06 de dezembro de 2021
Campo Grande 34º 24º

SEM DISTINÇÃO

Operação desta manhã mira casas de apoio a facções criminosas em MS

Atendiam facções rivais prestando o mesmo serviço

A- A+

Cerca de 30 Policiais Federais e 15 Agentes Federais de Execução Penal cumprem mandados de busca e apreensão nesta manhã de quarta-feira (26) em Campo Grande. Intitulada Operação KRIMOJ (tradução de crime em Esperanto), foi deflagrada hoje e mira desarticular rede de casas de apoio a facção criminosa do Primeiro Comando Capital (PCC).  

Segundo a PF, as ordens foram expedidas pela 3ª Vara Federal de Campo Grande. A Operação tem registros de início investigativo desde a descoberta de bilhetes com ameças de morte a servidores públicos federais, que teriam vindo de membros da facção, estas foram interceptadas em fevereiro deste ano na Penitenciária Federal da Capital.  

De acordo com as investigações, uma rede de casas de apoio a integrantes de facções criminosas estariam instaladas na Capital, onde, suspeita-se que há informações sobre o modelo de atuação do grupo em MS. 

As casas de apoio, não só trabalhavam com PCC, mas também com outras facções como a Família do Norte e Comando Vermelho.  

Uma espécie de contrato com essas casas era firmado e pago pelas facções, que com dinheiro ilícito mantinham com pagamentos de alugueis, compra de mais imóveis, passagem aéreas para os ocupantes de outros Estados, que estariam vindo a Mato Grosso do Sul a "negócios".