07 de maio de 2021
Campo Grande 19º 14º

HOMICÍDIO NA DIREÇÃO | AMAMBAI

Caminhoneiro mata Arnaldo atropelado e foge sem prestar socorro

José abandonou o caminhão do crime numa casa; atropelamento ocorreu ontem (2. maio) no interior de MS

A- A+

Arnaldo das Graças, de 54 anos, morreu atropelado por um caminhão às 18h50 de ontem (2. maio) na Avenida Pedro Manvailer, Vila Jardim Paulista, no município de Amambai, no interior de Mato Grosso do Sul. O suspeito do atropelamento é José Vilhalva de Souza, de 41 anos, que fugiu do local logo após notar que havia matado o ciclista.

Segundo o boletim de ocorrência, o ciclista seguia no mesmo sentido do caminhão GM/Chevrolet, quando foi atingido quando passava sobre a ponte do Rio Panduí.

A polícia foi ao local, onde constatou que Arnaldo havia vindo a óbito no momento em que foi atropelado. O caminhoneiro fugiu sem prestar socorro. Minutos depois o caminhão foi localizado abandonado na Rua José Garibaldi Pereira, na Vila Limeira.

De acordo com a ocorrência, os policiais foram ao local onde o caminhão foi deixado. Uma mulher identificada apenas como Angelina Matoso se apresentou no endereço e disse que o marido chegou em casa relatando que havia se envolvido num acidente e que fugiria do flagrante para apresentar-se à polícia posteriormente. 

Com isso, a polícia apreendeu o caminhão, mas o autor do atropelamento não foi localizado. 

A polícia disse a reportagem que apesar de terem divulgado o nome da vítima como sendo "Pedro Sabino da Graça", tal nome não bate como do documento entregue à delegacia. Porém, segundo a polícia, até mesmo os familiares divergiram sobre a real identodade da vítima.  

O corpo de Arnaldo foi liberado pela Polícia Civil para ser encaminhado para o Instituto Médico Legal.

O caso foi registrado como homicídio culposo na direção de veículo automotor e ainda, o caminhoneiro responderá por não ter prestado socorro. O caso será investigado na delegacia de Amambai.