26 de outubro de 2021
Campo Grande 29º 21º

Com trabalho duro e entrevistas sinceras policial soma mais de 600 mil curtidas no Facebook

A- A+

Eles embarcaram em Dourados (MS) com sete tabletes de maconha e jamais imaginaram como terminaria essa viagem. A dupla teve o azar de cair nas mãos de um dos policiais mais rígidos e famosos do Brasil.

A internet nos apresenta histórias, vídeos e personagens que se popularizam com uma rapidez incrível. Sargento Fahur, com 51 anos de idade e 33 de profissão, é mais um destes fenômenos. Sua página no Facebook soma mais de 600 mil curtidas, e seu canal no YouTube possui 8.534 inscritos. O que faz Fahur se diferenciar dos milhares de virais existentes na rede, é o fato do policial ser reconhecido por seu trabalho de combate ao tráfico e a violência.

O desejo de se tornar policial surgiu quando criança, ao se revoltar por ter seu presente de natal furtado com apenas alguns dias de uso. “Minha mãe comprou uma bicicleta em 15 parcelas. Éramos muito pobres, e as parcelas pesadas para as condições da minha família. No final das contas, minha mãe acabou pagando para o ladrão usufruir da bicicleta e isso me deixou muito revoltado. Sendo assim, eu ví na Polícia Militar a minha chance de combater esse tipo de fato, bem como defender aqueles que trabalham, produzem e são vítimas”, lembra.

Sua trajetória começou em 1983, ao ser aprovado no concurso público para soldado da Polícia Militar. Atualmente Fahur é policial rodoviário em Maringá (PR), além de atuar em várias outras cidades do estado, rodando até 700 quilômetros em uma única noite de patrulha. Para o sargento a realização de um trabalho sério e eficiente se deve também a seus colegas.

Com uma forma extremamente sincera de se expressar, os vídeos em que o Sargento Fahur aparece dando entrevista são um sucesso na web.

O vídeo abaixo mostra o caso dos dois adolescentes citados no início da matéria, que durante uma abordagem de rotina caíram na malha fina de Fahur e sua equipe. O policial é do Paraná, mas seus trabalhos geram reflexos positivos em todo o território nacional, inclusive em Mato Grosso do Sul, que é usado como corredor para o tráfico de drogas .  

Assista ao vídeo: 


Não é só através da internet que o Sargento tem atenção e reconhecimento. Fahur é parado nas ruas para tirar fotos com seus fãs e seguidores, que o parabenizam e elogiam seu trabalho. “Esse tipo de atitude do povo, mostra que estou no caminho certo e me incentiva a continuar a minha luta contra o mal” , afirma o sargento.

O combate ao crime e violência não é fácil, principalmente em um país onde a educação é deixada de lado, as leis são falhas, o sistema carcerário é mal estruturado e as polícias não são bem remuneradas. Temos servidores corruptos, mas também existem profissionais preocupados em desempenhar seu trabalho de forma honesta.

As mídias sociais nos proporcionam a oportunidade de conhecer pessoas que por mais distantes que estejam, merecem nossas curtidas, compartilhamentos e reconhecimento.


Na imagem acima usuários do YouTube comentam vídeo, elogiando o trabalho de Fahur.