13 de junho de 2021
Campo Grande 25º 11º

Insegurança

Comerciantes reclamam de furtos e roubos no Maria Aparecida Pedrossian

A- A+

Comerciantes do bairro Maria Aparecida Pedrossian, que fica região leste da cidade na saída para Três Lagoas, reclamam de muita insegurança no local. A presença de marginais tem incomodado que mora ali e prejudicado, principalmente, comerciantes que acabam sendo alvo de furtos e roubos.

O comerciante, Luiz Bezerra, que tem lanchonete há 17 anos na entrada do bairro, foi vítima de bandidos por várias vezes. Em julho do ano passado foi alvo de assaltante, que estavam armados com faca e revólver. Do local foi levado elevada quantia em dinheiro e o comerciante mesmo assim acabou sendo baleado na coxa esquerda e hoje, depois de três cirurgias, usa muletas para poder se movimentar. “Roubou e meu um tiro ainda. Falta segurança aqui no bairro. Não tem policiamento”, reclamou Bezerra.

Ele conta ainda que, a cada uma semana e meia, a lanchonete dele é arrombada. Precisou investir em segurança no local, reforçando portas, colocando mais cadeados, e até mesmo circuito de câmeras, que também está protegido por grade. “Foi um gasto de mais de dez mil reais”, conta o comerciante que ressaltou ainda não conseguir contratar funcionário que temem pela própria segurança.

O dono de um posto de combustível do bairro, que se identificou apenas como Ricardo, conta que já cansou de contar quantas vezes foi assaltado por homens que praticam o roubo usando moto, capacete e armados com revólver. “Pra mim, toda entrada de bairro deveria ter guarita de policiamento”, sugeriu Ricardo.

Comerciantes reclamam ainda da presença de usuários de drogas e que, muitos deles saem do Cetremi (Centro de Triagem e Encaminhamento do Migrante) que fica próximo ao bairro.