04 de maro de 2021
Campo Grande 32º 22º

Clube Coliseu

Homem confessa homicídio no Parati e diz que matou "amigo", pois estava sob ameaça

Policiais da 5ª Delegacia de Polícia Civil de Campo Grande prenderam na noite desta terça-feira (16) um dos suspeitos do assassinato de um homem no Clube Coliseu, no Jardim Parati.

O homicídio aconteceu no dia 9 deste mês na Rua da Divisão, em frente ao clube. Na época, conforme informações da Polícia, dois homens em uma moto chegaram ao local, renderam segurança e se dirigiram diretamente para vítima.

Ao todo, conforme polícia, foram feitos pelo menos 30 disparos, e o jovem não resistiu e morreu na hora.

Anderson Delgado Martins, 20 anos, se apresentou no início da noite desta terça-feira (16) na delegacia acompanhado de seu advogado. Durante todo o dia, policiais fizeram buscas por ele e conseguiram encontrar cunhado do suspeito, que confirmou que a pistola niquela, mesma usada no crime, pertencia a Douglas. Porém, a arma não foi encontrada naquele momento.

No início da noite, Anderson chegou à delegacia junto com advogado e entregou a arma. A polícia ainda procura pelo segundo homem que estava na moto.

Motivação do crime:

Conforme MS Notícias apurou, Anderson contou aos policiais que, em 2013, Rico Ericson, morto no dia 9 deste mês, tentou matá-lo no bairro Estrela Dalva. Ele inclusive mostrou marcas de tiros nas costas. Anderson disse que ele e Rico eram amigos e que vítima havia emprestado uma arma para ele, que seria usada em uma roubo, porém, depois de ser abordado pela polícia, Douglas entregou a arma e Rico, então, passou a cobrá-lo da dívida.

Por conta da dívida, Rico, segundo Douglas, tentou matá-lo, em 2013. No dia 25 deste mês, aconteceria audiência sobre caso e Rico, estava ameaçando Douglas e esposa dele de matá-los em frente ao Fórum caso Douglas contasse na audiência que Rico havia tentado matá-lo. Anderson então contou que comprou uma pistola e começou a andar armado. Quando soube que Rico estava no Clube Coliseu, foi até o local e cometeu crime.