10 de abril de 2021
Campo Grande 35º 20º

Jardim Petrópolis

Jovem envolvido em prisão de PMs é apreendido na Capital

O adolescente de 15 anos, envolvido em acusação contra policiais que resultou na prisão de três PMs, foi apreendido na noite desta quinta-feira (11) no Jardim Petrópolis, em Campo Grande. Outro adolescente também foi apreendido junto com o rapaz.

A Polícia Militar conseguiu localizar os adolescentes após denúncia de roubo no bairro. Conforme o denunciante, sua filha foi ameaçada por um dos adolescentes que apontou um revólver calibre 38 niquelado.

Aos policiais, o pai da jovem contou que após sua filha ter sido ameaçada por um deles, ele foi tomar satisfação com os dois. Foi quando o pai da moça foi empurrado e o menor lhe apontou uma arma e disse “vamos acertar as conta”.

Os adolescentes foram encontrados pela polícia em um campo de futebol. Um dos jovens fugiu, mas foi apreendido logo em seguida pela PM. Com eles foram encontrados uma porção de maconha. Já a arma usada não foi encontrada.

O rapaz envolvido na confusão dos PMs em janeiro, responderá como menor infrator por parte de drogas para consumo, ameaça e desobediência. Já o outro adolescente irá responder por parte ilegal de arma (conforme o depoimento da vítima na ocorrência, que afirmou que ele estava armado), tráfico de drogas e ameaça.

O caso foi registrado na Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) Centro. Segundo a Depac os adolescentes foram encaminhados para a Delegacia Especializada de Atendimento à Infância e Juventude (Deaij). Mas por telefone o MS Notícias foi informado pela Deaij que os adolescentes foram liberados.

Caso 

Foi feito denuncia de que três policiais militares lotados no 1º Batalhão da Polícia Militar teriam agredido um menor no dia 19 de janeiro deste ano, os policiais foram presos em flagrante.

Segundo informações, policiais faziam ronda em uma viatura quando abordou dois jovens em atitudes suspeita em uma moto, um deles desceu da moto, esse é o menor que teria sofrido a lesão corporal, e o outro fugiu.

A motocicleta foi perseguida, sem sucesso policiais voltaram e abordaram o adolescente, eles queriam que o mesmo os levassem até a residência do fugitivo. De acordo com a denúncia os policiais teriam levado o menor par um local deserto onde ele teria sofrido as agressões para entregar o paradeiro do comparsa.

O menor então teria dado o endereço da própria casa para os policias, uma residência no Jardim Imá. Segundo informações o pai do jovem Silvio Garcia, assim que não avistou mais a viatura ligou no 190 fazendo a denúncia de que seu filho havia sido agredido pelos policiais. Então a Corregedoria da PMMS foi acionada, os policiais negaram a ação, mas acabaram presos.