MS-380, região conhecida como Lagunita, município de Ponta Porã. 

O condutor do Ford Corcel II marrom, ao se aproximar do bloqueio, abandonou o carro com contrabando e o passageiro e fugiu para a mata, às margens da rodovia. 

Um segundo veículo, ocupado por duas mulheres, tentou fugir para uma estrada vicinal, mas foi abordado pelos militares.

Mais 500 pacotes de cigarros contrabandeados foram localizados. Uma das suspeitas disse que o marido estava em um Fiat Uno, como batedor de estrada. 

A ocorrência foi registrada e entregue na Delegacia da Polícia Federal de Ponta Porã.

O DOF mantém um canal aberto direto com o cidadão para tirar dúvidas, receber reclamações e denúncias anônimas, através do telefone 0800 647-6300. 

]]>
<![CDATA[Prefeitura decreta ponto facultativo na quinta e coleta de lixo para na sexta]]> https://www.msnoticias.com.br/editorias/geral-ms-noticias/prefeitura-decreta-ponto-facultativo-na-quinta-e-coleta-de-lixo-para/96950/ As repartições públicas da cidade de Dourados terão ponto facultativo nesta quinta-feira (9/4), véspera do feriado de “Sexta-feira da Paixão”. 

A determinação segue as disposições publicadas nesta segunda-feira (6) no Diário Oficial do Município. 

De acordo com o Decreto nº 2.512 “fica considerado facultativo o ponto nas repartições públicas municipais, no dia 09 de abril de 2020 – Quinta-feira”. 

No segundo artigo é enfatizado que os “os serviços considerados essenciais funcionarão normalmente durante o período indicado [...] sem qualquer pagamento adicional aos servidores lotados nestes órgãos”.

O decreto foi assinado pela prefeita Délia Razuk (PTB) e o procurador-geral do município, Sérgio Henrique Martins de Araújo.

Desta forma, a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) funcionará normalmente, assim como o Hospital da Vida.

COLETA DE LIXO

A coleta do lixo, segundo informação da Semsur (Secretaria Municipal de Serviços Urbanos), será feita normalmente na quinta-feira, mas não funcionará na Sexta-feira Santa, retornando normalmente no sábado (11).

]]>
<![CDATA[Todos os estados brasileiros tem gente infectada; 13.717 casos e 667 mortes]]> https://www.msnoticias.com.br/editorias/geral-ms-noticias/todos-os-estados-brasileiros-tem-gente-infectada-13717-casos-e-667/96955/ O número de casos confirmados de covid-19 no Brasil saiu de 12.056 para 13.717, conforme os dados oficiais desta terça-feira, 7. Foram 1.661 novos casos notificados nas últimas 24 horas. As mortes provocadas pelo novo coronavírus chegaram a 667. Até a segunda-feira, 553 vidas haviam sido perdidas.

Há pessoas infectadas em todos os Estados brasileiros.

Só Tocantins não registrou morte por covid-19 até este momento. Com base na comparação entre infecções e mortes, o índice de letalidade do vírus está em 4,9%.

O balanço foi divulgado pelo Ministério da Saúde na tarde desta terça, com totais atualizados até 14 horas.

Desta vez, o ministro Luiz Henrique Mandetta participou da entrevista coletiva. Na segunda-feira, ele estava em reunião com o presidente Jair Bolsonaro, no Palácio do Planalto, em um dia marcado por tensão e especulações sobre sua demissão. No fim do dia, porém, Mandetta afirmou que permaneceria na função.

Apesar dos números em ascensão, o total de pessoas infectadas no País é ainda maior. O País enfrenta problemas de oferta de testes que comprovam a contaminação pelo vírus mesmo para os casos considerados suspeitos, e o governo reconhece a subnotificação.

Na entrevista coletiva realizada nesta terça, o ministério deve detalhar a estratégia de transição do isolamento social amplo para o isolamento social seletivo.

No último boletim epidemiológico da pasta, divulgado na segunda, a medida foi inserida como recomendação para regiões que não comprometeram mais da metade da capacidade de atendimento.

O ministério passou a defender que cidades com diferentes situações de epidemia devem ter estratégias diferentes para o enfrentamento. Mesmo assim, tem reiterado que o isolamento social é a única medida disponível para que o total de infecções não cresça de maneira descontrolada e leve o sistema de saúde a um colapso.

]]>
<![CDATA[China acaba com bloqueio de Wuhan, primeira cidade com pandemia de coronavírus]]> https://www.msnoticias.com.br/editorias/geral-ms-noticias/china-acaba-com-bloqueio-de-wuhan-primeira-cidade-com-pandemia-de/96947/ A China encerrou na quarta-feira (horário local) seu confinamento de Wuhan, cidade onde o coronavírus surgiu pela primeira vez e que se transformou no símbolo da pandemia que atingiu dezenas de milhares de pessoas no mundo e abalou a economia global. As informações são do Jornal O Globo.

Mas a normalidade agora é outra: autoridades locais continuam a regular as idas e vindas da população, e, mesmo as empresas que reabriram, sabem que enfrentarão um caminho difícil pela frente. Os transportes públicos voltaram a funcionar, mas escolas continuarão fechadas, assim como bares, restaurantes, salas de jogos e karaoquês. A cidade que reabriu após mais de 10 semanas, e será observada em todo o mundo, está profundamente transformada.

A reabertura desta quarta-feira ocorreu após apenas três novos casos de coronavírus terem sido relatados na cidade nas últimas três semanas e um dia após a China não ter relatado novas mortes pela primeira vez desde janeiro. Os controles das viagens foram oficialmente suspensos logo após a meia-noite, o que levou muitos cidadãos à estação de trem em Wuan.

Leia mais:Países europeus se programam para o fim lento, gradual e seguro de medidas de isolamento social

— Eu fiquei preso por 77 dias — exclamou um homem que se recusou a dar seu nome à AFP, ansioso para retornar a Changsha, a cerca de 350 quilômetros dali.

No local, policiais lembravam aos viajantes as medidas de higiene e a necessidade de manter um metro de distância uns dos outros, enquanto os alto-falantes transmitiam mensagens chamando Wuhan de “cidade dos heróis”.

O número de voos e trens que deixam a cidade ainda é limitado. Além disso, as autoridades locais mantêm certas restrições para impedir uma segunda onda da pandemia. Os residentes podem sair sem autorização especial, mas precisam ter um aplicativo de telefone que carrega dados sobre sua sua saúde e de controle de seus movimentos, para checar se eles não estiveram em contato com uma pessoa infectada.

No dia 23 de janeiro, as autoridades chinesas isolaram Wuhan, centro industrial de 11 milhões de pessoas, numa tentativa de limitar a propagação do surto. À época, muitos de fora viam a medida como um passo extremo, que só poderia ser tomado em um sistema autoritário como o da China. Mas, com o agravamento da epidemia, governos de todo o mundo promulgaram uma variedade de restrições rigorosas aos movimentos de seus cidadãos.

]]>
<![CDATA[Menino de 6 anos cria 'caixa solidária' para ajudar moradores de rua durante pandemia]]> https://www.msnoticias.com.br/editorias/geral-ms-noticias/menino-de-6-anos-cria-caixa-solidaria-para-ajudar-moradores-de-rua/96948/ Sem aulas presenciais, Lucas Ruiz, 6 anos, teve uma ideia genial para ajudar as pessoas: montou uma caixa para doar mantimentos aos moradores de rua durante esse período de pandemia do novo coronavírus. As informações são do G1.

Ao site, o pai dele, Carlos, conta que a contribuição vem dos moradores do prédio em que a família mora, em Bauru (SP). "Deixamos a caixa no hall do prédio no fim da tarde. Durante a noite, os moradores colaboram com produtos alimentícios e de higiene. Alguns até deixam em frente ao nosso apartamento. Pela manhã, a levamos para uma praça aqui perto de casa, onde os moradores e famílias necessitadas podem pegar", conta.

A decoração foi desenhada por Lucas. "Vi na televisão e decidi ajudar. Deixamos a caixa em uma praça perto de casa e todos os dias reabastecemos ela. Fico muito feliz por poder ajudar quem mais precisa", conta o menino.

A família já chegou a cruzar com pessoas que pegaram alimentos da caixa. "As pessoas colaboraram até com fraldas e as pessoas que puderam ser ajudadas ficaram muito felizes. Eu, como pai, fico muito orgulhoso do meu filho. Esse é o jeito dele em ajudar de alguma forma", completa o pai ao G1.

A praça onde a caixa se encontra todos os dias fica no cruzamento das ruas José Ceará e José Antônio Braga, no Jardim Aviação.

]]>
<![CDATA[Vereador delegado Wellington fez fala machista em plenário na Câmara, dizem internautas]]> https://www.msnoticias.com.br/editorias/politica-mato-grosso-sul/vereador-delegado-wellington-fez-fala-machista-em-plenario-na-camara/96956/ O vereador delegado Wellington de Oliveira (PSDB) fez comentário considerado por internautas de cunho 'machista', em seção na Câmara Municipal nessa manhã (7.abril) em Campo Grande. O parlamentar argumentava sobre a flexibilização de regras do isolamento, quando disse: ‘não há marido que aguente mulher sem fazer sobrancelha, unha e cabelo’, ao defender a reabertura de estabelecimentos do seguimento de beleza na Capital. 

Nas redes sociais, a fala de Wellington foi considerada infeliz e machista por centenas de internautas. “Todos os homens precisam começar a se envergonhar disso”; “Deve ser ele, que não deve ter amor pela a esposa. Porque ninguém casa com a mulher por causa da unha ou cabelo feito e sim por amor”; “Gente!!!! Não acredito que li isso. Affff”; "Gente, que machista", são alguns dos comentários. 

Wellington usou ainda, um exemplo bastante estranho, ao defender o motivo da abertura das igrejas. “Porque se a pessoa quisesse matar a mulher e os filhos, ele vai e bate na igreja, está fechada. Daí ele fala ‘é um aviso de Deus para eu voltar lá e matar’. Então igreja é essencial, tem que criar mecanismos novos para que a igreja funcione”, disse o vereador campo-grandense. 

Para o parlamentar, são necessárias novas regras porque o cenário mudou, mas as restrições continuam como no início da pandemia. “Tudo na sociedade é essencial senão, não precisaria existir. O ‘bicicletero’ é essencial, porque alguém precisa arrumar a bicicleta”, opinou.

A reportagem entrou em contato com Wellington, para ouvir seu posicionamento sobre as críticas. Ele disse que foi mal interpretado. Que defendia a reabertura do comércio e usou exemplos, mas que não quis ofender ninguém. "Talvez eu tenha sido mal interpretado. Mas a minha plataforma nesse momento é cobrança com a prefeitura para reabertura dos comércios. Tudo tem que estar aberto. Estou defendendo a sociedade. A igreja é essencial, manter o comércio é essencial", explicou o vereador.  

Wellington disse ainda que as pessoas não entenderam o contexto do que ele disse no vídeo. Mas reafirmou a fala. "Eu não me arrependo em nada que eu disse, e vou continuar com minha fala”, completou o vereador.  

VEJA A FALA, NA ÍNTEGRA, FEITA PELO VEREADOR 

Na sessão de hoje os parlamentares falaram sobre flexibilização de medidas de isolamento. A maioria defende que a retomada tem de ser gradativa.

Nesta terça-feira foram confirmados 80 casos da Covid-19.  MS é o segundo brasileiro que mais desrespeita normas impostas para controlar a disseminação da doença. Veja aqui

Na sessão dessa manhã, foram aprovados 10 projetos de Lei. Confira aqui.

]]>
<![CDATA[Serginho Trombone, um dos maiores instrumentistas da MPB, morre aos 70 anos]]> https://www.msnoticias.com.br/editorias/geral-ms-noticias/serginho-trombone-um-dos-maiores-instrumentistas-da-mpb-morre-aos-70/96946/ Serginho Trombone, um dos instrumentistas mais importantes da MPB que se faz desde os anos 1970, morreu nesta terça-feira, 7, vítima de uma parada cardiorrespiratória. Serginho sentiu em casa fortes dores abdominais e foi levado para o hospital em Campo Grande, zona oeste do Rio de Janeiro. Lá, foi identificada uma obstrução na região abdominal e ele foi submetido a uma cirurgia. O procedimento foi realizado com sucesso, mas o músico acabou sofrendo uma parada cardíaca quando já se recuperava da operação. A informação foi confirmada por sua produção. Ele tinha 70 anos.

O trombone de Serginho esteve em gravações fundamentais de artistas e grupos importantes. Começou praticamente com Dom Salvador e o grupo Abolição, com quem dizia “aprender a tocar de tudo.” Passou anos ao lado de Tim Maia, incluindo a fase mística em que foi obrigado a pintar seu instrumento de amarelo por causa das crenças de Tim. “Tim dizia uma coisa engraçada quando eu fazia arranjos para ele: ‘Coloca no máximo uma sétima, no máximo.’ Ele não queria que nada soasse sofisticado demais”, disse o músico ao Estado, em 2018.

Frejat, do Barão Vermelho, foi um grande amigo, o único que lhe concedeu a dignidade de ter um álbum seu. Ele já havia lançado um em 1992, mas acabou sendo mal produzido. Frejat lançou, em 2018, Tromboneando, com temas próprios. A amizade vinha dos tempos de Barão Vermelho, quando Serginho colocou seu trombone a serviço do grupo. Um dos arranjos que ele mais se orgulhava de ter feito era o de metais que o Barão gravou em 1996 para Vem Quente que Estou Fervendo, original de Erasmo Carlos, de 1967.

Ao lado de Jorge Ben Jor, Serginho também fez gravações clássicas. Em 1990, quando Jorge Ben amargava um sumiço das mídias, a música W/Brasil, com o arranjo todo escrito por ele, o fez explodir como nos bons tempos dos anos 1960. A lista sem fim inclui Gilberto Gil, Rita Lee, Sidney Magal, Luiz Melodia, Alcione, Ed Motta, Antônio Adolfo, Lenine, Sandra de Sá e Lincoln Olivetti, que Serginho morreu considerando seu maior professor.

]]>
<![CDATA[Adolescente de 17 anos suspeito de “arrastão” em apartamentos é apreendido]]> https://www.msnoticias.com.br/editorias/geral-ms-noticias/adolescente-de-17-anos-suspeito-de-arrastao-em-apartamentos-e/96945/ Adolescente de 17 anos foi apreendido na segunda-feira (6.abril) suspeito de vários furtos a casas e apartamentos nos últimos dias em Dourados. 

Segundo a polícia, há dois anos, ele já havia sido detido por praticar mais de 40 furtos na cidade.

Desta vez, as ações, ocorreram de forma semelhante e o rapaz chegava a escalar paredes para entrar nos locais. 

A apreensão do jovem aconteceu na região central da cidade enquanto ele estava consumindo drogas.

Conforme o site Dourados News, ele confessou ter praticado nove furtos nos últimos dias em casas e apartamentos, sendo subtraídos, preferencialmente, eletrônicos e dinheiro. 

Além disso, o suspeito contou que tem facilidade e consegue pular muros e cercas elétricas e escalar edifícios. Ele foi encaminhado à Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário). 

]]>
<![CDATA[MP prevê novas regras para redução de jornada e salário e suspensão de contrato]]> https://www.msnoticias.com.br/editorias/geral-ms-noticias/mp-preve-novas-regras-para-reducao-de-jornada-e-salario-e-suspensao-de/96943/ Foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União (DOU) de quarta-feira (1º) a medida provisória que institui o Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda e trata da aplicação de medidas trabalhistas complementares para o enfrentamento do estado de calamidade pública decorrente do coronavírus.

A MP 936/2020 não afeta servidores e empregados públicos, entre eles os de estatais.

Entre as novas regras, que terão validade apenas durante o estado de calamidade pública, estão: a permissão para a redução proporcional de jornada de trabalho e de salários; a permissão para suspensão temporária do contrato de trabalho e o pagamento de Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda, uma espécie de complementação financeira, pelo governo, na celebração de acordos específicos. 

 
 

A previsão do governo é que cerca de R$ 51,6 bilhões sejam destinados ao programa com o intuito de evitar demissões em massa em razão da crise econômica decorrente dos efeitos da pandemia.

O benefício emergencial será pago mensalmente aos afetados, pelo tempo que durar a suspensão de seu contrato ou a redução de sua jornada.

Redução da jornada

Ao empregador será permitida a realização de acordo para a redução proporcional da jornada de trabalho e de salário de seus empregados de 25%, 50% ou 70% por até três meses, ficando o governo responsável pelo pagamento do restante do salário com o uso de parte do seguro-desemprego a que o trabalhador teria direito.

Para os casos em que a redução for de 25%, o corte poderá ser acordado com todos os empregados, individualmente ou coletivamente.

Nas demais situações poderão ser pactuadas individualmente apenas por quem ganha até três salários mínimos ou por trabalhador com nível superior que receba mais que o dobro do teto da Previdência (R$ 12.202,12) ou coletivamente por todos os funcionários.

O texto determina que a redução da jornada deve preservar o valor do salário-hora. As demais condições permanecem as mesmas para a suspensão dos contratos: acordo individual escrito entre empregador e empregado, com proposta encaminhada ao empregado com antecedência mínima de dois dias corridos e estabilidade no emprego até o dobro do período de redução (com uma redução de jornada por três meses garantindo o emprego por seis meses).

O restabelecimento da jornada de trabalho e do salário pago anteriormente será realizado no prazo de dois dias corridos contados após o encerramento do estado de calamidade pública; em respeito à data estabelecida no acordo individual como termo de encerramento do período ou na data de comunicação do empregador que informe ao empregado sobre a sua decisão de antecipar o fim do período de redução pactuado.

Suspensão de contrato

O empregador também poderá acordar a suspensão temporária do contrato de trabalho de seus empregados, pelo prazo máximo de sessenta dias.

Nessa regra, as negociações poderão ser feitas por meio de negociações individuais ou coletivas e o trabalhador terá direito ao seguro-desemprego, que será bancado total ou parcialmente pelo governo, dependendo do faturamento da empresa.

Para as microempresas e as pequenas empresas, que faturam até R$ 4,8 milhões por ano, as novas regras permitem dispensar temporariamente os funcionários sem que elas paguem nenhuma parte do salário, ficando o governo responsável por bancar 100% do seguro-desemprego ao qual o trabalhador teria direito caso fosse demitido.

As negociações individuais valerão para os empregados que ganham até três salários mínimos (R$ 3.135) ou para o trabalhador de nível superior que receba mais de R$ 12.202,12, o dobro do teto da Previdência Social.

Já as médias e grandes empresas, que faturam mais que R$ 4,8 milhões por ano, terão de bancar 30% do salário durante a suspensão do contrato.

O governo pagará 70% do seguro-desemprego. Os tipos de funcionários que podem aderir às negociações individuais permanecem os mesmos para as empresas de menor porte.

No caso de negociações coletivas, aprovadas em assembleias virtuais pelos sindicatos da categoria, a suspensão com complementação de renda valerá para todos os empregados da empresa.

O empregado não precisará pedir o seguro-desemprego.

O depósito do valor será feito automaticamente na conta do trabalhador assim que for notificado da negociação.

A interrupção do contrato de trabalho precisa ser pactuada por acordo individual escrito entre empregador e empregado, devendo a proposta ser encaminhada ao empregado com antecedência mínima de dois dias corridos.

Durante o período de suspensão, o empregador deverá manter os benefícios pagos aos empregados, como vale-alimentação e auxílios, e o empregado não poderá ser requisitado para trabalho remoto ou a distância.

A medida provisória também institui garantia provisória do emprego durante o período de suspensão e após o restabelecimento da jornada por período equivalente ao da suspensão.

Ou seja, uma suspensão de dois meses garante uma estabilidade de quatro meses no emprego.

Outros pontos da MP  

O recebimento do Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda não impede a concessão e não altera o valor do seguro-desemprego a que o empregado vier a ter direito;

O benefício não integrará a base de cálculo do imposto sobre a renda retido na fonte ou da declaração de ajuste anual do imposto sobre a renda da pessoa física do empregado;

O auxílio não integrará a base de cálculo da contribuição previdenciária e dos demais tributos incidentes sobre a folha de salários;

Não integrará a base de cálculo do valor devido ao Fundo de Garantia do Tempo de Serviço – FGTS;

O benefício poderá ser excluído do lucro líquido para fins de determinação do imposto sobre a renda da pessoa jurídica e da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido das pessoas jurídicas tributadas pelo lucro real;

Na hipótese de redução proporcional de jornada e de salário, a ajuda compensatória prevista não integrará o salário devido pelo empregador;

O trabalhador terá a garantia provisória do emprego durante o período de suspensão ou redução de jornada e após o restabelecimento do contrato por período equivalente ao da suspensão ou redução.

Ou seja, uma suspensão de dois meses garante uma estabilidade de quatro meses no emprego. E a redução por três meses garante estabilidade por seis meses;

A dispensa sem justa causa que ocorrer durante o período de garantia provisória no emprego previsto sujeitará o empregador ao pagamento, além das parcelas rescisórias previstas na legislação em vigor, de indenização no valor de:

1- 50% do salário a que o empregado teria direito no período de garantia provisória no emprego, na hipótese de redução de jornada de trabalho e de salário igual ou superior a 25% e inferior a 50%;

2-75% do salário a que o empregado teria direito no período de garantia provisória no emprego, na hipótese de redução de jornada de trabalho e de salário igual ou superior a 50% e inferior a 70%;

3- 100% do salário a que o empregado teria direito no período de garantia provisória no emprego, nas hipóteses de redução de jornada de trabalho e de salário em percentual superior a 70% ou de suspensão temporária do contrato de trabalho.

As convenções ou os acordos coletivos de trabalho celebrados anteriormente poderão ser renegociados para adequação de seus termos a nova MP no prazo de dez dias corridos contado da data de publicação da medida;

Os acordos individuais de redução de jornada de trabalho e de salário ou de suspensão temporária do contrato de trabalho deverão ser comunicados pelos empregadores ao respectivo sindicato laboral, no prazo de até dez dias corridos, contado da data de sua celebração;

A redução proporcional de jornada de trabalho e de salário ou a suspensão temporária do contrato de trabalho deverão resguardar o exercício e o funcionamento dos serviços públicos e das atividades essenciais previstas na  Lei nº 13.979, de 2020, que trata do funcionamento dos serviços durante o enfrentamento da emergência de saúde pública em decorrência do coronavírus;

A medida provisória também se aplica aos contratos de trabalho de aprendizagem e de jornada parcial;

Curso ou programa de qualificação profissional poderá ser oferecido pelo empregador exclusivamente na modalidade não presencial e terá duração não inferior a um mês e nem superior a três meses;

O empregado com contrato de trabalho intermitente formalizado até a data de publicação da medida provisória fará jus ao benefício emergencial mensal no valor de R$ 600,00 pelo período de três meses;

A existência de mais de um contrato de trabalho não dará direito à concessão de mais de um benefício emergencial mensal;

O benefício emergencial mensal não poderá ser acumulado com o pagamento de outro auxílio emergencial;

O benefício emergencial mensal será devido a partir da data de publicação desta medida provisória e será pago em até 30 dias.

 Com Agência Brasil

]]>
<![CDATA[Bolsonaro falta coletiva e Onyx anuncia abertura de lojas após a Páscoa]]> https://www.msnoticias.com.br/editorias/politica-mato-grosso-sul/bolsonaro-falta-coletiva-e-onyx-anuncia-abertura-de-lojas-apos-a/96949/ Em entrevista coletiva na manhã desta terça-feira (7.abril), o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, anunciou que o governo Jair Bolsonaro deve autorizar a reabertura do comércio “em muitas regiões do país” logo depois da Páscoa, que acontece no próximo domingo (12.abril).

“Se Deus quiser, na medida que as coisas vão avançando no Brasil, nós vamos retomar o trabalho em poucos dias. Já em muitas regiões do país, logo depois da Páscoa, a atividade econômica do Brasil volta”, afirmou o ministro (veja no vídeo abaixo, a partir de 1h00).

Segundo Lorenzoni, que disse ter participado de uma reunião com Bolsonaro antes da entrevista coletiva de lançamento do aplicativo para pagamento do auxílio de R$ 600 a trabalhadores autônomos e informais, a orientação do presidente é “equilibrar” a proteção à saúde com a economia.

“O presidente Bolsonaro olha para o brasil como um todo e ele defende que aja um equilíbrio nas ações preventivas de proteção à saúde, mas a gente não pode esquecer que as pessoas precisam continuar vivendo, se alimentando, se vestindo, podendo comprar remédio e dar atenção a seus filhos. Nós precisamos ter o equilibrio. Esse é o desafio do presidente Bolsonaro e esse é o desafio que ele nos impõe”.

FUGA 

Desautorizado pela cúpula militar a demitir o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, na noite desta segunda-feira (6), Bolsonaro cancelou na última hora a participação na entrevista coletiva.

No twitter, a Secretaria de Comunicação da Presidência, chegou a anunciar a participação de Bolsonaro, mas na hora o presidente não apareceu.

Fonte: Fórum.  

]]>
<![CDATA[Bolsonaro não comparece a dois eventos sobre coronavírus; Secom não se manifesta]]> https://www.msnoticias.com.br/editorias/geral-ms-noticias/bolsonaro-nao-comparece-a-dois-eventos-sobre-coronavirus-secom-nao-se/96941/ O presidente Jair Bolsonaro deixou de comparecer a dois eventos sobre a covid-19 ocorridos na manhã desta terça-feira, 7, no Palácio do Planalto. Ambos estavam previstos em sua agenda oficial.

O primeiro compromisso que o presidente faltou foi o lançamento de site e aplicativo para solicitar o auxílio emergencial de R$ 600 durante a pandemia do coronavírus. O segundo foi a apresentação do projeto Arrecadação Solidária para o enfrentamento da doença, que teve a participação primeira-dama Michelle Bolsonaro.

Nesta manhã, ao deixar o Palácio da Alvorada, o presidente também evitou contato com a imprensa. Ele chamou os apoiadores que o aguardavam na residência oficial para ficar longe dos repórteres. Nos últimos dias, ele tem adotado esta estratégia quando quer evitar a imprensa. O silêncio de Bolsonaro ocorre após, mesmo contrariado, ter cedido aos militares e mantido o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, no cargo.

Em meio à pandemia do coronavírus, Bolsonaro trava uma guerra particular com o ministro da Saúde, a quem acusa de não ser “humilde” por não seguir suas orientações. Mandetta, por sua vez, reafirma diariamente que se pauta pela “ciência.”

A agenda do presidente foi divulgada pela Secretaria Especial de Comunicação (Secom) na noite de segunda-feira, 6. Nela, constava a entrevista coletiva entre 9h e 10h, mas Bolsonaro, assim como o ministro da Economia, Paulo Guedes, não compareceu. O anúncio sobre o pagamento do auxílio emergencial foi feito apenas pelo ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, e o presidente do Dataprev, Gustavo Canuto.

Mesmo após estar ausente do primeiro compromisso, a Casa Civil, por volta das 9h40, divulgou um comunicado à imprensa afirmando que o presidente participaria do evento de Arrecadação Solidária ao lado da primeira-dama. Bolsonaro não apareceu e a agenda foi atualizada, retirando os eventos que estava previstos.

Questionada, a Secom não respondeu por que o presidente deixou deixou de ir aos eventos.

Arrecadação Solidária

O projeto que incentiva doações para amparar população vulnerável foi anunciado por Michelle Bolsonaro ao lado do ministro-chefe da Casa Civil, Walter Braga Netto, e técnicos do governo. O Arrecadação Solidária faz parte do programa Pátria Voluntária, comandado pela primeira-dama, e é realizado junto à campanha Todos por Todos e com a Fundação Banco do Brasil.

“Diante dessa pandemia precisamos mais do que nunca de voluntários”, disse Michelle. Ela destacou que compartilha da angústia dos brasileiros em relação à covid-19 e que é preciso ter atenção com os mais vulneráveis durante a crise.

A iniciativa foi criada para apoiar instituições sem fins lucrativos que atuem com trabalho voluntário junto a grupos vulneráveis da sociedade durante o período de pandemia. Pelo projeto, empresas e pessoas físicas poderão fazer doações no valor mínimo de R$ 30 pelo site do Pátria Voluntária ou da campanha Todos por Todos. A Fundação Banco do Brasil será responsável por firmar contratos simplificados e transferir os valores para entidades atuantes junto a grupos vulneráveis da sociedade.

Em sua fala, Braga Netto reforçou o mote “o Brasil não pode parar” usado pelo presidente Jair Bolsonaro em declarações recentes para estimular a retomada da economia. “Não podemos nos esquecer de que somos um povo criativo e solidário, que não desiste nunca. Estamos certos que superaremos este momento com a união e participação de todos. O Brasil não pode parar”, disse.

]]>
<![CDATA[Dupla confessa que matou professor com 15 facadas em MS]]> https://www.msnoticias.com.br/editorias/policia-mato-grosso-do-sul/dupla-confessa-que-matou-professor-com-15-facadas-em-ms/96944/ A Polícia Militar de Aparecida do Taboado, no interior de Mato Grosso do Sul, apreendeu ontem, segunda-feira (6.abril) menores suspeitos de matar o professor aposentado Amarildo Rossi, de 57 anos. Eles teriam marcado um encontro pelo WhatsApp com o professor e o matado com 15 facadas.  

Testemunhas encontram o corpo em uma mata, próxima a uma granja em Aparecida do Taboado. A Polícia Civil foi ao local e confirmou que a vítima se tratava do professor. Foi confirmada ao menos 15 perfurações no corpo de Amarildo.   

Mais tarde, a Polícia Militar foi informada por populares que o veículo do professor, um GM Celta, estava abandonado na Vila Barbosa no município. O pelotão apreendeu o veículo, e quando retornavam para a delegacia receberam a informação de que dois adolescentes, ambos com 14 anos, tinham se apresentado na delegacia e confessado o crime. Ambos foram acompanhados pelo Conselho Tutelar.

Os suspeitos deram detalhes do crime: roupas e a faca usadas, foram entregues. Disseram que o professor foi morto na noite de domingo (5.abril). Contaram também que marcaram o encontro com a vítima por WhatsApp. Mensagens encontradas pela polícia confirmaram a versão dos jovens. A dupla foi encaminhada à Polícia Civil e os motivos do crime ainda não foram divulgados.  

 

]]>
<![CDATA[Mari Palma e Phelipe Siani falam sobre passar quarentena juntos]]> https://www.msnoticias.com.br/editorias/geral-ms-noticias/mari-palma-e-phelipe-siani-falam-sobre-passar-quarentena-juntos/96939/ Os jornalistas Mari Palma e Phelipe Siani publicaram relatos sobre como estão passando a quarentena juntos. No último dia 30 de março, a apresentadora da CNN Brasil foi diagnosticada com o novo coronavírus.

“É tão mais fácil a quarentena do lado dela. Em algum momento deu medo de a gente se matar trancados dentro de casa por tanto tempo. Mas hoje a gente sabe que isso está acontecendo para ter ainda mais certeza que esse casal, apesar de imperfeito, é muito bom junto”, escreveu Phelipe.

Mari Palma também agradeceu ao “companheiro de quarentena”: “Ele cuida de mim e faz tudo parecer mais fácil. Obrigada por ser muito mais do que eu imaginei ter um dia, Phelipe Siani, te amo”

]]>
<![CDATA[Suspeito de homicídio teria convidado vítima para caçar tatu em sítio]]> https://www.msnoticias.com.br/editorias/geral-ms-noticias/suspeito-de-homicidio-teria-convidado-vitima-para-cacar-tatu-em-sitio/96937/ Policiais do Serviço de Investigações Gerais da Delegacia de Polícia Civil de Iguatemi prenderam o suspeito de homicídio ocorrido no dia 19 de março, quando um homem de 34 anos desferiu cerca de quatro facadas na vítima de 32 anos.

Segundo as investigações, o suspeito teria planejado o crime e armado uma emboscada para a vítima chamando o mesmo para caçar tatu em um sítio. 

No trajeto distante da área urbana, o suspeito aproveitando-se que a vítima estava na sua frente distraído, desferiu a primeira facada em suas costas e após o mesmo cambalear e cair, montou por cima e desferiu mais três facadas no peito e pescoço.

O acusado foi capturado pela polícia na sexta-feira (3). O crime ocorreu em uma área de pastagem aproximadamente 700 metros da área urbana e teria sido presenciado por uma testemunha, sendo que a mesma já prestou depoimento na Polícia Civil. 

Os investigadores apuraram que o suspeito ameaçou uma testemunha e estava prestes a fugir para uma fazenda em outro município.

O homem foi preso preventivamente e irá responder pelo crime de homicídio qualificado pelo motivo fútil, cuja pena pode chegar a 30 anos de prisão.

 

]]>
<![CDATA[Jovem de 21 anos pode ser a 3° vítima morta por coronavírus em MS]]> https://www.msnoticias.com.br/editorias/geral-ms-noticias/jovem-de-21-anos-pode-ser-a-3o-vitima-morta-por-coronavirus-em-ms/96942/ Uma jovem de 21 anos morreu nesta terça-feira (7.abril) com problemas respiratórios, no Hospital do Coração, em Campo Grande. Por apresentar sintomas semelhantes ao novo coronavírus (Covid-19), a vítima realizou exame e a Secretaria Municipal de Saúde Pública (Sesau) aguarda o resultado.

Amigos da jovem, que preferiram não se identificar, relataram que ela estava internada no hospital desde o dia 31 de março.

Em nota, a secretaria de Saúde informou que o primeiro exame feito feito negativo, mas pelo fato dela apresentar sintomas respiratórios importantes, foi necessário ser feito um segundo exame que está em análise.

A atualização do boletim epidemiológico da SES (Secretaria Estadual de Saúde), Mato Grosso do Sul registrou 80 casos confirmados da doença e 2 mortes.  

]]>