13 de agosto de 2022
Campo Grande 30º 15º

TRAGÉDIA | INTERIOR

Irmãos morrem em poço após operação frustrada de Bombeiros em MS

Ao tentar resgate sem equipamento adequado, um sargento dos Bombeiros precisou ser resgatado

A- A+

Jonas Marques Monteiro e Lucas Marques Monteiro, irmãos de 28 e 30 anos, respectivamente, morreram na tarde da quinta-feira (28.abr.22) dentro de um poço no Jardim Independência, em Anastácio (MS). Familiares denunciaram que a operação de resgate feita pelo Corpo de Bombeiros do municípios foi precária, que apesar de chegar rápido, a equipe não tinha equipamentos adequados e que até mesmo, um dos sargentos precisou ser resgatado, após entrar no poço. (Entenda abaixo).  

A dinâmica da morte dos irmãos não foi informada pela polícia oficialmente. Apesar de ter sido registrado um boletim de ocorrência sobre o caso, o extrato está sob sigilo, conforme apurado pelo MS Notícias. 

Tudo o que se sabe sobre o caso foi divulgado por um veículo de comunicação do município. 

O site O Pantaneiro, que entrevistou Keteryn Ferreira de Souza, de 28 anos, esposa de Lucas. A jovem narrou que os irmãos estavam usando uma bomba para regar uma horta. Ainda não foi esclarecido como, mas a "bomba teria caído no fundo do poço". Para recuperar o objeto, os irmãos teriam contratado uma motobomba para tentar esvaziar o poço.

"Quando a motobomba ligou, começou a soltar uma fumaça. Meu cunhado perdeu a consciência e caiu dentro do poço. Para tentar salvar o irmão, meu marido pegou uma corda e pulou", contou viúva de Lucas, ao site o Pantaneiro. Segundo a jovem, isso ocorreu por volta das 15h30.

Ainda de acordo com o site, o poço teria 30 metros de profundidade. A principal função de uma motobomba (equipamento que muitas vezes também é chamado de bomba d'água) é mover água de um lugar para outro. 

Irmãos morreram ao cair em poço no Jardim Independência, em Anastácio-MS. Foto: O Pantaneiro Irmãos morreram ao cair em poço no Jardim Independência, em Anastácio-MS. Foto: O Pantaneiro 

Keteryn seguiu explicando que após um dos rapazes afundar no poço, o outros desceu e perdeu a consciência ainda sobre a plataforma. Com isso, um tio das vítimas acionou o Corpo de Bombeiros e rapidamente, as equipes de resgate chegaram ao local. "Eles chegaram rápido, mas não tinham preparo nenhum. Não fizeram nada, não jogaram uma corda, uma boia. Foi revoltante, uma negligência. Queremos justiça!", manifestou Keteryn. 

Bombeiros entraram à noite na tentativa de resgate. Foto: O PantaneiroBombeiros entraram à noite na tentativa de resgate. Foto: O Pantaneiro

Segundo a jovem, o marido ficou cerca de 45 minutos dentro do poço, segurando o irmão. "Foi uma agonia ver dois meninos tão jovens perdendo a vida", narrou Keteryn, ao O Pantaneiro. 

Não está claro qual foi a causa da morte. O site disse que o corpo de Lucas foi encontrado na plataforma em que estava o motor da bomba. O corpo de Jonas estava submerso em uma profundidade de aproximadamente 8 metros na água, sutentou o site.  

O MS Notícias tentou falar com o delegado titular no município, Gabriel Salles, no entanto, um atendente na delegacia disse que no momento o delegado não estava e confirmou que o boletim de ocorrência estaria sob sigilo.  

O Pantaneiro disse que a polícia suspeita que os irmãos tenham desmaiado após inalarem grande quantidade dos gases expelidos pelo motor com a queima de óleo diesel, utilizado como combustível para a bomba d'água. O motor fica instalado no fundo do poço, o que, em tese, aumentaria as chances de concentração dos gases.

Conforme o site, a polícia descartou a hipótese de afogamento. Vários militares foram mobilizados na operação de resgate dos corpos, que só foram retirados no começo da noite de ontem.  

Familiares usaram as redes sociais para lamentar a precariedade dos equipamentos da equipe de resgate. Diante da ausência de equipamentos adequados para a operação, o Sargento Bombeiro Fábio dos Santos Figueiredo, de 38 anos, acabou descendo desprevinido dentro do poço e chegou a ficar inconsciente ao inalar a fumaça e também precisou de resgate.  

Conforme relatou O Pantaneiro, o sargento foi resgatado tendo ficado em uma Unidade de Tratamento Intensivo (UTI). O sargento permanece sob os cuidados médicos necessários e aguarda liberação.

Para conseguir retirar os corpos dos irmãos foi necessário o uso de cilindro de oxigênio e mergulhadores. 

Lucas deixou um filho de 1 ano e 3 meses.  Jonas, deixou três crianças.

SEPUTAMENTO 

O velório de Lucas e Jonas foi relaizado a partir das 12h desta sexta-feira (29.abr.22) na Pax Vida, localizada em frente do Hospital Municipal de Anastácio.