01 de julho de 2022
Campo Grande 30º 19º

POLÊMICA

Zé Neto resolveu cair pra direita e discursar a favor do Bolsonaro e contra Anitta

Zé Neto, da dupla com Cristiano, para show para fazer discurso pró Bolsonaro e manda indireta para Anitta: 'Não precisamos de tatuagem no toba'

A- A+

Zé Neto, da dupla com Cristiano polemizou na noite da última quin-feira (12), a dupla fazia um show no Mato Grosso, quando em determinado momento, ele pausou o show, e em discurso pró Bolsonaro, atacou Anitta.

“Estamos em aqui Mato Grosso, um dos estados que sustentou o Brasil durante a pandemia. Nós somos artistas e não dependemos de Lei Rouanet. A gente não precisa fazer tatuagem no toba pra mostrar se estamos bem ou não!”, declarou Zé Neto.

O ataque a Anitta gerou muita revolta e páginas de fã da cantora não gostaram nada da declaração do cantor, que insistiu em dizer que Anitta chama atenção e que artistas não deveriam merecer e Lei Rouanet.
 

Anitta, em conferência nos Estados Unidos ainda não fez nenhuma declaração referente aos ataques de Zé Neto.

Apoiador de Jair Bolsonaro declarado, presidente esse que em diversas vezes também atacou a cantora Anitta ou usou das redes sociais para debochar ou diminuir do posicionamento político da cantora.

O QUE ELA FEZ?

Anitta recebe diversos ataques de famosos e políticos por sua música, jeito de se vestir, posicionamento político ou letras escritas.

Anitta é a capa da Vogue, uma das maiores revistas de moda do mundo, também é capa da Billboard, uma das maiores revistas sobre música do mundo.

Recentemente proporcionou um dos maiores shows do Coachella, um dos maiores eventos de música do mundo, representando as cores da bandeira do Brasil e mostrando ao mundo a cultura brasileira.

Anitta conseguiu no mês passado atingir a primeira posição global no spotify com a música ‘Envolver’. Há pouco tempo ela também anunciou que palestrará um curso de empreendedorismo e marketing em uma universidade, com certificado oficial da instituição.

Em 2021, Anitta foi convidada para cooperar com o conselho de administração do Nubank, além de ser embaixadora da marca.

No dia 6 de abril deste ano, Bolsonaro vetou o Projeto de Lei Paulo Gustavo, que propunha o repasse de R$ 3,8 bilhões para o enfrentamento dos efeitos da pandemia da Covid-19 sobre o setor cultural.