19 de abril de 2021
Campo Grande 31º 20º

CONCURSO

Rússia abre inscrições para concurso de fotografia com prêmio de R$ 10,748 mil

As inscrições podem ser feitas até o final desse mês de fevereiro de 2021

A Fundação My Equator, instituição russa que visa arrecadar fundos para pessoas em situação de vulnerabilidade, convida fotógrafos de todo mundo para participar da 12ª edição do Concurso de Fotografia Tartaruga de Ouro  — Tartaruga Dourada (Golden Turtle International Festival). A maior exposição internacional de vida selvagem. 

As categorias incluem foto documental, novas tecnologias em fotografia da vida selvagem, paisagem, retratos de animais, fotógrafo do ano, entre outras.

O prêmio também reconhece jovens talentos nas categorias natureza pelos olhos de crianças de até 12 anos e natureza através dos olhos de jovens, para adolescentes de 13 a 17 anos.

Os vencedores de cada categoria receberão US$ 1.000 (R$ 5.374,20). O fotógrafo do ano levará US$ 2.000 (R$ 10.748,40).

Os idiomas oficiais da competição são o russo e o inglês. As inscrições vão até 28 de fevereiro e devem ser feitas pelo site.

FESTIVAL

Nesse ano de 2021, o Festival Russo dá força ao seu conteúdo principal a "Natureza Selvagem", segundo Andrey Sukhinin, diretor-presidente do "Tartaruga Dourada", o festival tem o poder de tirar o fôlego.  "Moderno, ousado, emocional.O festival confunde a imaginação e oferece a oportunidade de mergulhar no mundo da natureza selvagem, experimentar a alegria da descoberta e se encher de emoções", promete.  

Conforme os organizadores, o festival visa combinar as atecnologias da fotografia moderna com preservação da natureza. "Um projeto interativo único que combina as melhores tecnologias modernas, uma abordagem inovadora à criatividade e o maior profissionalismo dos participantes", destacam.  

A história do festival começou há 12 anos com a exposição GOLDEN TURTLE de fotografia da vida selvagem. Em 2017, o Festival tornou-se o evento oficial do Ano da Ecologia na Rússia. Durante 12 anos participaram mais de 11.000 autores de 120 países do mundo, tendo enviado mais de 100.000 trabalhos a concurso.

MAY EQUATOR 

Fundação Beneficente de Apoio Social "Meu Equador" detém os direitos de organização e realização do Festival "Tartaruga Dourada". Os recursos arrecadados pelo fundo são destinados à realização de operações para crianças de um a 18 anos com doenças graves, incluindo cardiopatias congênitas de diversos graus de complexidade.

O nome da fundação não é acidental: para muitas crianças, a operação de resgate é o "equador" entre a doença e a saúde, entre um mundo de restrições e uma vida plena. O principal objetivo do trabalho da Fundação é ajudar suas alas a atravessá-la com segurança.

A fundação realiza diversos eventos de caridade de sucesso que visam não só arrecadar fundos, mas também educar crianças, popularizar atividades criativas e divulgar informações sobre a vida selvagem e seus habitantes.

VITÓRIA NA RÚSSIA 

Foto que deu a vitória e levou Leonardo a Receber o prêmio em setembro de 2020Foto que deu a vitória e levou Leonardo a Receber o prêmio em setembro de 2020. Foto: eonardo Malafaia Alves |  Concurso internacional de fotografia Andrei Stenin

O pernambucano Leonardo Malafaia Alves foi o primeiro brasileiro a vencer o concurso internacional de fotografia Andrei Stenin, na Rússia ano passado (2020). O estudante do 8º semestre de Jornalismo da Centro Universitário Maurício de Nassau Recife (UNINASSAU), conquistou o prêmio na categoria Fotojornalismo. A foto vencedora mostra a praia de Itapuama, no Cabo de Santo Agostinho, na época do vazamento de petróleo que atingiu a costa brasileira em 2019 (imagem da reportagem).  

O nome desse festival o qual Leonardo foi vitorioso é em homenagem a Andrey Alexeyevich Stenin. Um fotojornalista russo que contribuiu para várias agências de notícias russas e internacionais, incluindo Rossiya Segodnya, RIA Novosti, Kommersant, ITAR-TASS, Associated Press, Reuters e Agence France-Presse. Ele foi morto em agosto de 2014, cobrindo a guerra na Ucrânia. Esse prêmio levado por Leonardo tem parceria da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO).