06 de maio de 2021
Campo Grande 25º 16º

"MORTO-VIVO"

Estão brincando com o que não é de brincar. Pouca gente tá rindo

A- A+

Das brincadeiras infantis, a mais exaustiva é o "morto-vivo", não pela dificuldade dos comandos, mas pelo tempo de reflexo e adaptação. Quando se começa a respirar, loga vem um grito de "morto" e é preciso se abaixar justo quando estava recuperando o fôlego. 

Não só a morena, como várias outras localidades do "do sul" vivem esse estado de "couro de pic*" com um abre e fecha que mais confunde do que ajuda. Esquece que o povo que vive em terras tupiniquins, nos tempos modernos é acostumado com o rodízio, mas até isso estão conseguindo bagunçar, porquê ninguem bate o pé de quando vai morrer mais ou menos. 

Tá todo mundo de costas para o ponto que, enquanto morre gente é problema. E mais triste do que correr, logo cedo, atrás de busão, é até ver ele passando mas não conseguir entrar. Que a mudança venha. Que os poderes engravatados decidam de uma vez, se querem ter mão-de-obra para somar renda per capita ou empurar com a barriga para "ir morrendo de pouco em pouco".

"Pobre só sai do aperto quando desce do ônibus".

- POPULAR, Ditado