23 de abril de 2021
Campo Grande 31º 19º

Terenos

Homem é condenado a 14 anos de prisão por matar ex-mulher

A- A+

A Justiça condenou Samuel Nascimento Molina a 14 anos de prisão, em regime fechado, pelo assassinato de Estefinin da Silva Souza. O crime foi caracterizado pelo motivo torpe e por meio cruel e também agravado por ter sido cometido violência doméstica e familiar contra a mulher. O júri foi conduzido pelo Protomor de Justiça em substituição legal, George Zarour Cezar, da Comarca de Terenos (MS).

De acordo com a denúncia do Ministério Público do Estado de Mato Grosso do Sul, à época oferecida feita pelo Promotor de Justiça Pedro de Oliveira Magalhães, no dia 30 de março de 2014, no horário compreendido entre 02h e 07h, Samuel do Nascimento Molina utilizando-se de recurso que dificultou a defesa da vítima e por motivo torpe, de posse de uma arma branca (faca de cozinha), desferiu diversos golpes contra Estefinin da Silva Souza, causando-lhe lesões que a levaram a óbito.

Ainda de acordo com os autos, o acusado conviveu em união estável com a vítima por cerca de oito anos, sendo que desse relacionamento tiveram uma filha, de três anos de idade.

O Tribunal do Júri da Comarca de Terenos julgou procedente a denúncia do Ministério Público Estadual e o Juiz de Direito Valter Tadeu Carvalho fixou a pena-base em 12 anos de reclusão. Na segunda fase, há atenuante da confissão, bem como pelos agravantes do motivo torpe e por caracterizar-se como violência doméstica e familiar contra a mulher, condenou o acusado em 14 anos de prisão em regime inicial fechado.