12 de junho de 2021
Campo Grande 25º 14º

Crimes

Arma usada por assassino de professor de informática era roubada

Foi apurado também que a espingarda calibre 28 que estava na posse de Daires Câmara, foi utilizada por seu irmão, Francimar Câmara Cardoso

Leia também

• Delegado pede prisão temporária de assassino de professor

• Advogado de assassino de professor disse que ele está arrependido e irá se entregar amanhã

• Arrependido, Francimar confessa assassinato de professor e diz ter atirado "sem querer"

A espingarda calibre 28, usada para matar o professor de informática Bruno Soares Santos, de 29 anos, no último dia 16 de março, foi comprada pelo irmão do autor do crime, Daires Câmara. A arma foi roubada em uma tentativa de latrocínio ocorrida em uma fazenda em Nova Alvorada do Sul, no dia 26 de janeiro deste ano.

Após dois meses de investigações, policiais civis da Derf (Delegacia Especializada em Repressão a Roubos e Furtos) identificaram os autores da tentativa de latrocínio um ex-funcionário da fazenda, Marcio Leão Cavalcante, 32 anos e seus comparsas Ivan Domingues da Silva, 38 anos, e outros dois adolescentes com idades entre 16 e 17 anos.

Na madrugada do crime, Márcio, Ivan e os dois adolescentes seguiram da cidade de Campo Grande em um veículo Corsa até a fazenda da vítima, local em que os adolescentes na posse de uma pistola e um revólver renderam o capataz da fazenda e o alvejaram com disparos de arma de fogo. Após renderem as outras vítimas que se encontravam na fazenda subtraíram duas armas de fogo do proprietário e um veículo do capataz, um Fiat Siena, trazido para Campo Grande e queimado no Bairro das Moreninhas.

A quadrilha pretendia roubar também uma caminhonete Hilux do proprietário da fazenda, mas ele não se encontrava no local. Ivan vendeu as armas de fogo para uma pessoa de nome Evandro Escobar, que por sua vez revendeu para Daires Câmara e André, respectivamente uma espingarda calibre 28 e um revólver calibre 22.

Foi apurado também que a espingarda calibre 28 que estava na posse de Daires Câmara, foi utilizada por seu irmão, Francimar Câmara Cardoso. Na ocasião o mesmo utilizou a arma para praticar um homicídio em uma escola de informática, localizada na Rua Maracaju, no centro da capital, no dia 16 de março deste ano.

A autoridade policial responsável pelas investigações representou pela prisão preventiva dos autores e pela internação dos adolescentes infrator, sendo todos os mandados cumpridos durante o fim de semana.

Os acusados Márcio Leão Cavalcante e Ivan Domingues da Silva, foram presos e encontram-se recolhidos em uma das celas provisórias da DERF, enquanto que os adolescentes infratores estão internados na Unei Dom Bosco.

 

PRF apreende 125 Kg de maconha em Caarapó (MS)
Polícia
há 43 minutos

PRF apreende 125 Kg de maconha em Caarapó (MS)

Com premiação de R$ 10,8 mil, Prêmio Inova UEMS está com inscrições abertas
Política
há 4 horas

Com premiação de R$ 10,8 mil, Prêmio Inova UEMS está com inscrições abertas

Áreas de convívio do novo Parque dos Poderes contarão com totem refrescante à academia
Política
há 4 horas

Áreas de convívio do novo Parque dos Poderes contarão com totem refrescante à academia

Doações para a campanha "Aqueça Uma Vida" podem ser realizadas até 18 de junho
Política
há 4 horas

Doações para a campanha "Aqueça Uma Vida" podem ser realizadas até 18 de junho

Semana mais esporte UFMS on-line tem inscrições até 13 de junho
ESPORTE
há 4 horas

Semana mais esporte UFMS on-line tem inscrições até 13 de junho

Tempo contribui para clima agradável com sol e friozinho no dia dos namorados
Política
há 5 horas

Tempo contribui para clima agradável com sol e friozinho no dia dos namorados