22 de abril de 2021
Campo Grande 29º 18º

INVESTIGAÇÃO | MT

Ex-empregada é presa suspeita de torturar e matar patrão após demissão

O idoso foi encontrado morto varanda de sua casa com as mãos amarradas para trás

A- A+

Eine Indiara, e Fernando Figueiredo Santana, de 23 anos, foram presos suspeitos de torturar e matar o comerciante José Pereira Netto, de 81 anos, na 6ª-feira (12.fev) em Tangará da Serra, município no interior do Mato Grosso. As informações são do G1 MT.  

O idoso foi encontrado morto varanda de sua casa com as mãos amarradas para trás, boca amordaçada e uma sacola na cabeça. O crime ocorreu um dia depois do aniversário da vítima. 

A Polícia Civil do estado vizinho, explicou que a mulher é ex-funcionária do idoso e teria sido demitida, após ter praticado furto contra o comércio da vítima. A revolta pela demissão, segundo a PC, pode ter motivado o crime. 

Eine Indiara, é ex-funcionária do idoso que foi torturado e morto em Tangará da Serra Eine Indiara, é ex-funcionária do idoso que foi torturado e morto em Tangará da Serra — Foto: Divulgação

A suspeita foi presa no domingo (14.fev) e ontem, 2ª-feira (15.fev). Ela trabalhou dois meses no comércio dele, entre novembro e dezembro de 2020.

No dia do crime a polícia tinha detido a suspeita, mas ela acabou liberada por falta de provas.

Imagens de câmeras de segurança mostram quando Fernando pulou a grade do local. Cerca de 50 minutos depois saiu tranquilamente.

O suspeito disse à polícia que a intenção era roubar o dinheiro que estaria no cofre encontrado aberto depois do crime. Os suspeitos teriam conseguido levar R$ 5 mil da vítima.

Eles estão presos e a polícia segue com as investigações para confirmar a participação de pelo menos mais uma pessoa no crime.

O delegado aguarda laudos para saber se o idoso morreu vítima das torturas que sofreu ou se foi assassinado.