19 de junho de 2021
Campo Grande 27º 14º

Polícia Federal deflagra operação para combater sonegação fiscal no Estado e no Paraná

A- A+

A Operação Labirinto de Creta, deflagrada hoje pela Receita Federal e Polícia Federal tem como objetivo desmantelar uma quadrilha suspeita de fraudar o Fisco em Mato Grosso do Sul e no Paraná. Os prejuízos causados aos cofres públicos podem chegar a R$ 200 milhões. Estão sendo cumpridos 17 mandos de busca e apreensão nas residências de investigados e em empresas supostamente envolvidas no esquema. As ações ocorrem simultaneamente em Nioque, Terenos e Campo Grande, e nas cidades de Maringá, Paiçandu e Tapejara, no Paraná. Os órgãos envolvidos apuram indícios de crimes como sonegação fiscal, formação de quadrilha, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro. Participam da operação 80 policiais federais e 45 servidores da receita. Segundo nota divulgada pela PF, as investigações tiveram início há cerca de um ano e meio, quando a Receita Federal detectou indícios de que sócios de frigoríficos geridos pela mesma família, possuíam débitos fiscais elevados diante do alto valor de lucro das empresas e por outro lado não declaravam posse de bens capazes de quitar as dívidas tributárias. Heloísa Lazarini