23 de setembro de 2021
Campo Grande 35º 20º

Variedades

"Racismo não é liberdade de expressão", diz Ludmilla após perder processo

A- A+
source
Ludmilla e Val Marchiori
Reprodução/Instagram
Ludmilla e Val Marchiori

Ludmilla usou as redes sociais nesta sexta-feira (26) para demonstrar toda sua indignação com o judiciário. Acontece que após perder o processo que moveu contra a socialite Val Marchiori por racismo, a funkeira fez um desabafo e afirmou que mesmo com a derrota não irá desistir de sua luta contra o racismo.

"Racismo não é liberdade de expressão. 'Sofreu racismo? Fácil. Vai lá e denuncia'. 'Lugar de racista é na cadeia'. 'Vocês reclamam demais, é só ir pra justiça'. Vocês percebem agora que não é fácil como parece? Essa não é a primeira, segunda ou terceira denuncia que eu faço. Eu também não sou a primeira a passar por isso e infelizmente não sou a única. Eu não me faço de vítima não. Eu sou! Tá provado. Mas a estrutura desse país é tão racista, que eles tem a audácia de recorrer e ainda por cima comemorar vitória no Instagram. Mas quer saber? Eu NÃO VOU PARAR. E não é só por mim não! Uma hora as coisas vão ter que mudar. E no que eu puder usar a minha visibilidade pra ajudar nessa mudança, eu juro pra vocês que eu vou", afirmou a cantora.

Segundo informações publicadas com exclusividade pelo jornalista Erlan Bastos, a empresária Val Marchiori venceu um processo movido contra ela em 2016 pela cantora Ludmilla. Na época, a funkeira se sentiu ofendida após a socialite dizer que o cabelo dela estava "parecendo um Bombril" durante um desfile de carnaval. Val recorreu do processo em junho do ano passado e teve esse recurso que apontou que a empresária exerceu sua "liberdade de expressão" acatado pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro.

Fonte: IG GENTE