27 de janeiro de 2022
Campo Grande 30º 22º

HOMICÍDIO | CAMPO GRANDE (MS)

Alvo de falsa acusação, Neido morre a golpes de capacete

Teve o rosto desfigurado

A- A+

Neido Rodrigues de Brito Júnior, 38 anos, foi espancado e morreu às 22h deste domingo (28.nov.21) na Rua Afro Puga, no Conjunto Residencial Mata do Jacinto, em Campo Grande (MS), acusado de ter atropelado uma criança, porém, o atropelamento não teria acontecido.  

Segundo registro de ocorrência, uma moradora da casa em frente ao local do crime, relatou que viu dois indivíduos desconhecidos agredindo a vítima. A polícia diz que Neido tinha sinais de que foi atingido a golpes de capacete.  

Conforme apurado, Neido pilotava uma moto XT 250 vermelha, que estava caída ao chão a cerca de 7 metros de onde estava o corpo. 

O Sargento PM Edson José dos Santos disse que os policiais obtiveram informações de que a vítima teria atropelado o filho de um homem chamado Gabriel, conhecido como Neguinho, que depois disso Neguinho teria ameaçado Neido de morte. "Outras pessoas que também compareceram ao local comentaram que a vítima fatal havia atropelado uma criança, no local chamado Carandiru, e, depois desse fato, foi perseguido pelos dois possíveis autores que o alcançaram no local do homicídio", explicou.,

Neido foi atingido com diversos golpes de capacete e teve o rosto desfigurado. Algumas pessoas presenciaram a agressão, mas nada puderam fazer. Após espancar o rapaz, os suspeitos fugiram.  

O Serviço de Atendimento Móvel (Samu) foi acionado, mas apenas confirmaram o óbito. 

O caso foi registrado na Delegacia de Pronto Atendimento do Centro (Depac) como homicídio qualificado pela traição, de emboscada, ou mediante dissimulação ou outro recurso que dificulte ou torne impossível a defesa do ofendido. Até a publicação da reportagem ninguém havia sido preso. 

A 3ª Delegacia de Polícia Civil de Campo Grande deve investigar o caso.