13 de junho de 2021
Campo Grande 25º 11º

Chefe de quadrilha que roubou carros em CG é preso em Figueirão

O cativeiro das vítimas eram no bairro Jardim Noroeste, em um barraco

A- A+

A DEFURV (Delegacia Especializada de Furtos e Roubo de Veículos) apresentou hoje Anderson Claus Trevisan, 33 anos, acusado de praticar pelo menos três roubos de carros em Campo Grande. Segundo delegado Gustavo Ferraris, Anderson era o chefe da quadrilha, mas se apresentava para seus comparsas com nome de André ou Alemão.

O ladrão foi preso na última sexta-feira, em Figueirão, e a prisão contou com a ajuda de policiais civis de Camapuã. Anderson estava trabalhando em uma empresa de construção de meio fio.

A quadrilha tem em torno de oito integrantes e pelo menos cinco deles já estão presos. Cada um possuía uma função e a polícia chegou ao Anderson depois do primeiro roubo ocorrido em 29 de janeiro, onde foi levada uma Ford Ranger, e os integrantes fizeram um vídeo no momento em que estava a caminho do Paraguay, que foi divulgada amplamente pela mídia onde eles comemoravam o êxito na ação.

No dia 1º de fevereiro ocorreu a segunda ação da quadrilha, que roubou desta vez uma F 350, e alguns integrantes foram presos em flagrante, porém nesta ocasião Anderson participava dando instruções pelo telefone. No terceiro roubo, foi no dia 28 de fevereiro, de um Honda City, que capotou em Sidrolândia, mas Anderson conseguiu fugir. No terceiro furto a ação contou com a participação de adolescentes porque alguns participantes já estavam presos.

O cativeiro das vítimas eram no bairro Jardim Noroeste, em um barraco. e no terceiro furto a ação contou com a participação de adolescentes sendo que alguns integrantes ainda faltam ser presos, mas segundo o delegado o principal era o Anderson.

O fato que chamou a atenção do delegado Gustavo foi que Anderson engordou pelo menos 8kg do primeiro roubo para o terceiro, se descaracterizando, segundo ele, não propositalmente, pois no último roubo ele estava há nove dias sem dormir, pois estava sob efeitos do uso de pasta base e depois que parou de usar engordou.. O acusado disse ao delegado que trocava os carros por dinheiro e os veículos eram encomendados, mas um outro integrante da quadrilha disse que houve troca também por drogas.

Anderson está preso na DEFURV e algumas vítimas já fizeram o reconhecimento do ladrão.