23 de setembro de 2021
Campo Grande 35º 20º

Variedades

Felipe Neto deve prestar depoimento nesta quinta-feira no Rio

A- A+
source
Felipe Neto acredita que intimição aconteceu depois de ter chamado Bolsonaro de genocida
Reprodução/Instagram
Felipe Neto acredita que intimição aconteceu depois de ter chamado Bolsonaro de genocida


O youtuber Felipe Neto deve prestar depoimento nesta quinta-feira (18) na Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática do Rio. Ele foi intimado na segunda-feira (15) por suposto crime previsto na Lei de Segurança Nacional . O influencer acredita que a convocação ocorreu após ele ter feito uma publicação nas redes sociais em que chamava o presidente Jair Bolsonaro de genocida , por sua atuação no enfrentamento à pandemia de covid-19 .

"Trouxeram intimação para que eu compareça e responda por crime contra a segurança nacional, porque chamei Jair Bolsonaro de genocida. Carlos Bolsonaro foi no mesmo delegado que me indiciou por "corrupção de menores". Eles querem que eu tenha medo, que eu tema o poder dos governantes. Já disse e repito: um governo deve temer seu povo, nunca o contrário. Carlos Bolsonaro, você não me assusta com seu autoritarismo", publicou o youtuber, junto com a foto da intimação. 


Você viu?

Felipe disse ainda que não havia outra palavra que não "genocida" para definir Bolsonaro, por acreditar na "nítida ausência de política de saúde pública no meio da pandemia", o que, para ele, contribuiu para a morte de milhares de brasileiros pela doença.

"Eu quero dizer a todos que vou enfrentar, como sempre enfrentei, as tentativas de silenciamento por parte desse governo. Vou continuar na mesma posição e sem medo porque esse é exatamente o objetivo principal dessas pessoas", completou. 

Fonte: IG GENTE