24 de setembro de 2021
Campo Grande 36º 21º

FRONTEIRA | VIOLÊNCIA

Vídeo: Derlis, de 17 anos, é executado e tem membros arrancados por cachorro; imagens fortes

"Os justiceiros estão de volta, avisamos que é só o começo da morte dos ladrões", diz bilhete deixado ao lado do corpo do adolescente

A- A+

Derlis Alonso Cardoso, de 17 anos, foi encontrado morto, nesta quarta-feira (28.jul.21) num terreno baldio, no bairro Carolina II, no município de Pedro Juan Caballero, em Amambay, no Paraguai. A cidade faz fronteira seca com Ponta Porã (MS).

Segundo a polícia, a suspeita é que o adolescente tenha sido torturado antes de ser executado. Junto ao corpo da vítima havia um bilhete com dizeres de alerta. “Os justiceiros estão de volta, avisamos que é só o começo da morte dos ladrões", escrito em espanhol. 

O investigador da Polícia Nacional do Paraguai, Jorge Vidallet, disse que o corpo foi encontrado por moradores. O adolescente tinha sinais de que parte da pele entre o tórax e o pescoço da vítima foram removidas por mordidas de algum animal, de acordo com o legista; as mãos do adolescente também foram decepadas. O médico também encontrou ferimentos de faca no corpo da vítima. A suspeita principal é de que os executores tenham atiçado um cachorro de grande porte contra a vítima. 

Bilhete deixado junto ao corpo do adolescente. Bilhete deixado junto ao corpo do adolescente. 

O site Mbykymi Noticias esteve no local e filmou o corpo da vítima ainda sem que a polícia chegasse. Abaixo veja o vídeo. Atenção: as imagens são fortes.  

Em entrevista à imprensa paraguaia, a mãe do adolescente disse que os pistoleiros se enganaram e que o filho era um jovem trabalhador e honesto.

EXECUÇÕES NA FRONTEIRA

Mateo Martínez Armoa, de 21 anos, e Anabel Centurion Mancuelo, de 22 anos, foram executados com mais de 35 tiros em uma choperia na cidade de Pedro Juan Caballero, no Paraguai, vizinha da brasileira Ponta Porã (MS). Horas antes do crime, os paraguaios Mateo e Anabel trocaram declarações de amor nas redes sociais.

Dener Antunes Pinto, de 32 anos, também foi executado a tiros no meio da rua na tarde de 31 de maio de 2021, na esquina da rotatória da Bandeira, no território brasileiro, da linha internacional, em Ponta Porã (MS). Imagens de câmeras de segurança divulgadas pelo MS Notícias. (VEJA AQUI).

Ainda em maio deste ano, três homens foram mortos a tiros e os suspeitos pelos assassinatos colocaram cartazes de alerta sobre os corpos com as palavras "não roubem" (veja foto abaixo). O crime aconteceu na cidade paraguaia de Yby Yaú, no departamento de Concepción, próximo a linha internacional de Pedro Juan Caballero, com Ponta Porã, no sul de Mato Grosso do Sul.

Três são mortos a tiros próximo à fronteira do Brasil com Paraguai e 'justiceiros' alertam sobre roubo.Três são mortos a tiros próximo à fronteira do Brasil com Paraguai e 'justiceiros' alertam sobre roubo.

Emílio Garcia Paredes, de 31 anos, foi sequestrado por quatro bandidos armados na noite de 5 de março de 2021 em Pedro Juan Caballero e foi encontrado morto em frente ao clube de laço de Ponta Porã (MS) na manhã de 6 de março de 21. Ao lado do corpo foi deixado o aviso com frases escritas em espanhol: “Justiceiros da Fronteira''. Não roubar na fronteira. Vamos pegar cada um. É só o começo!”, alertou. (VEJA AQUI).