13 de junho de 2021
Campo Grande 25º 11º

Noite de sábado de Carnaval é violenta com três mortes na Capital

A- A+

Enquanto a maioria da população brincava no Carnaval ontem, bandidos tornaram o sábado violento em Campo Grande. Foram registradas três mortes, por volta das 21h, duas no bairro Estrela D'Alva II e uma no São Francisco.

No Estrela D’Alva 2, Eloisa Chaves, 44 anos, e Renner Oliveira Amaro, 22 anos, foram mortos com vários tiros. A PC (Polícia Civil) e o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foram acionados, mas quando chegaram ao local as vítimas já estavam mortas. Renner foi atingido por cinco tiros, e Eloisa por seis.

Conforme a PC, Renner teria ido com amigo conhecido como Negão na Rua Águia Real, onde mora o suspeito do crime, identificado como Thiago. Renner e Negão teriam disparado tiros contra a mãe e a namorada de Thiago. Renner acabou baleado.

Segundo BO, Tjais e Aguida parentes de Thiago também foram baleadas, provavelmente, por Renner, que estaria portando um revólver calibre 38. As vítimas foram socorridas e levadas para Santa Casa de Campo Grande. Aguida está estado grave, após levar um tiro no tórax e um na perna, e Thais, foi atingida por um disparo na perna.

Thiago teria revidado os disparos contra Renner e segundo testemunhas, se dirigiu até a casa de Negão, amigo de Renner. No local, Thiago disparou tiros contra mulher d Negão, Eloisa, que morreu na hora.

Testemunhas relataram a polícia, que havia uma rixa antiga entre os amigos de Renner e os de Thiago. Conforme depoimento de Negão, quem teria feito os disparos contra a família de Thiago foi a vítima que morreu. 

Os casos foram registrados em boletins de ocorrência de homicídio doloso e tentativa de homicídio na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro.

Já o outro assassinato ocorreu no bairro São Francisco, por volta das 21h50 de ontem. Artur Alves Ferreira, 54 anos, foi atingido por disparos feitos por um homem que estava em um Fiat Palio.

A Pm (Polícia Militar) foi acionada para atender a uma ocorrência de briga na Rua Teodomiro Serra, e encontraram duas motocicletas tentando sair do local e os pilotos foram abordados e disseram à polícia que um homem havia sido baleado no local próximo ali. 

Os policiais foram até o local e a mulher da vítima confirmou que os suspeitos estavam em um veículo Fiat Pálio. Ela contou que o filho dela havia levado Artur para Santa Casa. Artur não resistiu aos ferimentos e morreu.