16 de agosto de 2022
Campo Grande 33º 23º

POLÊMICA | URGENTE

A atriz Klara Castanho publicou uma carta aberta, declarando que foi estuprada

Klara além de estuprada foi obrigada a ter o filho gerado de um abuso

A- A+

Neste sábado (25), a atriz Klara Castanho publicou uma carta aberta, declarando que foi estuprada. Klara teve o bebê e o entregou para a adoção.

Os rumores foram iniciados com comentários de Antônia Fontenelle.

"Esse é o relato mais difícil da minha vida. Pensei que levaria essa dor e esse peso somente comigo. No entanto, não posso silenciar ao ver pessoas conspirando e criando
versões sobre uma violência repulsiva e de um trauma que eu sofri. Eu fui estuprada", desabafou.


"Contei ter sidoestuprada, expliquei tudo o que aconteceu. O médico não teve nenhuma empatia por mim. Eu não era uma mulher grávida que estava grávida por vontade e desejo, eu tinha sofrido uma violência. E mesmo assim esse profissional me obrigou a ouvir o coração da criança, disse que 50% do DNA eram meus e que eu seria obrigada a amá-lo", relembrou ela.

"Minha história se tornar pública não foi um desejo meu, mas espero que, ao menos, tudo o que me aconteceu sirva para que mulheres e meninas não se sintam culpadas ou envergonhadas pelas violências que sofrem. Entregar uma criança em adoção não é um crime é um ato supremo de cuidado", pontuou Klara, acrescentando que não era capaz de dar o amor que o bebê precisava sabendo que ele era fruto de uma violência tão cruel.