19 de setembro de 2021
Campo Grande 38º 25º

FRONTEIRA

Identificados os dois executados em Ponta Porã; um havia saído da cadeia há poucas horas

Um terceiro homem também identificado estava no imóvel alvo de atiradores na fronteira

A- A+

Rubens Diego Lopes Ojeda, de 33 anos, e Washington Sousa dos Santos, de 41 anos, são as duas vítimas fatais de atiradores que invadiram uma casa nesta 4ª-feira (24.mar) na Rua Uruguaiana, no Jardim América em Ponta Porã, município no interior de Mato Grosso do Sul.

Ojeda havia deixado a cadeia poucas horas antes de ser alvejado e morto em frente à residência. Ele foi atingido na região das costas, pernas e braços. O MS Notícias teve acesso ao documento de soltura de Ojeda, que dava à ele regras para obter o alvará. Veja abaixo: 

Washington, natural de Caxias (MA), foi atingido por vários tiros e também morreu, mas na sala, no interior do imóvel, na Rua Uruguaiana. Ele tinha ferimento na região direita do torax. 

De acordo com o delegado de Polícia Civil de plantão, Patrick Linares da Costa, um terceiro homem também foi atingido, trata-se de Luiz Ruiz Rodrigues, de 41 anos, que foi socorrido com vida ao Hospital Regional. Ele é natural de Presidente Epitácio (interior de SP), conforme seu documento de identidade.

Ruiz teve ferimentos por tiro nas costas e no pé direito. Conforme a polícia, Ruiz também tinha contra ele um mandado de prisão em aberto.  

De acordo com Ruiz, 3 atiradores chegaram em um veículo Fiat Uno de cor cinza e entraram na casa. Um deles armado falou em guarani e na sequência iniciou os disparos.  

Foram apreendidas aproximadamente 15 cápsulas de munição calibre 9mm no local.

O caso foi registrado como homicídio simples e homicídio na forma tentada na delegacia de polícia de Ponta Porã.