24 de julho de 2021
Campo Grande 33º 17º

PROBLEMA COM ALCOOLISMO

Francisco é achado morto com sinais de espancamento após 'bate-boca' na casa do 'Marcão'

Marcos é conhecido por ser agressivo e se prevalecer sobre os amigos e vizinhos

A- A+

Francisco Hermes da Silva, de 48 anos, foi encontrado morto hoje (19.jul) na Rua da Saúde, no Bairro Chácara das Mansões, em Campo Grande. O amigo, Marcos de Oliveira Ximenes, de 45 anos, que bebia com Francisco na noite passada acabou preso, suspeito do crime. 

Segundo a Polícia, Francisco e suspeito estavam bebendo na casa de “Marcão”, quando, por motivos desconhecidos, passaram a discutir. Francisco tinha sinais de que foi espancado com socos até a morte.

Vizinhos acionaram a polícia ao ver o corpo ensanguentado na entrada do imóvel. A polícia estima que a morte de Francisco ocorreu na madrugada. Ele estava com hematomas na face e sangramento pelo nariz e boca.  

A família da vítima disse que ele costumava ir beber com pessoas na chácara onde ocorreu o crime. Francisco morava a poucas quadras do local.

Os familiares disseram que havia até mesmo uma trilha que ligava a casa de Francisco a do suspeito, isso porque ele fazia o trajeto com frequência. Parentes da vítima disseram que ele era tranquilo, o único defeito "era o problema com alcoolismo".  

A polícia ouviu 6 testemunhas além do comunicante e do suspeito. 

VERSÕES DO SUSPEITO

Marcos disse inicialmente que viu a vítima "cair de bêbada" às 10h da manhã de ontem, 18 de junho de 2021 no quintal. Então, Marcos disse que teria levado a vítima em seus braços até o sofá, aproximadamente uns 40 metros no interior do imóvel.

O suspeito disse também, que a vítima teria acordado logo após e falado que iria embora. "Porém teria caído na varanda, por onde ficou até a data de hoje, esse relato causou estranheza nos policiais", diz o registro de ocorrência.  

Confrontado, Marcos mudou a versão. Disse que o amigo bateu a cabeça na mureta e ele o arrastou até a varanda. Depois jogou água para tentar acordar a vítima, mas o homem não acordou, mas ainda respirava. Logo depois, o suspeito disse, que ao perceber o frio (de 5°C) e que o amigo estava molhado à noite, levou uma coberta e cobriu Francisco e que hoje pela manhã o homem ainda estava vivo. 

A polícia então ouviu outra testemunha. Um homem que bebia com os amigos ontem à noite. O homem, no entanto, disse que viu Marcos espancando o amigo com socos. A polícia também ouviu os parentes do suspeito que contaram que Marcos é conhecido por ser agressivo e se prevalecer sobre os amigos e vizinho. O homem foi preso em flagrante.  

O caso foi registrado na Delegacia de Pronto Atendimento do Cepol – (Depac) como lesão corporal seguida de morte.