20 de abril de 2021
Campo Grande 32º 19º

Acusado de matar motociclista em frente a Shopping irá a júri em maio

O estudante Richard Idivan Gomide Lima, acusado de homicídio doloso após acertar seu carro o motociclista Davi Del Vale Antune. O crime ocorreu em frente ao Shopping Campo Grande no dia 31 de maio de 2012. O rapaz vai a júri no dia 6 de maio. Ele também é indiciado pelos crimes de omissão de socorro e fuga do local do acidente.

Richard, estava em alta velocidade, bateu com seu veículo na traseira da moto de Davi. O motociclista morreu na hora e teve seu braço lançado a 38 metros com a força do impacto. O estudante estava embriagado, após a colisão ele tentou fugir, mas foi localizado pela polícia e preso em flagrante.

O juiz Aluízio Pereira dos Santos havia decretado a prisão preventiva de R.I.G.L., na qual ficou preso durante a instrução do processo por mais de 6 meses, inclusive teve o seu júri marcado para o dia 5 de outubro de 2012.

No entanto, Richard recorreu aos Tribunais Superiores alegando que foi um acidente de trânsito, ou seja, homicídio culposo, sem a intenção de matar. Posteriormente, o processo chegou a ir até o STJ e ao final do recurso conseguiu retirar a qualificadora do recurso que dificultou a defesa da vítima.

Ao retornar o  processo à 2ª Vara do Tribunal do Júri, houve novo recurso do acusado ao TJMS para aplicação da nova lei que recentemente aprovada, para que fosse desclassificada para crime de trânsito.

Entretanto, o TJMS manteve a pronúncia para que o acusado seja submetido a julgamento pelo júri  popular por crime de homicídio por dolo eventual no trânsito. Assim, o seu julgamento foi marcado para o dia 20 de abril de 2016.

Porém, em sua defesa, o advogado do acusado informou que tem outro julgamento no mesmo dia e horário em Dourados, razão pela qual teve que ser novamente adiada a sessão para o dia 6 de maio, às 8 horas, no Tribunal do Júri de Campo Grande.

A sessão do Júri teria sido marcado para hoje (20), mas o advogado de Richard afirmou que teria outro julgamento no mesmo dia e horário em Dourados. O Tribunal decidiu adiar a sessão para o dia 6 de maio, às 8 horas, no Tribunal do Júri de Campo Grande. O acusado responde ao processo em liberdade. (Com informações da Secretaria de Comunicação do TJMS)