19 de abril de 2021
Campo Grande 31º 20º

Críme

Tentativa de sequestro "estranho", contra policial e namorada na Praça do Papa

"Envolve falsos policiais"

Uma suspeita de sequestro contra um policial e sua namorada que aconteceu nesta quarta-feira (12), na região da Vila Sobrinho, em frente a Praça do Papa, registrou um caso estranho, histórias desencontradas e a acusação de sequestradores se passando por policiais. 

Três homens que ainda não foram  identificados estão sendo acusados por tentarem sequestrar um soldado da Polícia Militar de 24 anos e namorada dele, que tem a mesma idade, na noite desta quarta-feira (12). O caso ocorreu na Rua dos Crisântemos, Vila Sobrinho, em Campo Grande.

Conforme o registro do boletim de ocorrência, o casal contou que estava na praça, quando um veículo VW Golf, de cor prata, se aproximou. Dentro do carro havia três homens, que se identificaram como policiais e disseram que havia ocorrido um roubo próximo ao local , cometido por duas pessoas em uma moto vermelha.

Após a conversa, tanto o trio, quanto o casal, saíram do local. Segundo as vítimas, na Rua Julio de Castilho, em um semáforo, o carro em que estava o trio teria se aproximado  do veículo da namorada do soldado e feito menção a um roubo.

O policial, que estava fardado, relatou que desceu do carro, se identificou como soldado e sacou sua pistola. Neste momento, conforme relato do policial, um dos três homens que estavam no carro suspeito também desceu do veículo e sacou uma arma, se identificando como policial civil da Derf (Delegacia Especializada em Roubos e Furtos).

Após ficarem alguns minutos um sob a mira do outro, o policial disse que o suspeito entrou no carro novamente e fugiu. A vítima disse que conseguiu anotar a placa do carro, que foi checado via celular e constava como veículo apreendido.

Em descrição as vítimas informaram que motorista suspeito  era negro com barba grande, trajava camisa listrada em cores vermelha, preto e branco e calça jeans, aparentava ter aproximadamente 29 anos e cerca de 1,80 metros de altura; um dos passageiros era moreno, sem barba, vestia camiseta de cor bege e calça jeans, tinha aproximadamente 1,78 de altura e 21 anos; o terceiro elemento estava de camisa amarela, calça jeans, tinha barba e cerca de 1,82 de altura, aparentando ter 20 anos.

A namorada do policial contou a polícia que chegou a ser abordada novamente pelos suspeitos na Avenida Presidente Vargas, mas conseguiu fugir deles. A polícia fez buscas pela região, mas não encontrou os suspeitos. O caso foi registrado como ameaça e será investigado.