12 de junho de 2021
Campo Grande 25º 14º

Polícia intercepta ligação em que PCC articula ataque a policiais para vingar morte de preso

A- A+

A Polícia Civil de Campo Grande enviaram ofício à Polícia Federal, na última sexta-feira, com alerta de que integrantes da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital) estariam planejando a morte de policiais para vingar a morte de Leonardo Machado da Cruz, 19 anos, que faleceu na semana passada depois de se sentir mal em uma cela da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do bairro Piratininga até o Hospital Regional da Capital.

No documento, os policiais informam que interceptaram conversas telefônicas, no dia 7 de maio, em que membro do PCC orientou um outro membro para que ele conversasse com um terceiro parceiro e o avisasse que estava tudo certo para que ele pegasse "um cavalo, duas pistolas e, em retaliação à morte de Leonardo, procurasse matar dois policiais".

No registro policial constou que o preso tinha histórico abusivo de álcool e entorpecentes, que poderiam ter causado o óbito. Porém, o PCC alega que Leonardo teria sido obrigado por policiais a ingerir drogas, por isso, a ordem de vingança.

Não foi especificado no ofício se a ordem do PCC se refere a policiais militares, civis ou federais.