24 de setembro de 2021
Campo Grande 36º 21º

TRAGÉDIA | INTERIOR

Matheus é preso por atropelar e matar menino, mas nega fuga: "Eu sou sujeito homem"

Otávio, de 13 anos, soltava pipa quando foi atingido; suspeito disse que 'bebeu três garrafinhas' que custaram a vida do adolescente

A- A+

O motorista Matheus dos Santos Souza, de 22 anos, que era procurado desde ontem (25.jul) quando atropelou e matou Otávio Camargo Cano de Andrade, de 13 anos, foi preso hoje (26.jul) no residencial Estrela Porã, em Dourados (MS).

Ao site Ligado Na Notícia, Matheus confessou que ingeriu bebida alcoólica, mas disse que foram apenas três garrafinhas, que tentou desviar da vítima, porém não conseguiu e atropelou.

Conhecido pelo apelido de “Cabeça Quadrada”, o jovem foi levado à Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac). Apesar de confessar o crime, negou que tenha fugido para não prestar socorro. "Eu sou sujeito homem, encostei o carro, não fugi, mas a população já veio e começou a querer me agredir. Aí eu saí, não ia ficar lá para morrer”, afirmou ao jornalista Sidnei Bronka. 

MORTE – Mostramos ontem que o adolescente Otávio soltava pipa em frente a casa do suspeito quando foi atingido, mesmo estando sobre a calçada. O motorista, a Depac, também negou estar em alta velocidade. “A rua é movimentada, acha que eu ia andar igual um doido?”, rebateu.

Apesar disso, testemunhas afirmam que Matheus estava em alta velocidade. Os sites que cobriram o caso dizem que havia um sinal de frenagem de 70 metros na Pedro Gomes de Souza, onde o menino foi atingido e morreu.

REVOLTA – Matheus disse que fugiu principalmente porque as pessoas, revoltadas com a morte da criança, passaram a ameaçar de linchá-lo. Ele também disse que plantaram a Honda Biz roubada em sua casa para prejudicá-lo.  “Colocaram lá para me ferrar mais ainda, não preciso disso, eu trabalho”, afirmou. 

Matheus tem antecedentes criminais por receptação e está sendo acusado de tentativa de homicídio. “Não fiz porque eu quis, da minha parte eu peço perdão, peço desculpas”. Matheus ainda negou que tenha ameaçado a mulher de morte. “Isso é mentira, a gente briga, mas casal que não briga não é casal”, comentou.