19 de abril de 2021
Campo Grande 31º 20º

Chilique

Dono de restaurante da "chilique", agride e expulsa funcionária

"Deixando as marcas de dedo na pele da moça"

Dono de um restaurante japonês na Capital, um homem de 32 anos, foi acusado nesta noite terça-feira (26), por agredir e caluniar uma de suas funcionárias, segundo informações do registro.  E após todo "estardalhaço", teria usado tom de voz auto com a trabalhadora, e  ainda teria jogado a moça de apenas 20 anos para fora de seu estabelecimento, arrastando-a pelos pulsos, deixando as marcas de dedo na pele da moça. 

Conforme o boletim de ocorrência, a vítima trabalha no restaurante há cerca de seis meses, localizado na Rua Cândido Mariano, no Centro.

 Na noite desta terça-feira, ela atendia algumas mesas quando foi chamada a atenção pelo chefe. Ele questionou o atendimento da vítima dizendo que descontaria o consumo de uma mesa do salário dela.

De acordo com funcionária, o homem falava em tom agressivo e foi questionado pela vítima. Ela disse para ele baixar o tom e afirmou não ser justo ele descontar o salário por algo que não foi causado por ela. 

A vítima foi orientada a procurar o Ministério do Trabalho e o caso foi registrado como vias de fato. Não foi especificado no registro o que teria causado a confusão no restaurante, mas momentos depois outra funcionária foi 'alvo' do proprietário. Ela foi acusada de furtar os restos de sushi do restaurante e levar para casa.

O proprietário do restaurante japonês deve ser ouvido pela polícia e os casos foram registrados na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro.