08 de dezembro de 2021
Campo Grande 32º 22º

TRÁFICO | INTERIOR

Paranaenses e pernambucano são presos em MS com 7 toneladas de maconha no feno

Quatro foram presos e um conseguiu fugir a bordo de um Gol

A- A+

O caminhoneiro paranaense, Wayne Jhon de Sousa Oliveira, de 28 anos, foi preso às 5h desta quarta (27.out.21) na Estrada Municipal Beltran Garcia, área rural de Bela Vista (MS). Ele conduzia um caminhão carregado de feno que tinha como “recheio” 7 toneladas de maconha.

Segundo apurado pelo MS Notícias, Wayne não estava sozinho na empreitada, tinha como passageiro o pernambucano Rafael Sabino Silva Romão, de 34 anos. Que disse desconhecer a existência de droga no caminhão. A polícia disse que o pernambucano tinha no tênis quase R$ 4 mil em cédulas de “cem”.

Antes de pegar os dois, os policiais da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul e da Polícia Rodoviária Federal (PRF), também apreenderam outros dois veículos que faziam o serviço de batedores. Nessa frente estava o sul-mato-grossense Laercio Rodrigues da Silva, de 49 anos, conduzindo um carro de passeio. 

O também paranaense, Paulo José de Oliveira Alves, de 48 anos, foi acusado de ser batedor. Ele abandonou uma caminhonete Dodge-ram na estrada e embrenhou correndo na mata, mas foi capturado.

Um quinto suspeito, a bordo de um VW Gol na cor vermelha, ao ver os policiais, conseguiu converter e fugir em alta velocidade. A polícia ainda procura o indivíduo.

Os acusados negam ligação com o condutor do caminhão, mas a polícia disse que dentro dos carros apreendidos ao pátio da polícia de Bela Vista, haviam radioamadores, todos sintonizados na mesma frequência com o equipamento do caminhão. 

O caso foi registrado na Delegacia de Polícia Civil de Bela Vista como tráfico de drogas e tráfico de drogas, relacionado a associarem-se duas ou mais pessoas para o fim de praticar, reiteradamente ou não, qualquer dos crimes previstos nos artigos 33, caput e § 1, e 34 desta Lei.

A prisão foi uma ação conjunta da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a Polícia Militar de Mato Grosso do Sul (PMMS). A estrada liga a BR-267 com a Rodovia Estadual MS-384.

Segundo a PRF, o caminhoneiro mentiu que foi pago para levar a droga até Bonito (MS), mas o destino final seria Minas Gerais.