18 de abril de 2021
Campo Grande 30º 19º

Agressão

Taxista é sequestrado e tem objetos trocados por drogas na Capital

Dirigindo a noite toda, suando e trabalhando no calor de 35º e ainda exposto a crimes, assim é a vida do taxista de 46 anos que foi sequestrado, durante emboscada por volta das 19h da noite deste domingo (23), em Campo Grande. O crime ocorreu próximo a BR-163, no anel rodoviário, na região da UNIDERP Agrárias, durante uma falsa chamada para uma corrida.

Informações da Polícia Civil descrevem que o taxista disse que foi chamado via rádio táxi para uma corrida com um passageiro na região da universidade. Quando chegou ao local, o suposto passageiro entrou no carro e com uma garrafa de vidro, lhe deu um golpe no pescoço.

O trabalhador contou à polícia que, apesar de ferido, chegou a lutar com o criminoso. No entanto, foi rendido dentro do carro e colocado no porta-malas do veículo.

Ainda conforme a polícia, o assaltante andou por cerca de 12 quilômetros com a vítima presa no bagageiro do carro. Próximo a Avenida Guaicurus, o criminoso parou em uma “boca de fumo” para comprar drogas, onde entregou o celular da vítima como pagamento.

Ainda de acordo com o registro depois disso, o bandido seguiu com o carro e parou em um local ermo, onde segundo a vítima, manteve relações sexuais com uma travesti dentro do carro.

Após cerca de quatro horas, a vítima disse que conseguiu se soltar do porta-malas e com um pedaço de ferro, agrediu o criminoso pela janela do carro. Apesar do golpe, o bandido conseguiu acelerar o carro e fugir. Já o taxista pediu ajuda e chamou a polícia.

Segundo a vítima, o criminoso aparentava ter 28 anos, era magro, branco, cabelo encaracolado e usava camiseta preta, calça jeans e tênis. Ele não foi encontrado pela polícia. Já o carro do taxista, um Toyota Etios, foi localizado horas após o crime, no Parque dos Poderes. O caso será investigado.