01 de julho de 2022
Campo Grande 30º 19º

CAARAPÓ (MS)

Reviravolta: grávida, Angel foi assassinada pelo próprio irmão

Disse que achava que a arma de fogo estava sem munição 

A- A+

Angel Luama Pinto de Oliveira, de 28 anos, estava grávida de 5 meses, quando seu irmão, Alisson Luan Pinto Silveira, de 27 anos, a matou com um tiro na cabeça na madrugada da segunda-feira (23.mai.22), na Rua Minas Gerais, esquina com a Travessa Noroeste, em Caarapó (MS). Inicialmente, o irmão mentiu que indivíduos em uma motocicleta haviam interceptado eles e haviam atirado contra Alisson, mas acertaram Angel.

Porém, às 15h desta quarta-feira (25.mai.22), Alisson acabou preso ao confessar o assassinato da própria irmã e de seu sobrinho, que ela carregava no ventre.

A polícia descobriu que instantes antes do crime, a vítima e seu irmão estavam em um estabelecimento comercial ingerindo bebidas alcoólicas, sendo que por volta das 00h do dia 23, a dupla saiu do local caminhando e, durante o trajeto, após uma discussão, o suspeito sacou um revólver e efetuou o disparo na cabeça de sua irmã.  

Após o assassinato, o Alisson se evadiu do local antes da chegada da equipe socorrista e da polícia militar. Angel chegou a ser socorrida ao hospital São Mateus, mas não resistiu aos ferimentos.

Fora de situação flagrancial, Alisson se apresentou na Delegacia de Polícia, onde ainda tentou atribuir autoria do crime a um terceiro desconhecido, mas acabou confessando. O irmão, no entanto, disse que achava que a arma estava sem munição.  

Conforme os investigadores, um revólver calibre .38, marca Taurus, número QH 549273, o qual estava municiado com uma cápsula deflagrada foi apreendido.  

Alisson foi preso preventivamente, numa medida deferida pela justiça.

HÁ 7 ANOS 

Em 20 de dezembro de 2015, Alisson foi alvejado por dois disparos numa chácara em Coronel Sapucaia. Na época, a mãe dele morava com o padrasto e Alisson tinha 20 anos. O padrasto foi o autor dos disparos. Alisson foi resgatado após 4h de espera por uma equipe de resgate.