19 de junho de 2021
Campo Grande 27º 14º

PC de Dourados tem déficit de delegados e investigadores

Dos 270 investigadores, lotados no Estado no final do ano passado, nenhum foi designado para Dourados.

A- A+

O município de Dourados está atualmente com um déficit de sete delegados e 25 investigadores da Polícia Civil. Nos últimos quatro meses aconteceu a baixa que está atrasando a conclusão de inquéritos, a solução de crimes e sobrecarregando os profissionais.

De acordo com o Dourados News, o município deveria contar com 20 delegados aproximadamente, e hoje possui apenas dez, que são responsáveis por atender a população de mais de 200 mil habitantes. O Coised (Conselho Institucional de Segurança de Dourados), alerta para a necessidade de recomposição emergencial desses quadros como forma de garantir a condução adequada dos trabalhos da Polícia Civil.

Conforme o Conselho, de 270 investigadores, lotados no Estado no final do ano passado, nenhum foi designado para Dourados. Enquanto nove chegaram no município via remoção, 10 saíram devido a transferências e aposentadorias.

A finalidade dos investigadores é para ampliar o número de plantonistas da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) de Dourados, e de equipes de investigações, incluindo o SIG (Serviço de Investigações Gerais) e o Núcleo de Inteligência, que estão com seus quadros comprometidos e distantes do que deveria ser o ideal.

A carência de delegados que deveriam ficar exclusivos para a Depac também é um problema. Isto faz com que profissionais lotados no 1º e 2º Distritos Policiais, acabem tendo que se dividir para cumprir o plantão também neste outro serviço, o que dentre outros transtornos atrasam o andamento de suas funções nas delegacias de origem.

De acordo com o Coised, se Dourados tivesse entre 18 e 20 delegados, seria possível manter equipe específica no Depac, o que garantiria que os delegados permanecessem nas delegacias que estão lotados, facilitando a conclusão de trabalhos importantes. “O que acontece é que de dia o delegado tem uma função e a noite assume outra”, constata relatório do Coised.

Desvantagem: O Conselho compara Dourados com a cidade de Três Lagoas em efetivo policial. Dourados tem o dobro da população de Três Lagoas, e conta com 13 delegados.

O setor de Perícia também precisa de reforços. O déficit é de quatro peritos criminais e quatro peritos papiloscopistas, já que atualmente estão lotados em Dourados 12 profissionais para atender 450 mil habitantes, enquanto que Três Lagoas, há oito peritos lotados para atender pouco mais de 100 mil.