16 de maio de 2022
Campo Grande 21º 13º

TRAGÉDIA | INTERNACIONAL

Michael mata a filha de 8 anos na frente dos irmãos; 24h antes do aniversário

Ensinava a garota como usar uma arma de fogo em segurança

A- A+

Michael Anthony Huddleston, de 47 anos, foi preso no sábado (22.jan.22) em Wisconsin (Estado americano) depois de admitir que matou a própria filha Tiana Huddleston, de 8 anos, em 15 de janeiro quando a ensinava a usar a arma.  

Segundo os registros online, Michael também foi acusado de porte de arma de fogo. 

A criança foi baleada no peito por volta das 14h25 dentro da casa de sua família. Vários de seus irmãos estavam presentes durante o tiroteio.

"O suspeito estava manuseando uma arma de fogo que disparou", explicou o comunicado. "O tiroteio posteriormente atingiu uma menina de 8 anos. A vítima chegou a um hospital local, onde morreu devido aos ferimentos."

A Associated Press e o WITI obtiveram uma cópia da queixa criminal contra Huddleston e relatam que ele disse aos detetives que disparou sua arma 'sem querer' enquanto tentava ensinar seus filhos sobre segurança de armas.

O próprio Huddleston levou sua filha ferida ao hospital, de acordo com o WITI.

Funcionários do hospital notificaram a polícia sobre o tiroteio, e os policiais que responderam ao hospital falaram com Huddleston, que teria descrito o incidente como um "erro".

A AP e o WITI relatam que Huddleston explicou que acreditava que a segurança da arma estava ligada e que ela estava descarregada, de acordo com a denúncia.

Huddleston teria dito aos investigadores que acidentalmente puxou o gatilho enquanto "se exibia" para um grupo de crianças, incluindo sua filha.

A queixa alega que Huddleston disse que "não deveria ter tentado fazer nada extra na frente das crianças" e "eu fiz isso ... eu não tentei, grande erro", por WITI.

Quando ele soube da morte de sua filha, Huddleston supostamente disse: "Eu não posso acreditar que isso [palavrão] aconteceu... Eu matei minha própria filha [palavrão]".

De acordo com a denúncia, Huddleston teria dito à polícia que estava bebendo tequila antes do acidente fatal.

LaToya Singleton, tia de Tiana, falou com WITI e disse que a arma deveria estar voltada para Huddleston.

"Você tirou uma luz deste mundo", disse Singleton à estação. "Estamos escuros, estamos escuros."

Uma campanha GoFundMe foi criada online para ajudar com os custos do enterro de Tiana. Até esta segunda-feira (24.jan.22) $7.530 USD (R$ 41.454,16) foram arrecadados.

A campanha foi criada pela tia LaToya. Ela narra no anúncio da campanha: 

"Olá meu nome é LaToya Singleton. Eu sou a tia de Tiana Huddleston. Em 15 de janeiro de 2022, minha sobrinha Tiana foi baleada e morta por seu pai, enquanto estava no conforto de sua própria casa. Na época dessa tragédia, os outros 6 irmãos de Tiana também estavam presentes na casa. Minha irmã Marquita Traylor estava no Hospital Infantil no momento em que Tiana foi baleada, pegando remédios para um de seus outros filhos. Nossa família precisa desesperadamente do custo do funeral, comida e quaisquer outros itens que possam ser doados. Nossa família tem trabalhado sem parar para planejar o funeral de Tiana, em vez de planejar sua festa de aniversário. Tiana completaria 9 anos em 16 de fevereiro de 2022. Nossa família está devastada e sobrecarregada neste momento. Agradecemos imensamente qualquer ajuda que possa ser fornecida. O dinheiro iria para as despesas do funeral de Tiana, roupas para seus irmãos, comida e um lugar para a família se reunir após seus serviços. Agradeço antecipadamente", diz a campanha.