18 de junho de 2021
Campo Grande 27º 15º

NACIONAL | NOVA UBIRATÃ (MT)

Amigos morrem por Francisco, resgatado após 11h soterrado em silo de soja

Submetidos a trabalho sem segurança, homens acabaram sofrendo acidente no início da noite de ontem (10. maio) no interior de MT

A- A+

Francisco Chagas foi resgatado hoje (11. abril) após 11h submerso sob 4 metros de grãos de soja numa fazenda em Nova Ubiratã (MT). Francisco Neves da Silva, de 36 anos, e Fernando Carvalho dos Santos, de 32 anos, que entraram no silo para resgatar o colega, porém, acabaram morrendo e seus corpos acabaram dando espaço sulficiente para o ar que permitiu que Francisco vivesse. O acidente de trabalho aconteceu por volta das 17h30 de ontem (10. maio).  

Os amigos trabalham na empresa de grãos de soja e Francisco tentou pegar um equipamento que caiu dentro de uma ‘caldeira’ de grãos, mas acabou caindo em meio aos ao produto ficou soterrado até o pescoço. As duas vítimas tentaram ajudar o colega, quando também caíram e sumiram em meio aos grãos, assim como Francisco. 

O sargento de Bombeiros de Sorriso, Moraes, disse que os três trabalhadores ficaram soterrados por cerca de quatro metros. "Quando chegamos no local, nenhum deles estava à vista da guarnição", contou o sargento.

A guarnição dos bombeiros disse que vários trabalhadores do armazém passaram a fazer buscas tentando encontrar os três homens soterrados. "Após avaliação do local da cena, a equipe fez intervenção e verificou a melhor forma de adentrar o local, que era de risco. Foi feito um trabalho minucioso. Tentamos fazer a localização dos corpos e uma das vítimas gritou por socorro. De imediato, falamos que os bombeiros estavam no local. Ao ouvirmos a terceira vítima que estava viva ministramos o oxigênio porque ainda iria demorar algumas horas".

Após mais de 8 horas de trabalho, os bombeiros conseguiram retirar Francisco Chagas, que contou, após ser salvo, que conseguiu manter a calma e a boca fechada, respirando somente entre os dentes. "Isso foi o que facilitou para ele conseguir absorver o oxigênio necessário. Além disso, as duas vítimas que estavam sobre ele criaram uma barreira. Essas duas pessoas que morreram deram a vida para salvar a terceira pessoa".

Ainda conforme o sargento, nenhum dos três trabalhadores usava cinto de segurança ou algum tipo de amarração. "Foi uma negligência e foi constatado como acidente de trabalho e será apurado pelos órgãos competentes".

As causas do acidente serão investigadas pela polícia, assim como o uso dos equipamentos de segurança pelos trabalhadores da fazenda.