21 de abril de 2021
Campo Grande 32º 18º

PMA prepara ação especial para fiscalizar rios do Estado no período da piracema

A- A+

O período reprodutivo de peixes, conhecido como piracema,  inicia esta semana nos rios que cortam Mato Grosso do Sul. O período se estenderá até o dia 28 de fevereiro do ano que vem. A operação  pré-piracema  feita pela Polícia Militar Ambiental vai até o dia 5 deste mês.

Segundo a PMA, a ação além de evitar a pesca predatória, também impede que as pessoas permaneçam nos rios depois de 00h00 do dia 5. A partir daí, a estratégia de fiscalização mantida durante a operação pré-piracema, ocorrida durante todo o mês de outubro, com fiscalização intensificada desde setembro, será alterada, visto que não mais haverá pescadores nos rios, a não ser àqueles que poderão praticar algumas modalidades de pesca.

O esquema especial de fiscalização será mantido, como nos anos anteriores, contando com todo o efetivo da PMA, que é de 338 policiais, lotados em 25 Subunidades em 18 municípios. O esquema especial iniciou com a manutenção dos policiais que estão desde o dia 1º de outubro trabalhando na operação pré-piracema, até o dia 5 de novembro, no intuído de dissuadir a possível intenção de algum pescador a continuar pescando depois do período fechado.

De acordo com a  PMA, será priorizada montagem de postos avançados, fixos, nas principais cachoeiras e corredeiras nos rios do Estado e da União, perfazendo um total de 10 postos, no intuito de monitorar os cardumes. Esses locais são pontos cruciais para a fiscalização, pois, quando os cardumes ali chegam, precisam que a água atinja uma vazão que lhes permita continuar a subida e, consequentemente, ficam muito vulneráveis, tornado-se presas fáceis para pescadores inescrupulosos, que retirariam facilmente grandes quantidades de peixes, fazendo uso de petrechos proibidos de malha (redes e tarrafas).