17 de setembro de 2021
Campo Grande 35º 21º

ARTE | CULTURA

Bate-papo com artistas do teatro resgata história e debate o futuro em MS

Projeto intitulado Teatro Brasileiro Fora do Eixo tem início nesta 3ª-feira (5.janeiro.2021) na internet; promovido com recursos da Lei Aldir Blanc

A- A+

Fernando Lopes, diretor na Cia Teatro do Mundo, de Campo Grande, inicia nesta terça-feira (5. janeiro.2021), às 19 horas no Instagram da Cia, um bate-papo com o diretor do grupo Senta que o Leão é Manso, Beto Figueiredo.

A ação faz parte da 2ª temporada do projeto: Teatro Brasileiro Fora do Eixo, que consiste em debater as dificuldades e resgatar a história do teatro, nessa temporada, focada no teatro campo-grandense, com personalidades da Capital.

Lopes fará uma série de lives com diretores e atores da Cidade Morena. 

As primeiras transmissões do Teatro Brasileiro Fora do Eixo aconteceram no decorrer de 2020. Foram 20 entrevistados de diversos lugares do Brasil, como Ceará, Alagoas, Piauí e de Mato Grosso do Sul. A ideia surgiu após Fernando ver lives com grandes nomes do teatro nacional. “Quero trabalhar fora do eixo Rio-São Paulo, conversar com pessoas de outras regiões do país, que são menos falados”, explicou.

Nesta 3ª-feira, ao conversar com Beto, Lopes quer se aprofundar no teatro campo-grandense, resgatar um pouco da história que os diretores e atores da Capital tem para contar e falar das dificuldades anteriores à pandemia e na nova realidade em que estamos vivendo. “O teatro em Campo Grande é pouco cuidado, não só pelo governo como também pelos cidadãos. As pessoas precisam conhecer a história da cidade e o teatro faz parte dessa história”, refletiu o diretor. “Ainda estaremos combatendo o tédio e encontrando soluções para essa crise, além de ser uma forma de homenagear esses artistas”, opinou.  

O bate-papo de hoje começará com a pergunta: Como os artistas conheceram e se interessaram pela arte. “Assim, os jovens que estarão assistindo descobrem de onde partiu o desejo desses artistas e como podem se profissionalizar caso queiram trilhar o mesmo caminho”, disse.

Beto Figueiredo disse que o trabalho de artistas locais é de suma importância, ainda mais em ambiente virtual, que pode chegar a mais pessoas. “O teatro campo-grandense é muito pouco visto e temos obras muito bonitas e importantes que não são vistas e que devem ser divulgadas”, orientou. 

Na quinta-feira (7. janeiro.2021) acontecerá o 2º bate-papo da temporada do Teatro Brasileiro Fora do Eixo, com Lu Bigatão, integrante do Teatral Grupo de Risco. As conversas continuam no decorrer do mês, fevereiro e março, sempre com duas transmissões por semana.

O projeto Teatro Brasileiro Fora do Eixo foi contemplado com recursos da Lei Aldir Blanc, através de edital do Fundo Municipal de Incentivo Cultural (FMIC) promovido pela Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Sectur).

CIA TEATRO DO MUNDO

A Cia Teatro do Mundo é um coletivo de artistas, que surge em meio ao caótico ano de 2020 e tem como principal objetivo usar o teatro como ferramenta de pesquisa e trabalho, com o intuito de colaborar por um mundo melhor.

O grupo é formado por Fernando Lopes, Begét de Lucena, Helena Soares e Douglas Moreira e já fez várias apresentações de espetáculos infantis em formato drive in, no estacionamento de um shopping da Capital. Também circulou pelo interior do Estado.