23 de abril de 2021
Campo Grande 31º 19º

Filme

“Rondon O Desbravador” - histórias e aventuras de Marechal Rondon

A- A+

Depois do sucesso na TV da série “Rondon, o Grande Chefe”, a história de um dos maiores herois brasileiros chega à telona.  Dia 1º de Setembro estreia nas salas de cinema de Mato Grosso do Sul e Mato Grosso o longa“Rondon O Desbravador” estrelado por Nelson Xavier, no papel de Rondon,  e Marcos Winter interpretando o antropólogo Darcy Ribeiro.

A obra audiovisual, com distribuição da Europa Filmes, é uma deliciosa oportunidade para conhecer um importante capítulo da história brasileira e principalmente do nosso Estado. Mistura ficção e realismo para recriar um período de desenvolvimento do Brasil e da região Centro-Oeste do país.

No início do século XIX, Rondon percorreu extensas áreas e fez história ao desbravar o interior do país e fazer contato com diversos grupos indígenas, entre eles terenas, guaicurus e bororos.  O filme mostra as conquistas de Marechal Rondon no âmbito da expansão das linhas telegráficas e de seu papel como protetor da cultura indígena. A história é contada a partir de um encontro fictício entre Rondon e um jornalista, vivido por Rui Ricardo Diaz, que é recebido na casa do Marechal e sertanista Cândido Mariano Rondon para uma entrevista.

Na obra cinematográfica, o Marechal narra aventuras e lembranças de sua luta para garantir a convivência pacífica entre índios e brancos e preservar a natureza, ao atravessar terras desconhecidas para abrir estradas e expandir o telégrafo no Brasil. As histórias contadas em “Rondon O Desbravador” são resultado de uma década de pesquisa, com entrevistas e acesso a arquivos históricos.  Assim, as cenas que narram os feitos de Marechal Rondon são bastante fieis à história real, como enfatizou um dos diretores do longa, Marcelo Santiago.

É oportuno ressaltar que durante as expedições, Rondon descobriu e nomeou rios, montanhas, vales e lagos, mapeou regiões. Uma série de trabalhos científicos foram realizados e, até hoje, são de grande importância em áreas diversas como a cartografia, botânica, geologia, zoologia, antropologia e etnografia de populações indígenas e sertanejas. 

O produtor e diretor Rodrigo Piovezan, destacou que a vida de Rondon é uma grandiosa obra cinematográfica e que, em homenagem à ele, a primeira cena foi gravada no dia do nascimento de Rondon, 5 de maio. As locações tiveram participação do exército, de índios atores e índios nativos.

O diretor Marcelo Santiago lembrou que a cena mais difícil para ser rodada foi a da onça, por conta da complexidade técnica. Rondon, a onça e a paisagem foram filmados em separado e a montagem feita na ilha de edição.

Nelson Xavier disse que ficou orgulhosíssimo ao receber o convite para viver um heroi brasileiro e “poder contar a historia dele foi uma oportunidade única”, destacou.

O ator Marcos Winter lembrou do papel de Darcy Ribeiro na educação, de como ele serve de exemplo como ser humano e de que o mundo precisa de bons exemplos.

Curiosidade

 A Estrada Parque, no Pantanal, foi traçada por Marechal Rondon e inicialmente chamada de Rodovia da Integração, pois levou a rede de telégrafos até Corumbá.